A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quarta-feira, julho 14, 2004

Carrefour une-se à Apex e abre suas lojas para frutas brasileiras em 16 países

O Carrefour vai participar nos próximos dois anos, a partir deste mês, de programa da Agência Promotora de Exportações (Apex) – órgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – que visa estimular a venda de frutas e derivados no mercado externo. O Grupo abrirá a porta de suas lojas para a comercialização de produtos brasileiros em 16 dos 26 países em que está instalado.
O Carrefour é a mais internacionalizada rede de varejo do mundo. Sua bandeira está em mais de 9 mil lojas, as quais recebem anualmente cerca de dois bilhões de clientes.
"Vamos aproveitar nossa condição de rede mundial para dar oportunidade a bons produtores brasileiros de mostrar lá fora o sabor especial das frutas e sucos produzidos por aqui", afirma Arnaldo Eijsink, diretor de Agronegócios do Carrefour.
O convênio para a largada do programa foi assinado hoje (6/07) de manhã, em Brasília. Participantes: Apex, Carrefour e Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf). Estavam presentes na solenidade os presidentes da Apex, Juan Quirós e do Ibraf, Moacir Saraiva, além de Arnaldo Eijsink.
O "Brazilian Fruit Festival", como foi batizado o programa, marca uma nova fase de atuação da Apex na cadeia da fruticultura, afirma Saraiva. "Antes, o apoio dividia-se entre participação em feiras internacionais e cursos e produção de material promocional. Agora, as frutas chegarão às gôndolas do varejo, direto para os consumidores. Será uma grande oportunidade de evidenciar a produção brasileira de frutas", diz ele.
Além de vender direto para as lojas do Carrefour, o programa objetiva promover as frutas e derivados para consumidores e importadores, por meio da exposição dos produtos. As frutas serão degustadas e promovidas nas lojas por vendedores brasileiros, a serem recrutados em cada uma das praças. Os produtos estarão expostos em locais nobres das lojas e destacados nos catálogos de ofertas dos hipermercados e em outdoors próximos às unidades.
Estarão no programa cerca de 30 produtores de manga, mamão papaya, melão, uva de mesa, maçã, limão tayti, banana prata e abacaxi branco. A seleção dos participantes foi realizada pelo Carrefour, que chamou alguns de seus fornecedores de frutas, especialmente os envolvidos no programa Garantia de Origem da rede, e pelo Ibraf.
As frutas seguirão num primeiro momento para a Europa. Depois, para a Ásia e América. A primeira etapa ocorrerá em Bruxelas, Varsóvia e Espanha. As lojas escolhidas de cada país promoverão uma degustação por sete dias. Já as ações comerciais serão veiculadas durante um mês.
Eijsink estima que os produtores credenciados ao programa exportarão nos próximos dois anos o equivalente a US$ 10 milhões – uma cifra superior à da exportação de frutas realizada pelo Carrefour em 2003: US$ 9 milhões.

Edson di Fonzo – MTb 9117
Carrefour – Comunicação Social
São Paulo/Julho/2004
Telefone para contato: (11) 3035-2683

Nenhum comentário:

Arquivo do blog