A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, novembro 03, 2014

PATRIA GRANDE - O GOLPE BOLIVARIANO NO BRASIL: Entrada de ministro venezuelano causa mal-estar no GOVERNO BRASILEIRO



A entrada silenciosa do Vice-Presidente e ministro para o Poder Popular das Comunas e Desenvolvimento Social, Elías Jaua, no Brasil, causou mal-estar no governo brasileiro. Apesar de ter chegado a São Paulo por motivos particulares - a doença de sua esposa, que foi operada no hospital Sírio-Libanês - e não estar em missão oficial, seria de praxe um aviso ao Itamaraty, o que não foi feito.

Não há uma obrigação de avisar o governo local da visita de um ministro. Mas, nos meios diplomáticos, esse procedimento é visto como uma cortesia e, também, uma questão de segurança. Um aviso à embaixada ou ao Ministério das Relações Exteriores pode evitar constrangimentos, como uma revista da Receita Federal ou questionamentos pela Polícia Federal. "Há uma série de inconvenientes que poderiam ter sido evitados se tivesse sido avisado", diz uma fonte do Itamaraty.




O Itamaraty ficou sabendo da presença do ministro venezuelano pouco antes dos jornais, ao ser informado pelo sistema de segurança na PF nos aeroportos de que o ministro estava no País. Até agora, não houve qualquer contato da embaixada da Venezuela no Brasil nem do governo venezuelano. Ao contrário, a delegação do país nega que haja alguma comitiva da Venezuela no Brasil. Tampouco o governo brasileiro tomou a iniciativa de fazer qualquer tipo de reclamação - a avaliação é de que não é para tanto, apesar dos constrangimentos causados pela prisão da babá dos filhos do ministro, que tentou entrar no Brasil, aparentemente sem saber, com uma arma em uma bagagem de mão. Ainda assim, diplomatas afirmam que o assunto deve ser tratado em "eventuais conversas" em algum futuro encontro entre o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, e seu colega venezuelano, Rafael Ramírez. Não em tom de reclamação, mas uma "sugestão amigável". Os dois devem se encontrar este final de semana, em Cartagena, durante a reunião Mercosul-Aliança do Pacífico.




Tudo que o Itamaraty sabe até agora é que Jaua veio ao Brasil para acompanhar a mulher em exames que seriam feitos no Sírio-Libanês. Ao chegar a São Paulo, no entanto, a avaliação foi de que ela teria de ser operada imediatamente. O ministro teria decidido, então, trazer a sogra, os filhos e a babá das crianças. Ao entrar no País com uma maleta do ministro, Jeanette del Carmen Anza terminou presa por trazer junto a documentos uma arma calibre 38 pertencente a Jaua. Solta há dois dias, vai responder a um processo por tráfico ilegal de armas.




Apesar de não estar em missão oficial no Brasil, Jaua não deixou de trabalhar, mesmo sem comunicar o governo brasileiro. Desde setembro responsável pela relação do governo de Nicolás Maduro com as comunas e os movimentos populares - depois de ter deixado a Chancelaria venezuelana - o ministro assinou, há dois dias, acordos com lideranças do Movimento Sem Terra nas áreas de "treinamento, organização e conscientização do povo". Também esta semana foi a Curitiba, conhecer projetos de transporte público - informações que o Itamaraty diz saber pela imprensa.




O governo brasileiro não vê problemas nas atividades de Jaua, apesar de não ser uma visita oficial. Diplomatas alegam que vários ministros estrangeiros em visita ao Brasil costumam programar sua agenda e mesmo assinar acordos com organizações não-governamentais sem que essa negociação passe pelo Itamaraty. Não há lembranças, no entanto, de ministros cumprindo agendas em nome de seus governos sem que o país anfitrião sequer seja comunicado da sua presença.




Fonte: Estadao Conteudo

ESCÂNDALO: COMUNISTAS VENEZUELANOS ESTÃO NO BRASIL TREINANDO O MST PARA A LUTA ARMADA



Caiado quer convocar ministros para explicar aproximação entre MST e paramilitares venezuelanos


Ventania comunista – Líder da oposição no Congresso Nacional, o deputado federalRonaldo Caiado (Democratas-GO), senador eleito, entrou com requerimentos de convocação aos ministros Luiz Alberto Figueiredo (Relações Exteriores) e Laudemir André Müller (Desenvolvimento Agrário) exigindo explicações sobre convênio assinado entre o governo venezuelano e o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Os requerimentos foram protocolados nas comissões de Agricultura e de Relações Exteriores nesta quinta-feira (30).

Caiado também fez uma representação ao procurador regional da República da 1ª Região, Wellington Cabral Saraiva, pedindo investigação do Ministério Púbico Federal sob a alegação de que o MST é indiretamente financiado pelo governo federal através de ONGs e que a prática infringe artigos da Constituição que versam sobre os “valores sociais do trabalho e da livre iniciativa” e do “direito à propriedade socialmente funcional”.

A visita ao Brasil do ministro do Poder Popular para as Comunas, Elías Jaua, foi marcada pela firmação de convênios entre o governo venezuelano e o MST. De acordo com a imprensa oficial do Governo Maduro, um grupo socialista-bolivariano está no país para “treinamento e desenvolvimento de comunidade” a unidades do movimento no Paraná e em São Paulo. Na Venezuela, Elías Jaua ainda acumula o cargo de vice-presidente para a sugestiva pasta do “Desenvolvimento do Socialismo Territorial”.

“Foi assim que começou o treinamento de uma força paramilitar de repressão aos movimentos contrários a Chávez na Venezuela. Essa conversa de ajuda no campo esconde interesses muito mais sombrios e é uma afronta a nossa Constituição, uma invasão silenciosa”, criticou Caiado. O democrata irá pedir a inversão de pauta para acelerar o processo de convocação.


MP e cooperação

Ronaldo Caiado também convidou para a Comissão de Relações Exteriores a deputada venezuelana de oposição, Maria Corina, para ajudar a esclarecer como funciona a estratégia do Governo Maduro.

“Corina está sendo perseguida pela ditadura venezuelana e já veio aqui no Brasil nos alertar sobre esse risco. O seu depoimento vai ajudar a tornar claras as verdadeiras pretensões desse ministro em nosso território. É preciso acabar com essa diplomacia invertida onde nós estamos submissos a um governo apenas por ser ideologicamente alinhado ao PT”, defendeu.

Fonte: Ucho.info

BLOG DO CORONEL: O MPF deve explicações ao país. Por que escondeu até o hoje o parecer contra o Mais Médicos dado antes das eleições?


Pareceres contrários ao Mais Médicos, apresentados nos dias 14 e 15 de outubro, antes do segundo turno das eleições, só foram divulgados hoje à tarde pela assessoria de imprensa do MPF. Eles cobram que a Justiça Federal reveja decisões anteriores que rejeitaram pedidos de concessão de liminar para suspender o acordo do Governo Federal com a OPAS. E agora? Quem investiga o MPF?

O Ministério Público Federal em Brasília cobrou na Justiça que o governo Dilma Rousseff pague diretamente os médicos cubanos que atuam no programa "Mais Médicos". Ponto de destaque na campanha de reeleição da petista, o programa prevê o pagamento de R$ 10 mil a cada profissional que tenha aderido ao Mais Médicos. Entretanto, os cubanos recebem mensalmente US$ 1 mil, por meio do convênio entre a União e a Organização Panamericana de Saúde (OPAS).


O MPF contestou, em dois pareceres encaminhados à Justiça Federal do Distrito Federal, os termos do acordo entre a União e a OPAS para viabilizar a vinda desses profissionais ao País. Os questionamentos judiciais foram apresentados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e um advogado, que moveram ações para tentar decretar a nulidade do convênio. A procuradora Luciana Loureiro Oliveira, autora dos pareceres, afirmou que o acordo com a OPAS não permite saber como foram empregados os recursos repassados pelo governo federal à entidade. Isto é, "não se pode saber, precisamente, quanto efetivamente cada médico vem recebendo pela sua participação no projeto Mais Médicos".


"Note-se que a indagação não é de somenos importância, como quer fazer crer a União, porque, em sua defesa, está dito que os valores repassados à OPAS (R$ 510.957.307,00) - quinhentos e dez milhões, novecentos e cinquenta e sete mil, trezentos e sete reais) apenas em 2013, o foram à razão de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por médico intercambista", destacou Luciana, nas duas manifestações.


A procuradora afirmou que, embora reconheça a importância da motivação e da finalidade do Mais Médicos para o Brasil e das "inegáveis contribuições" que os médicos de Cuba podem trazer para o Sistema Único de Saúde (SUS), a forma como foi realizado o convênio com a OPAS "se mostra francamente ilegal e arrisca o erário a prejuízos até então incalculáveis, exatamente por não se conhecer o destino efetivo dos recursos públicos brasileiros empregados no citado acordo".


"É dizer, em breves linhas, que o convênio com a OPAS se ressente de graves vícios, eis que viola, a um só tempo, os princípios constitucionais da legalidade, da publicidade/transparência e da motivação dos atos administrativos", disse.

Fonte: Blog do Coronel com Informações do Estadão


VLADY OLIVER: ‘O discurso do ódio’



Por VLADY OLIVER na Veja.com

Recebi de um amigo numa rede social alguns vídeos em que ele mesmo registrou a manifestação de protesto ocorrida neste sábado na mais paulista das avenidas. Posso afirmar, pelo tamanho da coisa, que rivalizou em volume com as primeiras manifestações na mesma avenida, no início do processo de impeachment do ex-presiDIENTE Collor.

Nessa eu estava. Aliás, seu “duela a quem duela”, de triste lembrança, é um mote perigoso usado frequentemente pela Dilmona rombuda para enganar os trouxas com a promessa de que a “polícia dela” investigará os tais “malfeitos”. Conta outra. O fato é que a manifestação foi solenemente ignorada pelo telejornalismo, indecorosamente achincalhada pela imprensa a soldo da camorra e só apareceu mesmo nas redes sociais — sempre elas — o no espaço quinzemilhonesco de Reinaldo Azevedo, nosso bravo vizinho de teclas .

É claro que isso é notícia e das grandes. Nada tem de surpreendente, portanto, a “operação abafa” capitaneada por aquele jornalzinho cheio de moscas, que pleiteia um canal de televisão junto à camorra, em parceria com o bando de comunistazinhos pilantras e regados a uísque de procedência duvidosa aboletados em órgãos de imprensa de todo este rincão varonil. Eles não querem que o caldo entorne e percam a boquinha duramente conquistada pelo servilismo tacanho e barato .

Nunca tantos pesos e tantas medidas foram usados de forma tão pusilânime para entortar a ordem e negar o clima reinante. São os morangos podres estragando a caixa toda. Pois eu afirmo que essa gente toda TEM QUE SER VISTA. Se o jornalismo pilantra não quer divulgar a verdade sobre a legítima manifestação, a coisa anda muito mais feia do que vai parecendo. Os ânimos continuam exaltados. O discurso do ódio e da dissimulação deu lugar agora a um texto que ousa tripudiar do desejo de democracia de gente decente, indignada com o que está vendo.

E lá vamos nós de novo: onde está a oposição nesta hora? Descansando da disputa? Contando votos válidos na frente do TSE ? Este é o grande problema que vamos enfrentar daqui pra frente, meus caros. A campanha incendiou o país como um rastilho de pólvora que já vimos queimar no meio do ano passado. Com a diferença que, naquela época, ainda era difusa a percepção de quem eram os bandidos e quem eram os mocinhos neste faroeste de segunda classe.

Agora está claro. Cresce o apoio ao “limpeachment” desse governo que ganhou as eleições na ameaça e no grito. Cresce o número de pessoas indignadas com a resposta das urnas ao seus anseios. E a dona descansa da vigarice em que se meteu para se eleger. Um escárnio. Espero que essas manifestações cresçam até ser impossível escondê-las . Que as redes sociais que ajudaram a dona a disseminar o ódio ajudem agora o despertar dos decentes.

Nós somos muitos. Muito mais do que eles imaginam controlar. Eu não quero mais o PT no poder, seus controles sociais, sua censura, seus petrolões e sua gente rombuda de braço em riste desafiando nossa democracia. Vou bater meu bumbo até ver estes bandidos na cadeia. Nada menos que isso interessa à nossa democracia, meus caros. Paz e amor? JUSTIÇA PRIMEIRO !!!

UCHO HADDAD: PSDB pede investigação após prisão de babá de ministro venezuelano com armas e documentos




Baderna vermelha – O PSDB protocolou na tarde desta sexta-feira (31) duas representações relativas à prisão da suposta babá do filho do ministro das Relações Exteriores e vice-presidente do Desenvolvimento do Socialismo Territorial da Venezuela, Elías Jaua Milano, como noticiou o ucho.info na edição de 29 de outubro.

O líder do partido, Antonio Imbassahy (BA), solicitou ao ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, e à procuradora-chefe da Procuradoria da República em São Paulo (onde ocorreu a prisão) a adoção das medidas necessárias para investigar a possível prática de crimes contra a segurança nacional e contra a ordem política e social. No início da próxima semana também será enviado à Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) requerimento de informações questionando sobre dados que o órgão dispõe sobre a situação – que porventura tenham sido colhidos tanto previamente quanto após a prisão da venezuelana.

No último dia 24 de outubro, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, um revólver calibre 38 (municiado) foi encontrado com Jeanette Del Carmen Anza, detida por tráfico internacional de armas. Também foram encontrados diversos documentos de doutrinação política e ideológica. Em depoimento, Jeanette declarou que todo o material era de propriedade do ministro venezuelano, que já se encontrava no Brasil.

Quatro dias após a ocorrência, no dia 28, o site do Ministério do Poder Popular para as Comunas e Movimentos Sociais da Venezuela noticiou que Jaua fechou “uma série de acordos nas áreas de formação e desenvolvimento da produtividade comunal entre o Governo Bolivariano e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra do Brasil – MST, em Guararema, estado de São Paulo”.

Além disso, o governo venezuelano noticiou que o “Ministro para as Comunas e os Movimentos Sociais indicou que os convênios têm como objetivo incrementar a capacidade de intercâmbio de experiências de formação ‘para fortalecer o que é fundamental em uma revolução socialista, que é a formação, a consciência e a organização do povo para defender o que logrou e seguir avançando na construção de uma sociedade socialista’”.

“Diante do teor do que foi veiculado na página do Ministério, resta inequívoco que Elias Jaua ocupou parte de sua estada no Brasil para doutrinar, política e ideologicamente, membros do MST, com a reconhecida finalidade de fomentar a realização de uma revolução socialista no Brasil, nos moldes da que foi promovida por Hugo Chávez e seus seguidores na Venezuela”, explica Imbassahy nas representações.

Imbassahy lembra ainda recente entrevista do líder nacional do MST, João Pedro Stédile, concedida ao blog de Rodrigo Viana, da Revista Fórum. Na publicação, Stédile afirmou categoricamente: “Ganhe quem ganhe, continuará tudo igual. Só espero que não ganhe o Aécio, porque aí seria uma guerra”.

“Ao que tudo indica o MST já estava sendo preparado para a tal guerra que Stédile prometeu. A prisão da suposta babá do ministro venezuelano com uma arma e documentos para doutrinação ideológica e política são fortes indicativos de que a ação estava em curso, mas uma inspeção de rotina no aeroporto trouxe o caso à tona. As autoridades brasileiras têm o dever de investigar o que pode estar por trás desses acontecimentos, que estão intimamente interligados”, concluiu Imbassahy.

Fonte: Ucho.info

UCHO HADDAD: Do controle do STF aos golpes baixos contra Sérgio Moro, a democracia brasileira está em perigo




Sinal vermelho – Em 2003, logo após a posse do então presidente Luiz Inácio da Silva, o ucho.info alertou para o perigo que representaria um período longevo do Partido dos Trabalhadores no poder tempo, analisando o tema sob a ótica do Supremo Tribunal Federal. Isso porque em poucos anos o partido teria o “controle” da mais alta instância do Judiciário nacional. Não que os ministros que integram a Corte sejam tutelados pelo Palácio do Planalto, mas porque são escolhidos aqueles que têm uma convergência no âmbito da interpretação do Direito e da legislação vigente no País.

O tempo passou, Lula se reelegeu, que conseguiu fazer a sucessora, que há dias arrancou das urnas um novo mandato. O que significa que até 2018 o governo petista terá sob sua vigilância, mesmo que à distância, dez dos onze ministros do STF. Ou seja, no embalo da onda comunista que sopra na América do Sul, o STF pode se transformar em uma espécie de tribunal bolivariano, cujo único papel será referendar as arbitrárias decisões do governo federal.

O alerta foi feito pelo ministro Gilmar Mendes, em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, publicada na edição desta segunda-feira (3). A declaração do ministro conforma recente matéria do ucho.info, que destacou o fato de que a reeleição de Dilma Rousseff representaria um total domínio do Supremo por parte do PT, uma vez que mais adiante alguns ministro serão obrigados a deixar a Corte no rastro da aposentadoria compulsória.

Outro tema que chama a atenção na seara do STF é o necessário notório saber jurídico dos escolhidos para integrar a Corte, o que nos últimos anos não foi levado em consideração. O melhor exemplo desse desleixo em relação ao conhecimento jurídico dos indicados para o cargo de ministro do STF é o petista José Antonio Dias Toffoli, que serviu durante longos anos ao PT e foi reprovado em dois concursos para juiz de primeiro grau. Em suma, essa é mais uma bizarrice com a chancela estelar do PT.


Outro detalhe perigoso que coloca em sério risco a democracia brasileira é o movimento que surgiu nos últimos dias para desconstruir a imagem do juiz federal Sérgio Fernando Moro, responsável pela condução dos processos decorrentes da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Um dos maiores especialistas brasileiros em lavagem de dinheiro, Moro vem sofrendo, nos bastidores, a pressão arquitetada pelos advogados contratados pelas empreiteiras acusadas de envolvimento direto no carrossel de corrupção que funcionava em algumas diretorias da Petrobras.

Covarde e rasteira, a operação ganhou força nos subterrâneos do poder e tem como um dos timoneiros o criminalista Márcio Thomaz Bastos. O grupo de advogados naufragou na tentativa de convencer as autoridades que investigam a Lava-Jato de que as empreiteiras foram lenientes. A tese foi antecipada com absoluta exclusividade pelo ucho.info, mas foi rejeitada pelos procuradores da República que trabalham no caso. Na verdade, as autoridades já mapearam o esquema de corrupção conhecido como “Petrolão” e nada mais fará com que a Operação Lava-Jato mude de rota.

Enquanto os advogados se esforçam para derrubar Sérgio Moro, tentando denegrir sua imagem e levar o processo para o Rio de Janeiro, sob a alegação de que a sede da Petrobras é na capital fluminense, os inquilinos do Palácio do Planalto trabalham de forma sorrateira para que o plano avance sem dificuldades. Acontece que tirar Moro do comando dos processos da lava-Jato poderá suscitar uma ruidosa revolta da sociedade, pois é inadmissível que o maior escândalo de corrupção da história brasileira seja varrido para debaixo do tapete.

Ademais, a presidente Dilma Rousseff garantiu durante a campanha eleitoral deste ano que seu governo jamais impediu que escândalos de corrupção fossem investigados. Os advogados têm o direito de defender seus respectivos clientes, mas não podem querer garantir a impunidade para executivos quadrilheiros que creem estar acima da lei e de todos. A tese de levar as ações judiciais para o Rio de Janeiro será mais um tiro no pé desses criminalistas contratados a peso de ouro, pois a denúncia que possibilitou a Operação Lava-Jato foi formulada no Paraná, tendo como palco primeiro de atos de corrupção a cidade de Londrina. Sendo assim, Curitiba é o foro adequado para os mencionados processos.

Fonte: Ucho.info

PATRIA GRANDE - O GOLPE BOLIVARIANO NO BRASIL: Partidos do Foro de São Paulo comemoram reeleição de Dilma




Para Cristina Kirchner a vitória de Dilma foi "um passo importante para a consolidação da "Pátria Grande".




O Foro de São Paulo surgiu em 1990 a partir de um seminário internacional promovido pelo Partido dos Trabalhadores tendo a frente Luiz Inácio Lula da Silva e o ditador cubano Fidel Castro. Atualmente mais de 100 partidos de matiz comunista do Brasil e da América Latina participam dos encontros.


Governos destes países manifestaram apreço pela reeleição da Presidente Dilma. O jornal Cubano destacou que ” em uma das campanhas eleitorais mais acirradas das últimas décadas no Brasil permitirá a ela [Dilma Roussef] , por outros quatro anos, prosseguir com a obra econômica e social do Partido dos Trabalhadores (PT)”. A obra social do PT inclui uma forte atuação dos movimentos populares e a reeleita afirmou no discurso da vitória que levará adiante o plebiscito para a Reforma Política. Deste modo o Brasil segue os passos de países vizinhos que atualmente vivem no regime socialista. 

O Secretariado do Foro de São Paulo já foi integrado por organizações como: Partido dos Trabalhadores; FARC (Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia–Ejército del Pueblo)de esquerda; Izquierda Unida (Peru); Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional de esquerda (El Salvador); Frente Sandinista de Libertação Nacional de esquerda (Nicarágua); Partido Comunista de Cuba; Frente Ampla do Uruguai de esquerda; Partido da Revolução Democrática de esquerda (México); Movimiento Lavalás de esquerda (Haiti) e Movimiento Bolivia Libre de esquerda.

A Presidente da Argentina Cristina Kirchner foi mais explícita em sua felicitação pela vitória de Dilma. Segundo a Bolivariana a vitória de Dilma foi “um passo importante para a consolidação da Pátria Grande”, eufemismo dado a esta integração dos país com regimes socialistas e comunistas da América Latina. “Esta nova vitória é mais um passo no sentido de reforçar o nosso grande país sul-americano, que tem dedicado muito esforço de nossas funções do governo”, diz a nota de Cristina.


A comemoração de Nicolás Maduro
O perfil de Maduro no Twitter publicou uma chuvarada de mensagens celebrando o “triunfo” de Dilma. O presidente da Venezuela substitui o Hugo Chavez presidente socialista aclamado como divindade pelo atual sucessor. Recentemente, Maduro criou e rezou em um encontro com os partidários o “Pai-Nosso-Chavista”.

Na mensagem oficial, Maduro, assim como Cristina Kirchner, faz mênção à “Pátria Grande”, eufemismo para o projeto de poder do Foro de São Paulo na América Latina, partindo de sua unificação. Dilma, Lula e o PT tem a faca e o queijo às mãos. Agora é só decidir quando fatiá-lo.



Maduro comemora vitória que garantirá a instauração da “Pátria Grande”.


Confira a relação dos partidos socialistas e comunistas que integram o Foro de São Paulo



Argentina
1. Frente Grande – www.frentegrande.org.ar
2. Frente Transversal Nacional y Popular – www.frentetransversal.org.ar
3. Movimiento Evita – www.movimiento-evita.org.ar
4. Movimiento Libres del Sur – www.libresdelsur.org.ar
5. Partido Comunista
6. Partido Comunista – Congreso Extraordinario
7. Partido Humanista
8. Partido Intransigente
9. Partido Obrero Revolucionario-Posadista
10. Partido Socialista
11. Partido Solidario – www.partidosolidario.org.ar
12. Unión de Militantes por el Socialismo – www.uniondemilitantes.org.ar


Aruba
1. Partido Red Democrática


Barbados
1. Partido del Empoderamiento del Pueblo


Bolivia
1. Movimiento al Socialismo
2. Movimiento Bolivia Libre
3. Partido Comunista de Bolivia


Brasil
1. Partido Democrático Trabalhista – www.pdt.org.br
2. Partido Comunista del Brasil – www.pcdob.org.br
3. Partido Comunista Brasileiro – www.pcb.org.br
4. Partido Patria Libre – www.partidopatrialivre.org.br
5. Partido Popular Socialista – www.pps.org.br
6. Partido Socialista Brasileiro – www.psb.org.br
7. Partido de los Trabajadores – www.pt.org.br


Chile
1. Izquierda Cristiana
2. Movimiento Amplio Social
3. Movimiento de Izquierda Revolucionaria
4. Partido Comunista – www.pcchile.cl
5. Partido Humanista – www.partidohumanista.cl
6. Partido Socialista
7. Partido del Socialismo Allendista – www.partidodelsocialismoallendista.cl
8. Revolución Democrática – www.revoluciondemocratica.cl


Colombia
1. Marcha Patriótica
2. Partido Comunista Colombiano – www.pacocol.org
3. Polo Democrático Alternativo – www.polodemocratico.org
4. Presentes por el Socialismo


Costa Rica
1. Partido Frente Amplio – www.frenteamplio.org
2. Partido Vanguardia Popular – Partido Comunista


Cuba
1. Partido Comunista de Cuba – www.pcc.cu


Curazao
1. Partido Pueblo Soberano


Ecuador
1. Movimiento de Unidad Plurinacional Pachakutik – Nuevo País
2. Movimiento Alianza PAIS – www.movimientoalianzapais.com.ec
3. Movimiento Popular Democrático
4. Partido Comunista del Ecuador
5. Partido Comunista Marxista-Leninista del Ecuador
6. Partido Socialista-Frente Amplio


El Salvador
1. Frente Farabundo Martí para la Liberación Nacional – www.fmln.org.sv


Guatemala
1. Alianza Nueva Nación
2. Movimiento Político Winaq
3. Unidad Revolucionaria Nacional Guatemalteca – www.urng-maiz.org.gt


Haití
1. Organización del Pueblo en Lucha


Honduras
1. Frente Nacional de Resistencia Popular – www.resistenciahonduras.net
2. Partido Libertad y Refundación – LIBRE


Martinica
1. Partido Comunista por la Independencia y el Socialismo
2. Consejo Nacional de Comités Populares – www.m-apal.com


México
1. Partido de los Comunistas Mexicanos
2. Partido Comunista de México
3. Partido de la Revolución Democrática
4. Partido del Trabajo – www.partidodeltrabajo.org.mx


Nicaragua
1. Frente Sandinista de Liberación Nacional


Panamá
1. Partido del Pueblo
2. Partido Revolucionario Democrático


Paraguay
1. Frente Guasú
2. Partido Comunista Paraguayo
3. Partido Convergencia Popular Socialista – www.convergenciapopular.blogspot.com.br
4. Partido del Movimiento Patriótico Popular
5. Partido del Movimiento al Socialismo – www.pmas.org.py
6. Partido País Solidario
7. Partido de la Participacion Ciudadana
8. Partido Popular Tekojoja


Perú
1. Partido Comunista del Perú-Patria Roja
2. Partido Comunista Peruano
3. Partido Nacionalista del Perú
4. Partido del Pueblo
5. Partido Socialista del Perú


Puerto Rico
1. Frente Socialista – www.frentesocialistapr.org
2. Movimiento Independentista Nacional Hostosiano – www .minhpuertorico.org
3. Partido Nacionalista de Puerto Rico – www.partidonacionalistapuertorico.blogspot.com.br


República Dominicana
1. Alianza por la Democracia
2. Fuerza de la Revolución
3. Movimiento Izquierda Unida
4. Movimiento Patria Para Tod@s
5. Partido Alternativa Revolucionaria
6. Partido Comunista del Trabajo
7. Partido de la Liberación Dominicana
8. Partido de los Trabajadores Dominicanos
9. Partido Revolucionario Dominicano


Trinidad y Tobago
1. Movimiento por la Justicia Social


Uruguay
1. Asamblea Uruguay
2. Compromiso Frenteamplista
3. Frente Amplio
4. Movimiento 26 de marzo
5. Movimiento de Liberación Nacional Tupamaros
6. Movimiento de Participación Popular
7. Movimiento Popular Frenteamplista
8. Partido Comunista del Uruguay – www.pcu.org.uy
9. Partido Obrero Revolucionario Troskista-Posadista
10. Partido por la Victoria del Pueblo
11. Partido Socialista de los Trabajadores
12. Partido Socialista del Uruguay
13. Vertiente Artiguista


Venezuela
1. Liga Socialista
2. Movimiento Electoral del Pueblo
3. Partido Comunista de Venezuela
4. Partido Socialista Unificado de Venezuela
5. Patria para Todos


Fonte: NovaGuia.Org

PATRIA GRANDE - O GOLPE NO BRASIL: Prof. Luis Fernando Pessoa Alexandre explica o que é o FORO DE SÃO PAULO





Luis Fernando Pessoa Alexandre

Luís Fernando Pessoa Alexandre iniciou o curso de graduação em História na Universidade Estadual de Maringá no ano de 2003, tendo concluído o mesmo no ano de 2006. Em 2007 iniciou o Mestrado em História pela mesma instituição, trabalhando na linha de pesquisa "História das Instituições e das Ideias", e obteve o título de Mestre em 2009. Em 2010 atuou como docente da UEM nas áreas de História do Direito e Contemporânea III. Faz pesquisas na área de História Antiga e Medieval, enfocando questões das respectivas áreas nas aulas de História do Direito. Atualmente atua na área de História do Direito e História Medieval pela Universidade Estadual de Maringá. Currículo Lattes.

ALUIZIO AMORIM: MILHARES PROTESTAM NO BRASIL CONTRA FRAUDE ELEITORAL E A AMEAÇA DE GOLPE COMUNISTA DO PT. GRANDE MÍDIA TENTA ABAFAR ESTE FATO!



Lobão, famoso músico e escritor brasileiro, emprestou o seu prestígio à manifestação na Av. Paulista em São Paulo



Todas estas fotos foram postadas no Twitter por diversas pessoas incluindo nos textos protestos contra os jornalões e sites da grande mídia que tentaram minimizar o tamanho das manifestações que ocorreram em várias capitais. Impressionante é que pela primeira vez uma manifestação com milhares de pessoas foi organizada apenas pelas redes sociais. Esse movimento Fora Dilma, Fora PT que se expressou nas urnas começa a ganhar as ruas do Brasil! 

Manifestações populares em diversas capitais convocadas pelas redes sociais levaram milhares de pessoas às ruas em diversas capitais do Brasil neste sábado, denunciando a fraude eleitoral que reelegeu a "presidenta" do PT, a Dilma do Lula. Mas não apenas isso. As pessoas protestaram contra a ameaça bolivariana, eufemismo criado pelo finado caudilho Hugo Chávez, que designa comunismo, na novilíngua do neo-comunismo do século XXI. Não faltaram os cartazes e os gritos de Fora Dilma! e Impeachment da Dilma Já! além de outras palavras de ordem que decoravam faixas e cartazes. Havia, por exemplo, um cartaz fulminando: "Maduro Assassino", referindo-se ao ditador comunista da Venezuela.

Com razão, alguns grupos inclusive, cobraram das Forças Armadas brasileiras, o Exército, Marinha e Aeronáutica, a tomarem um posição clara e efetiva face ao avanço da tirania comunista do PT e do Foro de São Paulo, organização transnacional que está promovendo a transformação dos países latino-americanos em Repúblicas Socialistas. A dupla Lula-Fidel Castro fundou o Foro de São Paulo em 1990 com a finalidade de cubanizar todo o continente e compartilhAr o botim.

Num contraste com as passetas do PT e seus satélites, que o Brasil estava acostumado a ver, com todo aquele vermelhão de ódio e destruição de bens públicos e privados, as manifestações deste sábado em várias cidades do Brasil estavam vestidas de verde, amarelo, azul e branco, as cores da Bandeira do Brasil, em paz e em ordem.

Fazia muito tempo que isso não acontecia porque o PT e seus black blocs haviam dominado as ruas. O PT, na verdade, tinha privatizado as ruas e avenidas do Brasil, posando de vestal, arrogando-se de uma superioridade moral que nunca teve. Aliás, o mensalão e agora o petrolão que o digam. A cúpula do PT e o capitão do time de Lula foram processados e acabaram na Papuda, incluindo o cínico facinoroso Zé Dirceu.

E, como não poderia deixar de ser, os jornalões - Folha, Estadão e o Globo - tentaram por todos os meios desqualificar e esvaziar as manifestações. As televisões não sei, porque não vejo televisão que considero uma porcaria, um veículo de mídia caduco, responsável por promover a lavagem cerebral comunista e contribuir para imbecilizar as massas.

Levando-se em conta que foram manifestações convocadas pelas redes sociais, o que aconteceu neste sábado em vários pontos do Brasil, foi um sucesso absoluto. Mobilizações pelas redes sociais no Brasil tinham sido até agora um fracasso em termos de público. Desta feita, como mostram as fotos, o sucesso das manifestações restou evidente, porém é diminuído pelos jornalões com truques de edição (eu sei do que estou falando pois sou jornalista há mais de 40 anos).

Os jornalistas da Folha, Globo e Estadão são todos esquerdistas, politicamente corretos, ciclistas, ecochatos e, sobretudo, petistas de carteirinha. Uma legião de rematados idiotas cujo mérito maior é idolatrar o Lula e a Dilma. E o que é mais grave é o fato de que nos documentos em poder do doleiro do PT, já apareceram jornalistas da grande mídia nacional como comedores de grana do petrolão. 

A Folha, por exemplo, conseguiu armar uma manifestação contra o governador Geraldo Alckmin, para poder dar em manchete que ocorreram duas manifestações: uma contra a Dilma e o PT e outra contra o governador Geraldo Alckmin. Querem por que querem que Alckmin se transforme no Senhor das Chuvas. É um troço completamente idiota que os depravados da Folha de S. Paulo elevam à categoria de verdade. Considero a Folha de S. Paulo uma bosta, mas isso não diminui a desinformação perversa que consegue passar aos leitores. Mas aí já entramos na seara do direito penal: isso é crime! Maquiar informação é crime!

Seja como for, os eventos denunciando a fraude, as picaretagens do PT, a ameaça concreta de transformação do Brasil numa republiqueta comunista, as roubalheiras na Petrobras (putz! a lista de crimes do PT é imensa...) foram um sucesso. É um bom começo. E algo inaudito: o evento de protesto não foi convocado por nenhum partido político o que por si só já dá uma ideia concreta do mal-estar que acomete todos os brasileiros decentes e honestos de Norte a Sul do Brasil. Há um nó na garganta das pessoas! Há uma angústia pronta para explodir!

Reservo este parágrafo final para render uma homenagem especial ao meu querido amigo Lobão, um dos pioneiros do rock brasileiro, um artista com todas as letras, um escritor, um compositor e instrumentista dedicado que tem milhares de fãs em todo o Brasil. Lá estava ele, uma celebridade nacional, dando seu apoio à grande manifestação que cobriu a Av. Paulista em São Paulo. Lá estava o Lobão embrulhado numa Bandeira do Brasil. Foi lindo ver tudo isso! Obrigado Lobão, obrigado aos milhares de manifestantes que foram às ruas de forma civilizada, porém objetiva, revelando ao mundo, apesar do boicote e a má vontade da grande imprensa nacional, que a maioria dos brasileiros não vai engolir de jeito nenhum um regime comunista bolivariano e nem tolerar calados a roubalheira escandalosa do dinheiro público!

O recado foi dado neste sábado. E vem mais coisas por aí! Acreditem!

PAULO EDUARDO MARTINS: Jornalista denuncia como o governo controla e aterroriza a mídia e os jornalistas

PATRIA GRANDE: MST fecha acordo com grupo Venezuelano para construção de “uma sociedade Socialista”



O objetivo do acordo segundo informou Jaua é incrementar a troca de experiências e formação para fortalecer o que é fundamental numa revolução socialista.

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) fechou acordo com o governo venezuelano de Nicolás Maduro para receber treinamento sobre como avançar na construção de uma sociedade socialista. O MST tem as graças e apoio do Governo Federal e muitos setores da Igreja no Brasil.

Segundo apuração do jornalista Claudio Tognolli a notícia foi divulgada pelo Ministério do Poder Popular Para as Comunas e Movimentos Sociais da Venezuela. Está em visita oficial ao país Elías Jaua, vice-presidente setorial do Desenvolvimento do Socialismo Territorial da Venezuela e titular do tal Ministério das Comunas.

O objetivo do acordo segundo informou Jaua é “incrementar a troca de experiências e formação para fortalecer o que é fundamental numa revolução socialista, que é a formação da consciência e a organização do povo para defender suas conquistas e seguir avançando na construção de uma sociedade socialista“.

Reinaldo Azevedo: Assim, o MST, um movimento fartamente financiado com dinheiro público, firma convênios obscuros — o que a Venezuela tem a lhe ensinar? — com um governo que mata seu próprio povo na rua. Vai ver os gloriosos seguidores de Stedile querem saber como é viver num país em que se racionam a comida e o papel higiênico. 

Revolução socialista, governo bolivariano. Termos que antes pareciam indicar neurose de alguns adeptos de teorias da conspiração estão cada vez mais próximos do dia a dia dos brasileiros. A reeleição de Dilma evidenciou no ambiente virtual a existência do Foro de São Paulo, a união da esquerda Latino-Americana em prol da implantação do socialismo e comunismo.

Governos ditadores e socialistas como o cubano, venezuelano e argentino saudaram Dilma e frisaram em suas mensagens oficiais que o Brasil deu um importante passo com a vitória de Dilma para a construção da Pátria Grande, eufemismo para a instauração do plano de poder do Foro de São Paulo.

Por que o PT quer tanto os Conselhos Populares?
A resposta é sugerida pelo jornalista Reinaldo Azevedo em seu Blog. “Depois de o chavismo — agora nas mãos de Nicolás Mauduro — ter conduzido a Venezuela ao caos, chegou a hora de ‘trocar experiências’ com o Brasil. Imaginem vocês se um líder de alguma ditadura de direita andasse por aqui a firmar convênios com grupos organizados da sociedade. Seria uma gritaria danada! Eu mesmo seria o primeiro a protestar. Mas, como se trata de uma ditadura de esquerda, bem, nesse caso, pode”.

Olavo de Carvalho - O que é Foro de São Paulo?




Fonte: NovaGuia.Org

Marcelo Carvalho: A grande ilusão da “Pátria Grande” latino-americana






Marcelo Carvalho*

O internacionalismo é uma das características do movimento comunista. Neste sentido, parte da ação global comunista consiste no fomento de estratégias para se criar, artificialmente, uma identidade entre nações diversas. Na América Latina, o Foro de São Paulo serve como agente articulador dessas ações elaborando diretrizes para que organizações locais, situadas nos países da região, implementem este projeto. O escopo dessas ações também é diverso e se manifesta em um espectro de organizações que engloba partidos políticos, sindicatos, universidades, movimentos sociais etc..

Um exemplo concreto nós vemos aqui na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA). Os eventos patrocinados pelo IELA, principalmente as Jornadas Bolivarianas, servem de prova inequívoca de como esta mentalidade internacionalista vai sendo sutilmente traçada. Com efeito, a impressão que se tem é que as Jornadas Bolivarianas não passam de uma vitrine de legitimação de regimes autoritários, onde ministros, jornalistas e outros convidados tentam falar positivamente da ditadura dos irmãos Castro, ou dos terroristas das FARCS, ou do Socialismo do século XXI cujo modelo visível – a Venezuela – dá sinais evidentes de esgotamento e desintegração. Dada a escassez de opções para os próximos eventos, não me surpreenderia se o IELA tentasse melhorar sua imagem propondo a “canonização” do populista uruguaio Mujica e sua proposta de um Uruguai sem fronteiras.

Embora os estrategistas do internacionalismo comunista pretendam convencer a audiência de que somos parte de uma grande América Latina – no dizer da esquerda, a “Pátria Grande” –, há um elemento que lhes foge do controle e que se manifesta na manifestação popular, que sempre se mostra incontrolável. Sim, tivemos um exemplo disso num jogo de futebol no Peru, neste mês, quando a mídia noticiou que um jogador brasileiro foi hostilizado por ser negro. Ora, como podemos imaginar ser possível tal identidade latino-americana quando alguns de nossos vizinhos latinos parecem ver um típico cidadão brasileiro de forma tão inapropriada? Obviamente, mesmo desconsiderando este episódio lamentável de racismo há muitas outras indicações que mostram ser artificial tal proposta internacionalista, e é bom que isso se mantenha, afinal, a riqueza cultural advêm da afirmação do que é diverso e não de uma homogeneização forçada de interesses e objetivos.

Somos brasileiros e não estamos destinados a fazer parte de uma grande republiqueta socialista reunindo os países da América Latina, como muitos da esquerda preconizam. No lugar deste fracassado internacionalismo, que mal consegue esconder as intenções dos lesa-pátria comunistas, devemos pensar em ações que reúnam os países da região em torno de um movimento solidarista, sem pretensões políticas, solidarismo que é imanente nos povos da região, muitas vezes esquecido e pouco utilizado, e que é consequência direta daquilo que espanhóis e portugueses tinham em comum – sua herança cristã – ainda presente em todos os lugares desse vasto continente.

* É professor do departamento de Matemática da UFSC.

PATRIA GRANDE: Já teve início o golpe para transformar o Brasil numa república bolivariana comunista! Terroristas venezuelanos estão atuando no Brasil!




Pátria Grande? Este sim um forte motivo para impeachment.



O motivo pelo qual algumas pessoas estão pedindo impeachment a meu ver parece equivocado. As supostas fraudes nas urnas eletrônicas fazem parte das regras do jogo combinadas entre as partes. Não vejo que isso dê resultados. Mas cada um é cada um…

Só que a declaração de vários tiranetes da América Latina afirmando que a vitória da presidente Dilma está diretamente relacionada a “ações revolucionárias” de países como Venezuela, aí sim é motivo para impeachment. (Além, é claro, do aparelhamento estatal, especialmente na campanha, e a corrupção endêmica)

E já passou da hora de Dilma ser chamada ao Congresso para explicar o que significa o termo “Pátria Grande” proferido por esses tiranetes.

Veja o que disse Cristina Kirchner logo após a eleição:


Querida companheira e amiga Dilma, felicidades pelo triunfo. Grande vitória da inclusão social e da integração regional, um passo a mais para a consolidação da pátria grande.



Claro que todos já sabem o que o termo significa: traição à Pátria e violação da soberania nacional. Não existe “Pátria Grande”. Existe a Pátria.

Você ainda não está indignado? Então, deixe-me explicar em mais detalhes o que significa violação da soberania nacional junto com traição à Pátria.

Você paga seus impostos para um governo que deveria para governar para você, certo? Então por que esse dinheiro está sendo usado para financiar países devastados economicamente de propósito por seus líderes?

Basicamente, é assim: Cristina Kirchner e Nicolas Maduro são como vampiros do estado, que já deixaram suas vítimas exangues. E agora estão atrás do nosso sangue.

A presidente Dilma está claramente governando contra os interesses de nossa nação, em benefício de seus companheiros bolivarianos.

O que vamos ganhar com alianças e financiamentos para Argentina e Venezuela ao invés de alianças mais fortes com México, Colômbia e outros países civilizados? Neca de pitibiriba.

A traição à pátria está mais do que comprovada.

Veja abaixo um vídeo estarrecedor, no qual Maduro detalha a importância da vitória de Dilma para as “ações revolucionárias” de seu país.


Você notou que havia militares brasileiros na Venezuela assistindo o discurso desse psicopata?
Dilma deve ainda mais explicações pois isso é gravíssimo…



Ministro venezuelano, cuja babá foi presa com arma no aeroporto de Guarulhos, sela acordo com o MST

Virou baderna – Vice-presidente da República Bolivariana da Venezuela durante o governo do finado caudilho Hugo Chávez e ministro do Poder Popular para Comunas e Movimentos Sociais, Elías Jaua Milano (na foto de camisa branca), em visita ao Brasil, assinou uma série de acordos nas áreas de treinamento e desenvolvimento de comunidade entre o governo comunista de Nicolás Maduro e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), entidade que sob a bandeira da socialização da terra ignora de forma criminosa o direito à propriedade, tão bem contemplado pela Constituição Federal de 1998.

Jaua encontrou-se com lideranças do MST e afirmou que os acordos visam aumentar a capacidade de compartilhamento de experiências de formação. “Queremos fortalecer o que é essencial para uma revolução socialista, o que é treinamento, conscientização e organização do povo para defender o que foi alcançado e avançar na construção de uma sociedade socialista”, disse Jaua no Brasil.

Elías Jaua, um dos mais poderosos e influentes ministros do governo do tiranete Maduro, recentemente envolveu-se em um rumoroso incidente em território brasileiro, mas especificamente no aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos. A babá de Jaua foi detida pelas autoridades aeroportuárias sob a acusação de tráfico internacional de armas. A suposta babá carregava uma maleta com um revólver calibre 38 e munição, mas alegou que a arma pertencia ao ministro.

A babá foi presa em flagrante pelo crime de tráfico internacional de arma de fogo, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, lembrando que o crime em questão é inafiançável. A presa não tem imunidade diplomática, por isso terá de submeter à legislação vigente no Brasil.

A funcionária de Jaua, que não teve o nome divulgado, veio de Caracas com a sogra o ministro e outros familiares em um avião da PDVSA, estatal de petróleo venezuelana que deixou cumprir os compromissos assumidos com o Palácio do Planalto na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. A aeronave venezuelana pousou na base aérea em Guarulhos.

Para justificar o fato de portar a arma, o ministro afirmou ser a babá integrante da sua segurança e que a mesma portava a arma para proteção dele e de sua família. O ministro venezuelano assinou um termo perante um juiz e obteve a liberação da arma. Entretanto, a babá continua presa.


Useiros e vezeiros
A atitude do governo de Nicolás Maduro é uma grave violação da soberania nacional, algo que, dependendo da ideologia do intruso, não desperta o interesse do Palácio do Planalto, que com base na legislação vigente deveria repudiar ações dessa natureza. Como Maduro e Dilma Rousseff rezam pela cartilha bandoleira de Havana, por certo um não incomodará o outro e o imbróglio diplomático ficará por isso mesmo. Afinal, o Foro de São Paulo prega essas bizarrices.

A Venezuela não consegue sequer garantir à população local acesso a itens básicos de sobrevivência, como farinha e papel higiênico, mas arruma dinheiro para despachar um ministro ao Brasil, com o claro objetivo de ampliar os tentáculos do comunismo na porção sul do continente americano.

A incursão do bolivarianismo em terras brasileiras não é novidade e há muito o ucho.info chama a atenção das autoridades para o caso. Muito antes de fechar acordo de cooperação com o MST, a Venezuela já financiava o capítulo gaúcho da Via Campesina. Em outro ato de bisbilhotice em terra alheia, o governo venezuelano, por meio da PDVSA, patrocinou, em 2006, a escola de samba “Unidos de Vila Isabel”, como se isso nada representasse em termos de ingerência internacional.

LUIZ FELIPE PONDÉ: Diálogo ou secessão?




Por Luiz Felipe Pondé na FOLHA DE SP - 03/11


O PT ensinou bem o ódio político ao Brasil e agora poderá provar do próprio veneno

A presidente bolivariana reeleita abriu seu novo reinado falando em diálogo. Gato escaldado tem medo de água fria: seria este o mesmo tipo de diálogo oferecido à "Veja"?

Ou às depredações que a militância petista fez à Editora Abril?

Ou às mentiras usadas contra Marina Silva e Aécio Neves durante a propaganda política?

Ou às perseguições escondidas a profissionais de diversas áreas que recusam aceitar a cartilha petista, fazendo com que eles percam o emprego ou fiquem alijados de concursos e editais?

Sei, muitos ainda negam a ideia de que exista um processo de destruição da liberdade de pensamento no Brasil. Mas, uma das razões que fazem este processo ser invisível é porque a maior parte dos intelectuais, professores, jornalistas, artistas e agentes culturais diversos concorda com a destruição da liberdade de pensamento no Brasil, uma vez que são membros da mesma seita bolivariana.

O "marco regulatório da mídia", item do quarto mandato bolivariano, é justamente o nome fantasia para a destruição da liberdade de imprensa no país.

Diálogo? Sim, contanto que se aceite a truculência petista e seus abusos de poder. Deve-se responder a este diálogo com uma política de secessão. Não institucional (como nos EUA no século 19 entre o norte e o sul), não se trata de uma chamada à guerra, mas sim uma chamada à continuidade da polarização política.

A presidente ganhou a eleição dentro das regras e, portanto, deve ser reconduzida a presidência com soberania plena.

Mas nem por isso ela deve se iludir e pensar que representa o Brasil como um todo: não, ela representa apenas metade do Brasil. A outra foi obrigada a aceitá-la.

Precisamos de uma militância de secessão: que os bolivarianos durmam inseguros com o dia seguinte, porque metade do país já sabe que eles não são de confiança.

Que fique claro que a batalha foi ganha pelos bolivarianos, mas, a guerra acabou de começar, e começou bem.

O Brasil está dividido. Esta frase pode ter vários sentidos. O partido bolivariano venceu de novo, completando em 2018 16 anos no poder --o que já dá medo a qualquer pessoa minimamente inteligente ou sem má-fé política.

A divisão do Brasil hoje é fruto inclusive da própria militância bolivariana que insiste em falar em "nós e eles".

O fato da eleição para presidente ter sido decidida por alguns poucos votos a favor dos bolivarianos não implica que o lado derrotado veja a vencedora como sua representante legítima, ainda que legal.

O PT ensinou bem ao Brasil o que significa ódio político e agora corre o risco de provar do próprio veneno.

Falo de uma secessão simbólica, e que, creio, deve ser levada mais a sério pela intelligentsia (normalmente a favor do projeto bolivariano, mesmo que, às vezes, com sotaque e afetação francesa ou alemã).

Os intelectuais não estão nem aí pra corrupção. Seu novo slogan é "rouba, mas faz o social".

Não, não estou dizendo que aqueles que votaram contra o projeto bolivariano de domínio totalitário do país devam recusar institucionalmente o resultado das eleições.

Estou dizendo que devem levar a fundo uma política de recusa sistemática da lógica de dominação petista.

Os bolivarianos virão com sua "democratização das mídias", outro nome fantasia pra destruir a autonomia institucional, demitir gente "inadequada", tornar a mídia confiável aos projetos do "povo deles" --o único que aceitam. Na verdade, fazer da mídia refém do movimento MTSM (os "trabalhadores sem mídia").

Esta recusa deve ser levada a cabo nas salas de aula das escolas de ensino médio (onde professores descaradamente pregavam voto na candidata petista), nas universidades, nos bares, nos empregos, nas redes sociais.

Dito de outra forma: a polarização do debate deve continuar, e se aprofundar. Sem trégua. Do contrário, o PT ficará no poder mil anos.

Pacto institucional, governabilidade, vida normal dentro das instituições democráticas, sim.

Mas secessão política cotidiana em todo lugar onde algum bolivariano quiser acuar quem recusar a cartilha totalitária petista.

Ossami Sakamori: Impeachment da Dilma é dado como certo!




Dia 31, antes de ontem, segundo Estadão, a multinacional japonesa Toyo Setal e o seu representante Júlio Camargo, resolveram fazer "delação premiada" no caso já conhecido como "petrolão". O advogado de defesa da empresa e do seu executivo Antonio Pitombo subestabeleceu a procuração para a advogada Beatriz Catta Preta, a mesma que fez o acordo de "delação premiada" do Paulo Roberto Costa.


A empresa foi apontada por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, dentro do acordo de "delação premiada", no interrogatório na Justiça Federal como integrante do cartel de empresas que se apossou dos contratos R$ bilionários da Petrobras.


A Toyo Setal e o seu diretor Julio Camargo foram apontados pelo doleiro Alberto Youssef, também, dentro do acordo de "delação premiada" como sendo integrantes do conluio entre 13 grandes empresas e os diretores da Petrobras. 


Na condição de ter sido dono de empreiteira, na década de 1980, é fácil de entender o que se denomina de cartel de empreiteiros e a relação "incestuosa" entre o cartel e as empresas públicas contratantes. A relação é como uma simbiose entre o cartel e os agentes públicos. Os tempos passam, mas só mudam as pessoas e os números. Não tem nenhum anjo nessas histórias.


O presidente Collor só caiu no meio do governo, porque tal qual os governos do Lula e da Dilma, "exigiu" propinas cada vez mais "fora do padrão". Guarda uma certa semelhança entre os dois governos, o do Collor e o da Dilma. Os próprios membros do cartel, "não aguentaram" mais o tamanho da "exigência" das propinas. Segundo o próprio Paulo Roberto da Costa, as propinas eram de 3% sobre o faturamento da obra. 


Tanta "exigência" para poder continuar participando de obras federais, isto é propina de 3% sobre o valor da obra, está colocando em risco a própria sobrevivência das empresas. As empresas trabalham com margem líquida, após o pagamento de todos os impostos pouco mais de 3% do faturamento bruto. Para empresas é como ter Dilma e seus companheiros como sócios ocultos "meio a meio".



Pensam os empresários cartelizados, já que a Dilma e seus companheiros querem assim, vai ter o troco, pensam. Eles , os empreiteiros vão botar "m..." no ventilador! Tenho certeza absoluta de que os empresários do cartel não vão comer "m..." sozinhos. Vão levar os chefes da "facção criminosa", o Lula e Dilma juntos. Vão repetir o que aconteceu com o Collor. Só vão esperar os novos parlamentares tomarem posse, para não interromper o processo de "impeachment", no meio do caminho. 




Impeachment da Dilma é dado como certo!


Brasil companheiro: militares da reserva se exasperam com o resultado das eleicoes


ALERTA DOS MILITARES À NAÇÃO !


*General de Exército Pedro Luis de Araújo Braga

A quase impossibilidade de tirar o PT do poder seja por eleições livres, mas viciadas pela prática de estelionatos eleitorais e fraudes, seja por um golpe contra o país lançado pelas forças paramilitares a serviço de um projeto de poder comunista, o clima de uma guerra civil está cada vez mais se afirmando como única saída para livrar nosso país de ser transformado em uma Cuba Continental.

A qualquer momento os efeitos sobre a caserna da overdose da covardia, da cumplicidade e da omissão que domina o comportamento apátrida de uma minoria de comandantes, militares - lacaios dos comunistas - poderá acabar, pela reação coletiva dos contrários, provocando uma intervenção militar muito mais grave do que a ocorrida em 1964, e colocando todos os corruptos genocidas diante de um Tribunal de Guerra para responderem diante da sociedade por todos os milhões de cidadãos assassinados por desgovernos traidores do país e mentores da Fraude da Abertura Democrática.

Os desgovernos do PT demonstraram e continuam demonstrando, diariamente, sua incapacidade de ter a auto crítica necessária para perceber ou aceitar seus erros como indicativos da péssima administração pública que têm exercido durante os últimos 12 anos.

Com o assistencialismo comprador de votos, e com a corrupção e o suborno de milhares de canalhas esclarecidos, os donos do poder acham que tudo está dominado e que não têm mais que dar satisfações a ninguém quando são criticados por suas atitudes, a não ser as
​ costumeiras e deslavadas mentiras, leviandades, falsidades e hipocrisias que não enganas a mais ninguém.

As ameaças e ações punitivas contra militares da ativa e da reserva que estão se posicionando contra a destruição das FFAA e contra a comunização do país e sua degeneração social e econômica pelo projeto de poder do PT, gestado nas reuniões do Foro de SP, estão perdendo o limite, no mínimo, do bom senso.

Depois de semear durante os três últimos anos um inaceitável conflito de classes sociais, o desgoverno Dilma procura, insistentemente, demonstrar que não tem mais nada a perder, quando continua perseguindo sistematicamente as FFAA em ações diretas contra os que se colocam como críticos dos atos de um desgoverno que está jogando o país na ladeira de se transformar em uma Cuba Continental.

Por outro lado a sociedade vem sendo tratada como idiota, imbecil e palhaça do Circo da Corrupção que se instaurou no país durante a Fraude da Abertura Democrática.

As posturas da presidenta e seus lacaios significam interpretar que a calmaria da covardia e da omissão de alguns comandantes pode ser o qualificativo de toda a caserna.

Até quando esses canalhas traidores do país acham que o genocídio de milhares de pessoas inocentes como resultado do bilionário roubo do dinheiro público, a transformação do poder público em um Covil de Bandidos e de porcos comunistas, e o país em um Paraíso de Patifes, 
​continuarão sendo aceitas por uma caserna, por enquanto defensora da disciplina militar em relação aos atos de desgovernos que estão destruindo o país?

Uma minoria de comandantes militares, lacaios de levante comunista que está tomando conta do país, não será capaz de segurar uma revolta latente que já se instaurou nos ambientes dos quartéis, pois todos os militares e superiores imediatos estão sendo testemunhas do 
​assassinato de milhares de civis todos os anos como consequência do roubo do dinheiro público. Todos esses também têm filhos e famílias que estão na fronteira de se tornarem lacaios de uma Cuba Continental.

A qualquer momento as parcelas das FFAA não subservientes a bandidos, as polícias civis e militares, e a Polícia Federal, assumirão ​ a consciência de que estão sendo feitas cúmplices do assassinato de milhares de cidadãos todos os anos pela obediência a um sistema de governo absolutamente corrompido e criminoso em todas as suas instâncias.

O resultado será um conflito armado com as forças leais ao desgoverno petista e seus cúmplices que, ao contrário do que pensam, serão mortalmente derrotadas, pois as armas necessárias para combater os inimigos de nossa pátria aparecerão, e a revolta se fará presente em uma guerra civil de absoluta responsabilidade do PT, que plantou durante décadas as sementes de um conflito civil-militar armado no país.

Que o submundo do PT continue tentado destruir as FFAA e chamando os comandantes militares de comandantes de merda. O preço a pagar por tanto atrevimento comunista se aproxima de ser pago.

De qualquer forma, pela insistência de muitos, estamos ainda procurando acreditar que a traição militar ao país se situe apenas no círculo de comandantes militares omissos, covardes e cúmplices e não em um comportamento coletivo da caserna.
​ ​
G​eneral de Exército Pedro Luis de Araújo Braga

​Atenção!

E​ste é um alerta à nação brasileira, assinado por homens cuja existência foi marcada por servir à pátria, tendo como guia o seu juramento de por ela, se preciso for, dar a própria vida. São homens que representam o exército das gerações passadas e são os responsáveis 
pelos fundamentos em que se alicerça o ​Exército do presente.

Assinam, abaixo, os oficiais generais por ordem de antiguidade e demais militares e civis por ordem de adesão.

Oficiais Generais
1 - Gen Ex Pedro Lui​s de Araujo Braga
2 - Gen Ex Angelo Baratta Filho
3- Gen Ex Luiz Guilherme de Freitas Coutinho
4 - Gen Ex José Carlos Leite Filho
5 - Gen Ex Domingos Miguel Antônio Gazzineo
6 - Gen Ex José Luis Lopes da Silva
7 - Gen Ex Luiz De Góis Nogueira Filho
8 - Gen Ex Valdésio Guilherme de Figueiredo
9 - Gen Ex Gilberto Barbosa de Figueiredo
10 - Gen Ex Luiz Edmundo Maia de Carvalho
11 - Gen Ex Antônio Araújo de Medeiros
12 - Ten Brig Ar (Refm) Ivan Frota
13 - Gen Ex Domingos Carlos Campos Curado
14 - Gen Ex Ivan de Mendonça Bastos
15 - Gen Ex Rui Alves Catão
16 - Desembargador do Tribunal de Justiça/RJ Bernardo Moreira Garcez ​Neto​
17 - Gen Ex Cláudio Barbosa de Figueiredo
18- Gen Ex Carlos Alberto Pinto Silva
19 - Gen Ex Luiz Cesário da Silveira Filho
20 - Gen Ex Maynard Marques de Santa Rosa
21- Gen Div Francisco Batista Torres de Melo
22 - Gen Div Amaury Sá Freire de Lima
23 - Gen Div Leone da Silveira Lee
24 - Gen Div Cássio Rodrigues da Cunha
25 - Gen Div Aloísio Rodrigues dos Santos
26 - Gen Div Robero Viana Maciel dos Santos
27 - Gen Div Marcio Rosendo de Melo
28 - Gen Div Luiz Carlos Minussi
29 - Gen Div Gilberto Rodrigues Pimentel
30 - Gen Div Ulisses Lisboa Perazzo Lannes
31 - Gen Div Luiz Wilson Marques Daudt
32 - Maj Brig Ar Edilberto Telles Shirotheau Corrêa
33 - Maj- Brig do Ar Cezar Ney Britto de Mello
34 - Maj Brig Ar Irineu Rodrigues Neto
35 - Maj Brig Ademir Siqueira Viana
36 - Ge n Div Clóvis Puper Bandeira
37 - Gen Div Roberto Schifer Bernadi
38- Gen Div Remy de Almeida Escalante
39 - Gen Div Sérgio Ruschell Berganaschi
40 - Gen Div Sérgio Pedro Coelho Lima
41- Gen Bda Rui Leal Campello - Detentor Bastão da FEB
42 - Brig Ar Leci Oliveira Peres
43 - Gen Bda Dickens Ferraz
44 - Gen Bda Paulo Ricardo Naumann
45 - Gen Bda Gilberto Serra
46 - Gen Bda Aricildes de Moraes Motta
47 - Gen Bda Durval A. M. P. de Andrade Nery
48 - Gen Bda Carlos Augusto Fernandes dos Santos
49 - Gen Bda Miguel Monori Filho
50 - Gen Bda Iberê Mariano da Silva
51 - Gen Bda Eduardo Cunha da Cunha
52 - Gen Bda Tirteu Frota
53 - Gen Bda César Augusto Nicodemus de Souza
54 - Gen Bda Geraldo Luiz Nery da Silva
55 - Gen Bda Marco Antonio Felício da Silva
56 - Gen Bda Newton Mousinho de Albuquerque
57 - Gen Bda Paulo César Lima de Siqueira
58 - Gen Bda Marco Antonio Tilscher Saraiva
59 - Gen Bda Manoel Theóphilo Gaspar de Oliveira
60 - Gen Bda Hamilton Bonat
61 - Gen Bda Elieser Girão Monteiro
62 - Gen Bda Pedro Fernando Malta
63 - Gen Bda Mauro Patrício Barroso
64 - Gen Bda Marcos Miranda Guimarães
65 - Gen Bda Zamir Meis Veloso
66 - Gen Bda Valmir Fonseca Azevedo
67 - Gen Bda Marco Antônio Sávio Costa
68 - Brig.Ar Sérgio Luiz Millon
69 - Gen Bda Carlos Eduardo Jansen
70 - Gen Bda Mario Monteiro Muzzi
71 - Gen Bda Paulo Roberto Correa Assis
72- Gen Bda Iram Carvalho
73 - Brig Ar Danilo Paiva Alvares
74- Gen Bda Jos´e Alberto Leal
75 - Gen Bda José Luiz Gameiro Sarahyba
76 - Gen Brig Ar - Guido de Resende Souza
77 - Gen Bda Sady Guilherme Schmidt
78 - Contra- Alm Med Luiz Roberto Matias Dias

Oficiais Superiores
1- Cel Jarbas Gonçalves Passarinho
2 - Cel Carlos de Souza Scheliga
3 - Cel Carlos Alberto Brilhante Ustra
4 - Cel Ronaldo Pêcego de Morais Coutinho
5 - Capitão-de-Mar-e-Guerra Joannis Cristino Roidis
6 - Cel Celso Seixas Marques Ferreira
7 - Cel Pedro Moezia de Lima
8 - Cel Cláudio Miguez
9 - Cel Yvo Salvany
10 - Cel Ernesto Caruso
11 - Cel Juvêncio Saldanha Lemos
12 - Cel Paulo Ricardo Paiva
13 - Cel Raul Borges
14 - Cel Rubens Del Nero
15 - Cel Ronaldo Pimenta Carvalho
16 - Cel Jarbas Guimarães Pontes
17 - Cel Miguel Netto Armando
18 - Cel Florimar Ferreira Coutinho
19 - Cel Av Julio Cesar de Oliveira Medeiros
20 - Cel.Av.Luís Mauro Ferreira Gomes
21 - Cel Carlos Rodolfo Bopp
22 - Cel Nilton Correa Lampert
23 - Cel Horacio de Godoy
24 - Cel Manuel Joaquim de Araujo Goes
25 - Cel Luiz Veríssimo de Castro
26 - Cel Sergio Marinho de Carvalho
27 - Cel Antenor dos Santos Oliveira
28 - Cel Josã de Mattos Medeiros
29 - Cel Mario Monteiro Campos
30 - Cel Armando Binari Wyatt
31 - Cel Antonio Osvaldo Silvano
32 - Cel Alédio P. Fernandes
33 - Cel Francisco Zacarias
34 - Cel Paulo Baciuk
35 - Cel Julio da Cunha Fournier
36 - Cel Arnaldo N. Fleury Curado
37 - Cel Walter de Campos
38 - Cel Silvério Mendes
39 - Cel Luiz Carvalho Silva
40 - Cel Reynaldo De Biasi Silva Rocha
41 - Cel Wadir Abbês
42 - Cel Flavio Bisch Fabres
43 - Cel Flavio Acauan Souto
44 - Cel Luiz Carlos Fortes Bustamante Sá
45 - Cel Plotino Ladeira da Matta
46 - Cel Jacob Cesar Ribas Filho
47 - Cel Murilo Silva de Souza
48 - Cel Gilson Fernandes
49 - Cel José Leopoldino e Silva
50 - Cel Pedro Carlos Pires de Camargo
51 - Cel Antonio Medina Filho
52 - Cel José Eymard Bonfim Borges
53 - Cel Dirceu Wolmann Junior
54 - Cel Sérgio Lobo Rodrigues
55 - Cel Jones Amaral
56 - Cel Moacyr Mansur de Carvalho
57 - Cel Waine Canto
58 - Cel Moacyr Guimarães de Oliveira
59 - Cel Paulo Carvalho Espindola
60 - Cel Nelson Henrique Bonança de Almeida
61 - Cel Roberto Fonseca
62 - Cel Jose Antonio Barbosa
63 - Cel Jomar Mendonça
64 - Cel Carlos Sergio Maia Mondaini
65 - Cel Nilo Cardoso Daltro
66 - Cel Vicente Deo
67 - Cel Av Milton Mauro Mallet Aleixo
68 - Cel José Roberto Marques Frazão
69 - Cel Brigido Montarroyos Leite
70 - Cel Flavio Andre Teixeira
71 - Cel Jorge Luiz Kormann
72 - Cel Aluísio Madruga de Moura e Souza
73 - Cel Aer Edno Marcolino
74 - Cel Paulo Cesar Romero Castelo Branco
75 - Cel Carlos Leger Sherman Palmer
76 - Cel Gilberto Guedes Pereira
77 - Cel Carlos da Rocha Torres
78 - Cel Paulo Soares dos Santos
79 - Cel Mário Luiz de Oliveira
80 - Cel Wilson Musco
81 - Cel Luiz Fontoura de Oliveira Reis
82 - Cel Rubens Reinaldo Santanaf
83 - Cel Arthur Paulino Tapajoz de Souza
84 - Cel Josimar Gonçalves Bezerra
85 - Cel Affonso Correa de Araújo
86 - Cel Era Derli Stopato da Fonseca
87 - Cel Elmio David Dansa de Franco
88 - Cel Antonio Carlos Pinheiro
89 - Cel Av Silvio Brasil Gadelha
89 - Cel Av Sílvio Barreto Viana
90 - Cel Jorge Caetano Souza do Nascimento
91 - Cel Sérgio Augusto Machado Cambraia
92 - Cel Manoel Soriano Neto
93 - Cel Nelson Roque Vaz Musa
94 - Cel Rubens Vaz da Cunha
95 - Cel Mário Muzzi
96 - Cel Luiz Caramuru Xavier
97 - Cel Av Valdir Eliseu Soldatelli
98 - CMG (FN) Guilherme Gonzaga
99 - CMG Cesar Augusto Santos Azevedo
100 - Cel José Alberto Neves Tavares da Silva
101 - Cel Pedro Figueira Santos
102 - Cel Respício Antonio do Espírito Santos
103 - Cel Av Silvio da Gama Barreto Viana
104 - Cel Djair Braga Maranhoto
105 - Cel Airton Alcântara Gomes
106 - Cel Arcanjo Miguel Vanzan
107 - CMG Francisco Heráclio Maia do Carmo
108 - Cel Ary Vieira Costa
109 - Cel Ricardo Perera de Miranda
110 - CMG Edmundo Amaral Baptista
111 - Cel Nicolau Loureiro Neto
112 - Cel AV Sérgio Ivan Pereira
113 - CMG Geraldo da Fonseca
114 - Cel Nelsimar Moura Vandelli
115 - Cel Cesar Augusto de Jesus Magalhães
116 - Cel Rogério Oliveira da Cunha
117 - Cel José Augusto de Castro Neto
118 - Cel Benedito Luiz Longhi
119 - CMG Rogério Ferreira Esteves
120 - Cel Albérico da Conceição Andrade
121 - Cel Orlando Galvão Canário
122 - Cel AV José Alfredo de Tolosa Andrade
123 - Cel Pedro Arnóbio de Medeiros
124 - Cel Sérgio dos Santos Lima
125 - Cel Cezar Nunes de Araújo
126 - Cel Ivan Fontelles
127 - Cel Paulo Soares de Souza
128 - Cel Renato Brilhante Ustra
129 - Cel Ariel Rocha de Cunto
130 - Cel Rui Pinheiro Silva
131 - Cel Milton Moraes Sarmento
132 - Cel Paulo Sérgio da Silva Maia
133 - Cel Ney de Oliveira Waszak
134 - Valneir de Mesquita Nobre
​ 135 - 1 Ten R/2 Nivaldo L. Figueiredo​
13​6​ - Cel Abilio Ramos Pimenta

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog