A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quarta-feira, agosto 08, 2018

Donieverson dos Santos é o campeão brasileiro de torra 2018




O torrefador da Bourbon Specialty Coffees foi o que se manteve mais fiel à curva de torra planejada, levou o título e garantiu vaga no campeonato mundial


Donieverson dos Santos, da Bourbon Specialty Coffees, de Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais, é o vencedor do 2º Campeonato Brasileiro de Torra. O competidor foi o que se manteve mais fiel à curva de torra planejada, levou o título da competição e garantiu sua vaga no World Coffee Roasting Championship, a competição mundial da categoria.

A segunda edição do certame no país, realizada em Curitiba (PR), integra o cronograma de ações do projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation", desenvolvido pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). As empresas Probat Leogap e Lucca Cafés Especiais foram anfitriãs do campeonato, que teve como presidente do júri o polonês expert em competições de torra Lukasz Jura, representante da World Coffee Events (WCE).

O campeão destaca a importância do certame para o desenvolvimento da cafeicultura brasileira com olhos na qualidade. "Agradeço à Bourbon pela oportunidade concedida de representar a equipe em um campeonato nacional e aos organizadores, que não medem esforços para o crescimento da cafeicultura, alertando e despertando cada vez mais o interesse da produção voltada à qualidade", elogia.

Santos enaltece, ainda, a organização e o alto nível dos competidores brasileiros. "A divisão das provas e etapas foi muito bem estruturada, houve elogios em todas as rodas de conversa entre nós competidores. Todos estavam muito bem preparados, o que fez com que o nível de competição fosse muito elevado. Esse comprometimento é fundamental para se chegar a um grau tão alto e acirrado, o que evidencia a necessidade de competições como esta para o desenvolvimento da cafeicultura brasileira, uma vez que incluem o produtor rural nesse contexto de controle e qualidade do café", comenta o campeão.

"Agora é focar no mundial, fazer um bom planejamento e, se Deus quiser, representar bem o Brasil nesta competição internacional", completa. O World Coffee Roasting Championship 2018 terá data e local revelados pela WCE futuramente.

O campeonato nacional teve 22 competidores ao todo. Os torrefadores tiveram que planejar e elaborar a melhor torra para o café oficial do evento, produzido nas fazendas paranaenses Pilar e Harmonia, e passaram por três etapas práticas com o torrador Probatone 5, da anfitriã Probat Leogap, e peneiras da empresa Palini Alves: treinos com café e equipamentos oficiais para elaborar seu plano de torra; classificação física do café oficial por defeitos e peneira; e torra do café oficial. O segundo colocado foi o torrefador independente de Curitiba (PR), Eduardo Scorsin, seguido por Fábio Nakasato, da Isso é Café, de São Paulo (SP).

BRAZIL. THE COFFEE NATION
O projeto setorial é desenvolvido em parceria pela BSCA e Apex-Brasil e tem como foco a promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no país. O projeto visa, ainda, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros.

Iniciado em 2008, a vigência do atual projeto se dá entre maio de 2018 até o mesmo mês de 2020, tendo como mercados-alvo: (i) Alemanha, Austrália, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido, Rússia, Taiwan (Formosa) e Turquia para os cafés crus especiais; e (ii) Argentina, China e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br.

Mais informações para a imprensa
BSCA – Assessoria de Comunicação
Paulo André C. Kawasaki
ascom@bsca.com.br
BSCA - Brazil Specialty Coffee Association
Telefones: (35) 3212-4705 / 3212-6302
E-mail: ascom@bsca.com.br



Café especial: produtores de conilon e robusta podem se associar à BSCA



Excelência e resultados dos empresários que trabalham com Coffea Canephora abriram portas da principal entidade de cafés especiais do Brasil


Após uma série de análises e observações do trabalho que os atores da cadeia produtiva de Coffea Canephora realizam no Brasil, focando cada vez mais em qualidade, excelência e alcançando resultados muito expressivos, a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) informa que os empresários nacionais que trabalham com as variedades conilon e robusta poderão se filiar à entidade.

"O trabalho da BSCA sempre se norteou por evidenciar a excelência de todos os cafés do Brasil e esta é a hora dos cafés conilon e robusta nacionais, haja vista a maturidade em qualidade alcançada, a aceitação e o crescente interesse do mercado por esses novos atributos do produto", destaca a diretora Vanusia Nogueira.

No Brasil, as duas variedades da espécie Coffea Canephora mais cultivadas são conilon e robusta. Em 2018, elas representarão aproximadamente 24% da produção nacional, com a colheita estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em 13,7 milhões de sacas de 60 kg (safra total de 58 milhões de sacas). Os principais Estados produtores da espécie são Espírito Santo, Bahia e Rondônia.

Para a diretora da BSCA, a iniciativa da Associação é potencializar os negócios relacionados aos cafés conilon e robusta, apresentando ao mundo a qualidade do produto. "'Brasil. A Nação do Café' é a nossa máxima. E o nosso país tem excelência na produção de todos os tipos e variedades. Vamos mostrar ao mundo que somos todos Brasil, que a qualidade de nossos cafés está intrínseca em cada grão cultivado, independente da espécie", explica Vanusia.

A adesão ao quadro de associados da BSCA respeita critérios como ser indicado por algum membro dos Conselhos Diretor, Fiscal ou Permanente e passar pela aprovação do Conselho Diretor da entidade. As candidaturas são abertas para as categorias Armazéns, Associação de Cooperativas, Associação de Produtores, Cafeterias, Cooperativas, Corretor(as), Exportadores, Implementos e Equipamentos, Membros Internacionais, Núcleo de Degustadores, Derivados do Café, Profissionais, Produtores e Torrefadores.

Os interessados devem fazer contato com a BSCA (Vanusia Nogueira ou Marina Figueiredo) através dos telefones (35) 3212-4705 / 3212-6302 / 99824-9845 / 99879-8943 ou dos e-mails exec@bsca.com.br e marina@bsca.com.br.

Mais informações para a imprensa
BSCA – Assessoria de Comunicação
Paulo André C. Kawasaki
ascom@bsca.com.br
BSCA - Brazil Specialty Coffee Association
Telefones: (35) 3212-4705 / 3212-6302
E-mail: ascom@bsca.com.br

Arquivo do blog