A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

terça-feira, fevereiro 05, 2019

Começam vendas de ingressos ao Fórum Mundial de Produtores de Café no Brasil


O Brasil será palco do II Fórum Mundial de Produtores de Café, que ocorrerá nos dias 10 e 11 de julho, em Campinas (SP).

A partir de hoje (5), estão à venda os ingressos em um lote promocional, com valores diferenciados, que podem ser adquiridos através dos contatos disponíveis no site do evento: https://www.worldcoffeeproducersforum.com/.

CNC - Sede Brasília (DF)
SCN Qd. 01, Bloco C, nº 85, Ed. Brasília Trade Center - Sala 1.101 - CEP: 70711-902
Fone / Fax: (61) 3226-2269 / 3342-2610
E-mail: imprensa@cncafe.com.br

      

CNC defende interesses do produtor no “Coffee Data Project”

Café: Mais de 50 baristas disputarão campeonatos brasileiros no Rio


Mais de 50 baristas disputarão campeonatos brasileiros no Rio

Competições de Baristas, Brewers Cup, Coffee In Good Spirits e Latte Art ocorrerão de 7 a 9 de fevereiro e classificarão os campeões para os mundiais

Um total de 53 profissionais se inscreveu para os Campeonatos Brasileiros de Baristas, Brewers Cup, Coffee In Good Spirits e Latte Art em 2019. Entre os dias 7 e 9 de fevereiro, no Rio de Janeiro (RJ), eles disputarão o título de campeão de cada categoria e a sonhada vaga para representar o Brasil nas competições mundiais dessas modalidades.

Todas as etapas que ocorrerão na capital fluminense integram as ações do projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation", desenvolvido pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Os campeonatos serão abertos ao público e realizados em um verdadeiro cartão postal, o Espaço MAM, com vistas para a Baia da Guanabara, o Pão de Açúcar, os Jardins de Burle Marx e a Marina da Gloria. Os interessados em acompanhar as competições devem obter mais informações com a BSCA, através do e-mail competicoes@bsca.com.br ou dos telefones (35) 3212-6302 / 3212-4705.

"É uma oportunidade ímpar para que o consumidor final conheça muito além do café especial que degusta. É o momento em que ele adquire conhecimento sobre a bebida desde a lavoura até a chegada à xícara que o serve", comenta a diretora da BSCA, Vanusia Nogueira.

Segundo ela, os baristas são fundamentais para a educação da população sobre esse nicho de mercado. "Eles fazem a ponte entre as pontas inicial e final, valorizando o café produzido com excelência e incitando a descoberta e o aprofundamento do mundo dos produtos especiais aos consumidores", conclui.
Sobre as competições

BARISTAS – Os participantes devem preparar cafés expressos, bebidas com leite vaporizado e originais de assinatura, sendo avaliados com base em critérios como sabor, qualidade e persistência da crema (espresso), harmonia entre café e leite, criatividade (bebida de assinatura) e manipulação profissional dos ingredientes, do moinho e da máquina de espresso.

BREWERS CUP – Na competição, os profissionais precisam elaborar o café pelo método filtrado e manual, empregando técnica e habilidade para extrair o melhor do produto coado.

COFFEE IN GOOD SPIRITS – Disputa em que os concorrentes deverão demonstrar suas habilidades de 'mixologistas' para valorizar o preparo de bebidas alcoólicas à base de café.

LATTE ART – A competição testa o desempenho dos competidores na elaboração de desenhos com leite vaporizado em café espresso.

Mais informações: competicoes@bsca.com.br / (35) 3212-6302 / 3212-4705

BRAZIL. THE COFFEE NATION
O projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation" é desenvolvido em parceria pela BSCA e pela Apex-Brasil e tem como foco a promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no país. O projeto visa, ainda, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros.

Iniciado em 2008, a vigência do atual projeto se dá até maio de 2020, tendo como mercados-alvo: (i) Alemanha, Austrália, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido, Rússia, Taiwan (Formosa) e Turquia para os cafés crus especiais; e (ii) Argentina, China e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br.
BSCA - Brazil Specialty Coffee Association
Telefones: (35) 3212-4705 / 3212-6302
E-mail: ascom@bsca.com.br

CNC - Balanço Semanal de 21 a 25/01/2019

Volume das exportações de café solúvel cresceu 6% em 2018


Volume das exportações de café solúvel cresceu 6% em 2018

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), as exportações do produto pelo país totalizaram o equivalente a 3.695.260 sacas de 60 kg em 2018, superando em 6% os embarques registrados em 2017. Em receita cambial, porém, houve um declínio de 7%, com o ingresso de divisas saindo de US$ 642,5 milhões para US$ 595,7 milhões no ano passado.

O desempenho das exportações de solúvel do Brasil coloca o segmento no segundo lugar entre os tipos de café remetidos ao exterior em 2018, respondendo por 10,5% do total e ficando atrás apenas da variedade arábica, com sua representatividade de 82,4%. O preço médio do produto, de janeiro a dezembro, foi de US$ 161,20 por saca.

Aguinaldo Lima, diretor de Relações Institucionais da Abics, destaca que, em relação ao volume das remessas, o país registrou crescimento para a maioria dos continentes, com exceção a África (-18,7%) e União Europeia (-2,8%). "No segundo caso, o recuo foi puxado pela Alemanha, que diminuiu em 27% a importação do café solúvel brasileiro", revela.

Nos países europeus que não compõem o bloco econômico, o ingresso do produto cresceu 39,1%, puxado pelos avanços registrados na Ucrânia (+41%) e na Sérvia (+37%). O continente asiático também apresentou avanço em volume, que foi liderado pelos crescimentos em Indonésia (+33%), Myanmar (+78%) e Coreia (+26%), respectivamente quarto, nono e 15º principais clientes brasileiros.

O diretor da Abics também destaca a maior penetração do café solúvel brasileiro nas nações da América do Sul. "Observamos um crescimento de 27,5% em volume, com destaque para o avanço nas importações de Argentina, com 21%, Peru, com 104%, e Chile, com 80%. Esses países ocupam os postos de quinto, 10º e 17º lugares no ranking mundial de destinos das exportações nacionais", aponta.

No que se refere à receita obtida com as exportações de café solúvel do Brasil, houve recuo em quase todos os continentes. "As exceções foram a América do Sul, onde houve alta de 6,5%, e os países europeus fora da UE, que gastaram 24,1% a mais. O desempenho positivo nessas localidades se deveu ao crescimento do volume exportado", conclui Lima.


PRINCIPAIS DESTINOS
Os principais compradores do café solúvel brasileiro no ano passado foram: (i) Estados Unidos, com a aquisição de 644.301 sacas (US$ 97,256 milhões); Rússia, com 439.062 sacas (US$ 75,964 milhões); Japão, com 304.074 sacas (US$ 65,791 milhões); Indonésia, com 280.923 sacas (US$ 39,944 milhões); e Argentina, com a aquisição de 239.564 sacas (US$ 32,921 milhões) do produto nacional.

Confira o desempenho das exportações do setor em 2018 no site da Abics: https://www.abics.com.br/noticia.php?noticia=123&desempenho_das_exportacoes_de_cafe_do_brasil_2018.

Mais informações
Miner Mendes
Secretária Executiva da Abics
(11) 3251-2883 / secretaria@abics.com.br
Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel - Abics
Av. Paulista, 1.313, 9º andar - Conjunto 904, São Paulo (SP) - CEP 01311-923
Fone: (11) 3251-2883 / e-mail: secretaria@abics.com.br

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog