A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, maio 10, 2007

Dois destaques do X Leilão do PSL são criações do Haras Fazenda do Bosque

A amazona Samira Uemura montará o Puro Sangue Lusitano (PSL) Forest Xairel do Bosque durante apresentação no X Leilão Luso Brasileiro promovido pelo Haras VO, de propriedade do criador e empresário Victor Oliva, que será realizado no dia 19 de maio de 2007, em Araçoiaba da Serra – interior de São Paulo. O conjunto acaba de ficar na terceira colocação na Etapa da Amil Dressage Cup, categoria Aberta da serie Elementar, ocorrida no último dia 29 de abril, na Sociedade Hipica Paulista.
Forest Xairel do Bosque é filho do renomado garanhão Luar, único PSL a participar de um Pan-Americano de Adestramento, em 2003, na Republica Dominicana. A amazona também apresentará durante o X Leilão o PSL Forest Taurus do Bosque, campeão Brasileiro de Adestramente, em 2005, e bicampeão Paulista, em 2005 e 2006, e Campeão do Circuito Amil de Adestramento, em 2005. Os garanhões têm a criação do Haras Fazenda do Bosque. O Leilão abre a XXVI Exposição Internacional do PSL, no Clube Hípico de Santo Amaro, que vai de 23 a 27 de Maio.



Serviço:
Evento: X Leilão Luso Brasileiro
Local: Haras VO – Araçoiaba da Serra – SP
Data: 19 de Maio de 2007 – a partir das 19 horas
Haras e Fazenda do Bosque
Fone.: (15) 3379-9292


Cláudio Ferreira – (11) 9803-6434
F2 Press Comunicação Integrada – f2.comunica@terra.com.br
Tels. (11) 3603-3082

A Comissão de Agricultura realizou na manhã de quarta sua reunião ordinária semanal.

Os deputados Domingos Dutra (PT/MA), Duarte Nogueira (PSDB/SP), Valdir Colatto (PMDB/SC) e Afonso Hamm (PP/RS) pediram, nesta quarta (09/05/2007), durante a reunião da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Casa (CAPADR), vista conjunta ao Projeto de Lei Complementar 12/2003 do deputado Sarney Filho que fixa normas para a cooperação entre a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios no que se refere ao licenciamento ambiental. O licenciamento ambiental é o procedimento administrativo destinado a autorizar ou licenciar atividades ou empreendimentos efetiva ou potencialmente poluidores, ou capazes de causar degradação ambiental.
“O PLP foi a primeira proposta de uma lei complementar regulamentando as atribuições governamentais em relação ao meio ambiente. Ele tem o objetivo de tornar mais claras as atribuições do IBAMA, dos órgãos estaduais e dos municipais e pretende eliminar entraves jurídicos e burocráticos na implantação de novos empreendimentos, sem desrespeitar a legislação ambiental”, defendeu o relator do projeto, deputado Moacir Micheletto (PMDB/PR).
Nos termos do parágrafo único do artigo 23 da Constituição Federal, a lei complementar define as ações decorrentes do exercício da competência comum relativa à proteção das paisagens naturais notáveis, à proteção do meio ambiente, ao combate à poluição em qualquer de suas formas e à preservação das florestas, da fauna e da flora, previstas nos incisos III, VI e VII do artigo 23.
O relator pediu, durante a reunião, pela aprovação do PLP 12/2003 com substitutivo e do apenso PLP 388/2007. “O substitutivo reestrutura a proposição, de modo a torná-la mais clara e coesa, além de corrigir algumas impropriedades existentes na legislação ambiental que comprometem a atividade agropecuária”, disse. Segundo o parlamentar, há mais de dois anos o projeto tem gerado discussão entre as entidades ambientalistas e os ministérios, portanto,“foi feito um acordo com a Casa Civil para que fosse possível apresentar um relatório que equilibrasse a legislação ambiental existente com a nova legislação”.
“Esse relatório irá esclarecer várias questões pendentes e beneficiará diretamente o setor rural”, afirmou o parlamentar Luis Carlos Heinze (PP/RS). Para o deputado Celso Maldaner (PMDB/SC), “o relatório pode resolver o problema do pequeno agricultor que espera, há muito tempo, um projeto como esse”. O parlamentar Paulo Piau (PMDB/MG) aprovou o relatório e sugeriu, ainda, que fosse feito por parte da União, estados, Distrito Federal e municípios um planejamento ambiental que facilite a fiscalização. Apesar da manifestação favorável ao PLP no plenário, a apreciação da proposição foi adiada para a próxima reunião da Comissão, quarta-feira que vem, 16 de maio. No entanto, o relator pediu aos colegas que irão fazer vista conjunta ao projeto que entreguem suas emendas até segunda-feira, 14 de maio, para agilizar a aprovação do mesmo.
As reuniões da CAPADR acontecem semanalmente, nas quarta-feiras, às 10h da manhã, no plenário 6 da Câmara dos Deputados.


Guida Gorga
Assessora de Comunicação
Comissão de Agricultura
Câmara dos Deputados
(61) 3216-6402
(61) 8405-3395

Governo e produtores discutem marketing para o leite

“Já vencemos barreiras e estou animado com o trabalho em conjunto que vem sendo desenvolvido para o setor leiteiro pelo governo, Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e Confederação Brasileira das Cooperativas de Laticínios (CBCL)”, disse o ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Guilherme Cassel, enfatizando que mesmo assim existe uma carência muito grande de políticas públicas para o setor.
Ele participou na manhã desta quarta-feira (09/05) de uma reunião com as câmaras setoriais de leite da OCB e CBCL, na Casa do Cooperativismo, em Brasília (DF). Cerca de 80 líderes de cooperativas de leite de vários estados participaram do evento que teve como principal discussão o Programa Brasileiro de Marketing Institucional do Leite.
Cassel falou de algumas ações que o MDA já vem desenvolvendo entre elas a compra de 30% da produção de leite do Nordeste, oficinas regionais para discutir ações e políticas para o setor, garantia do preço mínimo do produto, ampliação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e elaboração de políticas para a exportação de produtos lácteos. O diretor-executivo da CBCL, Paulo Bernardes, representou o presidente da instituição, José Pereira Campos Filho.
O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, agradeceu a presença de todos enfatizando a importância de um programa que incentive o consumo do leite no País. Falou também da preocupação em montar estratégias que garantam a manutenção de renda do produtor de leite.
O presidente da Federação Panamericana de Leite, Vicente Nogueira, disse que o Brasil já alcançou a auto-suficiência na produção leiteira e por isso é necessário estimular o aumento doméstico do consumo e promover exportações. Atualmente 300 cooperativas são responsáveis por 40 % da produção do País. De acordo com Nogueira, isso significa que cerca de 151 mil cooperados tem a sua renda proveniente do leite.


Marketing Institucional deve aumentar consumo de leite
Produtores, cooperativas e indústrias de laticínios trabalham no intuito de estimular o aumento do consumo de leite e derivados no Brasil. As cooperativas se mobilizaram para aderir ao Programa Brasileiro de Marketing Institucional do Leite e participaram, hoje (9/5), em Brasília de reunião com as Câmaras Setoriais de Leite da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e da Confederação Brasileira das Cooperativas de Laticínios (CBCL).
A idéia é investir em ações estratégicas de marketing para o leite, entre elas a administração de um fundo voltado à promoção do produto tanto no mercado nacional quanto no exterior. A proposta consiste em investir um quarto de centavo seja investido em marketing para cada litro de leite comercializado no país. Isso significa que a cada mil litros do produto serão recolhidos R$ 2,50. Os produtores vão contribuir com 25% e as indústrias com 75% desse valor.
As campanhas publicitárias devem contribuir para um aumento considerável do consumo de leite. Atualmente, o consumo do produto é de 140 litros per capita/ano. O desafio é chegar ao mínimo indicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 180 litros per capita/ano.
As estimativas da OCB e da CBCL, para este ano, apontam para um crescimento de 4% na produção de leite, que deve atingir 26 bilhões de litros. A previsão é de que a balança comercial de lácteos seja positiva e as exportações batam novo recorde, podendo chegar a 800 milhões de litros. Os líderes cooperativistas acreditam que esse cenário positivo estimulará a adesão das cooperativas ao Programa de Marketing Institucional do Leite.


Deputados apóiam programa marketing para o leite
O ex-deputado Silas Brasileiro, que representou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, na reunião das câmaras setoriais de leite, elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo MDA, externando a preocupação do Ministério com os produtores, principalmente no que se refere ao êxodo rural que atinge o País. “Precisamos nos unir e garantir a permanência do homem do campo na zona rural”. Foi enfático: “o produtor necessita de renda”.
Na opinião do deputado Leonardo Vilela, que representou o presidente da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, três ações já têm causado benefícios: a primeira foi a Medida Provisória 351, que isentou o pagamento de PIS/Cofins de uma série de produtos lácteos; a segunda é a proposta de plano de marketing para divulgar os benefícios do consumo de leite; e por último, o projeto que altera a proposta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na qual compromete a imagem do leite.
O deputado Odacir Zonta, presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), falou da importância da união de esforços do governo, OCB, CBCL e produtores para alavancar um setor que tem campo fértil.


Gerência de Comunicação
Sistema OCB
Tel: (61) 3325.2260
www.brasilcooperativo.coop.br

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog