A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, abril 04, 2014

RODRIGO CONSTANTINO: Uma ilha cubana dentro do Brasil


Veja esse homem na foto abaixo:

https://plus.google.com/109253056269163736074/


Seu nome é Roilder Romero Frometa, ele é o CAPATAZ dos MÉDICOS CUBANOS no HOTEL EXCELSIOR, em São Paulo. Foi ele quem ameaçou um JORNALISTA DO JORNAL O GLOBO dizendo:

Você está mexendo com coisa perigosa.
  

Do Blog do Rodrigo Constantino

Regidos por um contrato pouco transparente com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), médicos cubanos participantes do programa Mais Médicos, do governo federal, são submetidos, logo que chegam ao Brasil, a condições que remetem às que vivem na ilha. Além de receberem cerca de 30% do salário pago aos demais participantes do programa, eles estão sob permanente vigilância, conforme constatou O GLOBO em conversas nas últimas semanas com médicos do programa e pessoas que estão em contato direto com eles.
[...]
Na semana passada, enquanto conversava como hóspede com os médicos, na recepção, o repórter do GLOBO foi interpelado diretamente por Frometa. Sem saber se tratar de um jornalista, o cubano quis saber o que ele havia conversado com os médicos do programa. Ao ser indagado pelo jornalista sobre qual papel desempenhava no local, Frometa tentou evitar ser fotografado e reagiu:

— Você está mexendo com coisa perigosa.

Ele não é o único a monitorar os cubanos. O vai-e-vem de pessoas dentro e fora do prédio é acompanhado também por seguranças do hotel e por pessoas que usam crachás do programa, como observou o GLOBO no período em que esteve no local. Apesar de o hotel ser privado, Opas e Ministério da Saúde tiveram acesso à ficha cadastral preenchida pelo repórter ao se hospedar.
[...]
Atualmente, a venda de serviços médicos é a principal fonte de receita na economia cubana, rendendo US$ 6 bilhões ao ano (R$ 14 bilhões), seguida do turismo, que gera US$ 2,5 bilhões (R$ 5,8 bilhões), segundo dados oficiais.

Nem preciso dizer qual a gravidade disso, não é mesmo? O ditador Fidel Castro exportou uma parte de sua ilha-presídio para dentro do próprio Brasil. E pior: fez isso com a conivência e a cumplicidade do próprio governo brasileiro, formado por camaradas seus!

O Brasil possui, atualmente, quase 11 mil escravos cubanos instalados em solo nacional, ferindo nossas leis trabalhistas e, como comprovado agora, os direitos humanos também. São prisioneiros em um país supostamente livre. Não podem simplesmente sair do hotel e passear, conhecer gente, nossa cultura, nada!

“Você está mexendo com coisa perigosa”, foi alertado o jornalista. De fato: coisa muito perigosa! E que, justamente por isso, precisa ser investigada muito mais a fundo, até ficar claro qual o papel de cada um nessa importação vergonhosa de escravos em pleno século 21.

O programa Mais Médicos é um engodo, uma imoralidade, e em sua volta pairam muitas dúvidas sobre o verdadeiro destino dos recursos. O Brasil, por meio de nossos impostos, está financiando a mais nefasta ditadura do continente. E ainda temos que escutar a presidente Dilma se fazer de vítima do nosso regime militar? Onde está a coerência?

Nós brasileiros não podemos tolerar esse pedaço de tirania comunista em nosso próprio país. Somos uma democracia, temos nossas leis, que valem para todos, e não há, aqui, cidadão de segunda classe que não goze da proteção dessas mesmas leis.

Se voce é contra a escravidão, contra a ditadura, contra o comunismo, então deixe isso claro em outubro, eleitor, pois o PT já deixou claro de qual lado está, e não é o da liberdade e da democracia.

Rodrigo Constantino

Capataz dos MÉDICOS ESCRAVOS CUBANOS ameaça jornalista de O Globo

Veja esse homem na foto abaixo:

https://plus.google.com/109253056269163736074/


Seu nome é Roilder Romero Frometa, ele é o CAPATAZ dos MÉDICOS CUBANOS no HOTEL EXCELSIOR, em São Paulo. Foi ele quem ameaçou um JORNALISTA DO JORNAL O GLOBO dizendo:

Você está mexendo com coisa perigosa.

Abaixo, matéria publicada no Ucho.info:

Caiu a máscara
O deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO), líder da minoria no Congresso Nacional, quer que a Câmara dos Deputados crie com urgência uma comissão externa para investigar a presença de agentes do governo cubano no Brasil, que monitoram todos os passos dos médicos do programa “Mais Médicos”.

Reportagem do jornal “O Globo” publicada nesta sexta-feira (4) revela que médicos cubanos em treinamento em São Paulo ficam confinados o dia todo em um hotel da capital paulista e, quando saem, são sempre acompanhados do cubano Roilder Romero Frometa, apresentado como representante da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde).

Caiado encaminhará também um requerimento de informação ao Ministério da Saúde questionando quantos membros do governo cubano estão no Brasil com a finalidade de fiscalizar os médicos em atuação no programa do governo de Dilma Rousseff.

“O governo brasileiro está se propondo a instalar no Brasil um campo de concentração dos anos 2000 para submeter os cubanos a uma situação de confinamento e escravidão. Está claro que esse funcionário cubano que se diz responsável pela logística dos médicos é um verdadeiro policial da Gestapo travestido de funcionário da OPAS”, protesta Caiado.

De acordo com o parlamentar, a comissão externa, além de deputados, teria representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e de entidades ligadas aos direitos humanos, já que em sua visão a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República é convivente com essas práticas que submete os médicos a condições análogas à escravidão.

Queremos saber o porquê da presença desses coordenadores da polícia cubana no hotel Excelsior, e em outros locais do País. Vamos até o hotel para conferir. Precisamos quebrar essa situação que o governo brasileiro insiste em manter. Se fosse uma situação semelhante em uma empresa privada, os funcionários seriam imediatamente libertados e o proprietário preso e condenado. Mas o governo pode descumprir a legislação”, afirma. “Espero que o presidente da Câmara coloque na pauta essa proposta da comissão externa para que possamos aprová-la e levar essa investigação adiante essa investigação”, destaca. 

HOTEL EXCELSIOR é a senzala dos MÉDICOS ESCRAVOS CUBANOS em São Paulo

Reportagem no Jornal O Globo revela toda a realidade sobre os médicos cubanos: Sim eles são escravos e seus capatazes cubanos estão aqui no Brasil para vigiá-los e até mesmo ameaçar os brasileiros!




Regidos por um contrato pouco transparente com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), médicos cubanos participantes do programa Mais Médicos, do governo federal, são submetidos, logo que chegam ao Brasil, a condições que remetem às que vivem na ilha. Além de receberem cerca de 30% do salário pago aos demais participantes do programa, eles estão sob permanente vigilância, conforme constatou O GLOBO em conversas nas últimas semanas com médicos do programa e pessoas que estão em contato direto com eles.
...

Na semana passada, O GLOBO se hospedou no Hotel Excelsior, do Centro de São Paulo, que serve como primeira moradia para boa parte dos médicos que chegam ao país, e constatou que a vigilância é realizada em caráter permanente. Desde o segundo semestre do ano passado, cubanos ocupam a maior parte dos quartos do hotel, localizado ao lado de um antigo cinema que foi transformado em auditório para que eles recebam aulas de português e sobre a organização do sistema de saúde brasileiro.

Até que sejam enviados para cidades escolhidas pelo Ministério da Saúde, os médicos ficam confinados no hotel, tendo aulas nos períodos da manhã e da tarde. Só saem de lá quando estão na companhia de professores ou agentes do programa. Costumam estender a jornada de estudos até altas horas da noite.

— O chefe deles fica o tempo todo em cima, e eles ficam o dia todo aí. É como se fosse uma prisão, né? Já chegam sabendo qual é a regra, não são de reclamar. Parece que no país deles é tudo muito rígido também — conta uma camareira do hotel, onde atualmente estão hospedados cerca de 550 médicos.

O “chefe” a que se refere a camareira é o médico Roilder Romero Frometa. Apresentado formalmente como consultor da Opas, Frometa já se encontrou com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, na condição de “representante dos médicos cubanos”. Em Cuba, ele já era influente. Em outubro de 2011, como diretor de Saúde no município de Guantánamo, foi entrevistado pelo jornal oficial do Partido Comunista na cidade. Segundo funcionários, desde o ano passado Frometa está hospedado no hotel.

Na semana passada, enquanto conversava como hóspede com os médicos, na recepção, o repórter do GLOBO foi interpelado diretamente por Frometa. Sem saber se tratar de um jornalista, o cubano quis saber o que ele havia conversado com os médicos do programa. Ao ser indagado pelo jornalista sobre qual papel desempenhava no local, Frometa tentou evitar ser fotografado e reagiu:

— Você está mexendo com coisa perigosa.

Ele não é o único a monitorar os cubanos. O vai-e-vem de pessoas dentro e fora do prédio é acompanhado também por seguranças do hotel e por pessoas que usam crachás do programa, como observou o GLOBO no período em que esteve no local. Apesar de o hotel ser privado, Opas e Ministério da Saúde tiveram acesso à ficha cadastral preenchida pelo repórter ao se hospedar.

REINALDO AZEVEDO: Presidente do PT ameaça Dilma e tenta ameaçar a oposição

Para quem não conhece, existe um site chamado Brasil247 (observe que 2+4+7=13, e você sabe o que esse 13 representa) , que ocupa-se de ser o maior representante dos BLOGS SUJOS, ou seja, aqueles blogs que recebem patrocínio das EMPRESAS ESTATAIS para falarem muito bem do PT e do seu GOVERNO; assim como para falarem mal da oposição e contra todos que criticam o DESGOVERNO do PT. Essa lixeira foi idealizada pelo jornalista Leonardo Attuch. Sempre visito esse lixo para ver tudo de podre que está rolando na internet financiado pelas nossas estatais, principalmente o BANCO DO BRASIL e a CAIXA.

Hoje eles realmente me surpreenderam, pois uma notícia chamou muito a minha atenção, de tão sórdida a forma como foi redigida e anunciada na página principal do site. Veja na captura de tela abaixo.





Eu achei que, talvez, eu tivesse interpretado o texto de forma errada, mas qual não foi minha surpresa ao, logo em seguida, visitar o Blog do Reinaldo Azevedo, e ler a mesma notícia, agora sob a ótica desse brilhante jornalista e pensador. Reinaldo Azevedo acertou no alvo, está tudo bem claro! A análise da mesma notícia feita pelo Reinaldo deixa claro que a manipulação feita pelo site PETRALHA não foi acidental, foi intencional e realmente passa a sensação de intimidação e ameaça.

Veja o brilhante texto do Reinaldo Azevedo:

 Texto originalmente publicado às 22h40 de 03/04/2014

Com uma única fala, presidente do PT ameaça Dilma e tenta ameaçar a oposição. Os petistas que se entendam, ora!

Dilma precisa se benzer. Eu, no lugar dela, faria até uma novena. Neste quinta-feira, Rui Falcão, presidente do partido, resolveu mandar dois recados, tudo embalado numa espécie de ameaça — além de dizer uma porção de barbaridades. Vamos lá.

De saída, Falcão fez de conta que o eleitor não existe e que eleições são desnecessárias. Segundo disse, Luiz Inácio Lula da Silva, “se quiser”, pode voltar “com tranquilidade” em 2018. Fosse um democrata convicto, Falcão diria “voltar a ser candidato”. Mas não! Ele se refere à Presidência mesmo, sem escalas. Até parece que Lula tem mandato vitalício. Ainda que as pesquisas, hoje, possam indicar eventual vitória no primeiro turno se candidato fosse, quem disse que seria assim em 2018?

Mas esse não foi o centro da sua fala, não. Indagado se a candidatura da presidente Dilma é irreversível, com aquele ar peculiarmente sinistro, afirmou: “Irrevogável, irreversível, só a morte, mas não há nenhuma razão para supor que ela não será nossa candidata”. Ou, dito de outro modo, o PT trabalha, sim, com a possibilidade de que Dilma possa não se candidatar. Acrescente-se, de resto, o mau gosto de uma fala como essa referindo-se a alguém que se tratou de um câncer bastante grave não faz muito tempo. Poderiam dizer: “Ah, mas o Lula também!”. É verdade! Só que a presidente, no momento, é ela, não ele. Mais um pouco, e Falcão lamenta o bom estado de saúde da presidente.

Curiosamente, no mesmo dia em que ficou jogando urucubaca na presidente, Falcão se referiu ao caso Petrobras, depois de uma reunião com jovens, alguns deles envolvidos com os protestos de junho. Chamou de “impatriótica” o que considerou uma “campanha contra a Petrobras”. Vale dizer: o presidente do PT parece achar que a apuração de lambanças é falta de… patriotismo. Cumpre lembrar que a Polícia Federal, não a oposição, abriu três inquéritos para apurar operações suspeitas na estatal.

Falcão afirmou ainda: “É um ataque à Petrobras. São os mesmos que colocaram um ‘x’ na Petrobras para torná-la palatável ao mercado; que foram contra o regime de partilha”.

Vamos esclarecer. No governo FHC, fez-se um estudo para que a Petrobras passasse a se chamar “Petrobrax”. Considerava-se, não entro no mérito, que isso reforçaria o seu caráter de empresa de alcance global. O PT inventou a mentira deslavada de que isso era parte de uma operação para privatizá-la. Nunca aconteceu. Tanto é assim que a estatal criou, em 1976, a linha de produtos “Lubrax”, não “Lubras”. Esse, definitivamente, não é o “x” da questão. Quanto ao regime de partilha, a oposição é e tem de ser crítica mesmo! Está se revelando ruinoso para a estatal brasileira.

O “x” mesmo da questão é outro. Ao ligar os dois temas — a não irreversibilidade da candidatura de Dilma e a investigação das lambanças na Petrobras —, Falcão manda um recado tanto a Dilma como às oposições. Está dizendo a ela: “Não pense que nós a manteremos candidata caso seja grande o risco de derrota”. Aos adversários: “Não insistam no assunto Petrobras, ou a gente chama o Lula de volta”.

Bem, dizer o quê? Quem será o candidato do PT, convenham, é problema do PT. Lula e Dilma que se entendam. Que existe muito lulista vibrando com o calor que Dilma está passando com a Petrobras, ah, isso existe. O lulismo finge ignorar que a empresa se transformou na casa de horrores justamente no governo… Lula.
Por Reinaldo Azevedo

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog