A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, outubro 31, 2014

Jornalista denuncia e comprova fraude na urna eletrônica - seu voto foi roubado!

BLOG DO CORONEL: Uma coletiva já, Carlos Sampaio!


O pedido de auditoria nos resultados das eleições feito pelos tucanos começa a ser contestado pelo PT (óbvio), pela Justiça Eleitoral (o que era de se esperar) e pela imprensa amiga dos petistas (que é a maioria), como é o caso do jornalista Kennedy Alencar. Quando Kennedy era assessor do Lula, o Toffoli era assessor do José Dirceu. Entende-se a solidariedade. Hoje à tarde, o governador Geraldo Alckmin disse que desconhece a documentação que embasou o pedido do PSDB. Segundo fontes do partido, no entanto, há centenas de indícios que chegaram via e-mail e redes sociais. É urgente que o deputado Carlos Sampaio, coordenador jurídico da campanha, convoque uma entrevista coletiva e apresente, em power point, com cópias a serem distribuídas, todos estes indícios. Para que o pedido não se transforme em munição para o adversário. Por sua vez, os internautas que denunciaram, bem como as personalidades que deram guarida às denúncias, têm a obrigação de juntar material, enviar para o PSDB, para que o partido ofereça elementos concretos para que a imprensa possa investigar, constatar, enfim, produzir noticiário independente. O PSDB deu um passo à frente ao fazer o pedido. Vai ficar muito chato voltar atrás por não ter o que embase, com solidez, a solicitação de auditoria nos resultados eleitorais.

Aqui entrevista concedida para a Jovem Pan. É bom que seja estendida a todos os veículos de comunicação.

Leiam o post do Josias aqui. Conforme previsto, PSDB começa a apanhar da imprensa. E ainda será tratado como incompetente pelas redes sociais que pretendeu ouvir e atender. Conheço muito bem como funcionam estes movimentos de internet. Anotem!

TSE: PSDB não cita fatos que colocam em xeque processo eleitoral, diz corregedor





MÁRCIO FALCÃO DE BRASÍLIA 31/10/2014


O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro João Otávio de Noronha, afirmou nesta sexta-feira (31) que o pedido do PSDB para uma "auditoria especial" no resultado das eleições não apresenta fatos que possam colocar em xeque o processo eleitoral.

O ministro classificou a ação protocolada nesta quinta-feira (30) pelo partido no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de "incabível" e com potencial para arranhar a imagem do país.

O texto, assinado pelo coordenador jurídico nacional do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), argumenta que, após anunciada a reeleição da presidente Dilma Rousseff, desconfianças propagadas nas redes sociais têm motivado "descrença quanto à confiabilidade da apuração dos votos e à infalibilidade da urna eletrônica".

"O que ele [coordenador jurídico] não apresenta são fatos que possam colocar em xeque o processo eleitoral. Está colocando en passant. Isso não é sério, então, não me parece razoável", afirmou o ministro.

"O problema é que não estão colocando em xeque uma ou duas urnas, mas o processo eleitoral. É incabível. Se você colocar em xeque o sistema eleitoral, aponte o fato concreto que vamos apurar", completou.

Na ação, o tucano alegou ainda que a diferença de três horas entre o encerramento da votação no Acre e os demais Estados que seguem o horário de Brasília e a margem apertada de diferença "acabaram por fomentar ainda mais as desconfianças".

Dilma foi reeleita na disputa presidencial mais acirrada desde a redemocratização do Brasil, derrotando Aécio Neves (PSDB) com 51,64% dos votos válidos (54,5 milhões de votos), ante 48,36% (51 milhões) obtidos pelo tucano.

Noronha disse que "parece grave" que a petição tenha sido protocolada na Justiça Eleitoral sem assinatura de Aécio e outros integrantes do partido.

O ministro afirmou ainda que todo o processo para depósito das urnas, com códigos e chaves, foi devidamente acompanhado, sendo que todo o sistema foi verificado e auditado.

Segundo o corregedor, as informações referentes ao processo eleitoral já estão disponíveis na internet ou serão disponibilizados ao PSDB. Noronha, no entanto, afirmou que não vê motivo para autorizar a criação de uma comissão formada por técnicos indicados pelos partidos políticos para a fiscalização de todo o processo eleitoral.

"O plenário vai discutir e deliberar, mas formar uma comissão para quê? Eles acompanharam o processo eleitoral todo", afirmou.

Sampaio afirmou que não se trata de recontagem dos votos, mas de medida para evitar que teorias de que houve fraude no processo continuem sendo alimentadas e pondo em xeque a postura adequada da Justiça Eleitoral. A ação afirma ainda que o intuito da auditoria é "dissipar quaisquer dúvidas sobre a intervenção de terceiros na regularidade do processo".

Fonte: Folha.com

TSE nega auditoria nas eleições




Como já se esperava, o ministro João Otávio de Noronha disse hoje que o pedido de auditoria no sistema eleitoral feito ontem pelo coordenador jurídico do PSDB, deputado Carlos Sampaio, ao TSE, não apresenta fatos que possam ameaçar o processo eleitoral e tem potencial para arranhar a imagem do País:


- O problema é que não estão colocando em xeque uma ou duas urnas, mas o processo eleitoral. É incabível. Se você colocar em xeque o sistema eleitoral, aponte o fato concreto que vamos apurar.

PSDB diz que Aécio autorizou pedido de auditoria das eleições




O deputado federal Carlos Sampaio, coordenador jurídico do PSDB, disse, nesta sexta-feira, que o senador Aécio Neves, candidato derrotado à Presidência,deu aval para o pedido de auditoria do resultado das eleições protocolado na quinta-feira pelos tucanos.


– Falei com Aécio pelo telefone. Disse a ele que fizemos uma discussão no grupo jurídico porque vimos que se instalou um clima de insegurança em relação ao sistema de votação. Ele disse que não se opunha e deu aval (para o pedido de auditoria).


. A auditoria é apenas para tranquilizar eleitores que levantaram, por meio das redes sociais, dúvidas em relação à lisura da apuração dos votos.



– Há um ambiente de desconfiança em relação ao sistema, mas o Toffoli foi isento, imparcial, correto. Deu um show como presidente do TSE – disse o tucano. Segundo Sampaio, a iniciativa do PSDB foi "uma ação em defesa da própria corte".

BLOG DO CORONEL: Estranhamente, PT reage contra auditoria do processo eleitoral




Petistas ouvidos pelo Broadcast Político reagiram à representação do PSDB que pede uma auditoria na votação destas eleições e acusaram os tucanos de quererem forçar um "terceiro turno" depois de saírem derrotados nas urnas.

"Sinto que o PSDB está ultrapassando os limites do respeito a um processo democrático que se exige de todo e qualquer partido", criticou o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (RS). Para Fontana, o PSDB "está entrando perigosamente por um ambiente de terceiro turno que tangencia o desrespeito à vontade da maioria e chega a dar a sensação de uma dificuldade de absorver uma derrota eleitoral".

O deputado Carlos Zarattini (SP) classificou como "muito grave" a ação movida pelo PSDB e disse que ela visa alimentar um ambiente de tensão. "O único objetivo disso é manter o clima de disputa e de acirramento eleitoral, mesmo já tendo um resultado definido", criticou. "Querem criar um clima para que a tensão permaneça e se tente ter um terceiro turno".

O PSDB entrou hoje no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com uma representação na qual pede uma auditoria "nos sistemas de votação e de totalização dos votos". Assinado pelo coordenador jurídico do partido, deputado Carlos Sampaio (SP), o documento argumenta que há "uma somatória de denúncias e desconfianças por parte da população brasileira" motivada pela decisão da Corte eleitoral de divulgar a contagem dos votos após o término da votação no Acre, com fuso horário de três horas de diferença em relação a Brasília.

Vice-presidente da Câmara, o deputado Arlindo Chinaglia (SP) também rebateu os tucanos e disse que a atitude é lamentável. "Se não apresenta prova, se orienta por boato, ele desrespeita o TSE. Uma representação dessa é negar a lisura dos ministros do TSE", afirmou.

PSDB quer auditoria no resultado da eleição presidencial



Partido quer que TSE crie comissão para avaliar sistema utilizado no pleito

Marcela Mattos, de Brasília



Quatro dias depois das eleições, o PSDB ingressou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira com um pedido de auditoria sobre o resultado das eleições presidenciais. O partido, derrotado pela presidente Dilma Rousseff por uma diferença de três pontos, quer que a corte crie uma comissão especial formada por representantes indicados pelos partidos políticos para avaliar a fiscalização dos sistemas utilizados no pleito.

Na ação, o coordenador Jurídico Nacional do PSDB, o deputado federal Carlos Sampaio, ressaltou que, passadas as eleições, surgiram uma série de denúncias e desconfianças por parte da população. “Nas redes sociais, os cidadãos brasileiros vêm expressando, de forma clara e objetiva, a descrença quanto à confiabilidade da apuração dos votos e a infalibilidade da urna eletrônica, baseando-se em denúncias das mais variadas ordens, que se multiplicaram após o encerramento do processo de votação, colocando em dúvida desde o processo de votação até a totalização do resultado”, diz.

Tendo em vista “dissipar quaisquer dúvidas”, Sampaio pede uma auditoria nos sistemas de votação com base em diversos documentos, como as cópias de boletins de urnas de todas as sessões eleitorais do país e dos logs originais e completos das urnas, além de todas as ordens de serviços e registros técnicos sobre atualização e manutenção do sistema e acesso aos programas e todos os arquivos presentes nas urnas eletrônicas. O TSE ainda não se manifestou sobre o pedido.

Fonte: Veja.com

SAÚDE ANIMAL: Merial e Clarion firmam parceria estratégica para inovação compartilhada



São Paulo (SP), 29 de Outubro de 2014 – A Merial, uma das líderes mundiais em saúde animal, empresa do Grupo Sanofi, comunica ao mercado brasileiro uma parceria com a Clarion Biociências, para colocar à disposição dos pecuaristas uma linha ainda mais completa de Endectocidas e Ectoparasiticidas, em total conformidade com as melhores práticas de produção nacionais e internacionais.

Esse acordo estratégico de inovação compartilhada envolve distribuição e aquisição de novas moléculas, e permitirá um amplo campo de atuação e distribuição nacional posicionando a Merial como a única empresa com duas opções de produto injetável e Pour-On no segmento endectocida com carência zero para a produção pecuária brasileira.

Em um cenário de exportação crescente da indústria de carne bovina brasileira, com registro de recorde de exportação no 1º trimestre de 2014, volume 19% superior ao mesmo período de 2013, de acordo com dados da Abiec, a Merial reforça sua posição atuante frente aos desafios da oferta de produtos de alta qualidade e conformidade para todos os mercados e população mundial.

Serão mais 15 novos produtos, que completarão o portfólio da Merial, proporcionando capilaridade e eficiência ainda maiores em termos de distribuição nacional. Destaque para a vocação e agilidadade de ambas as empresas no desenvolvimento de novos produtos, o que proporcionará um número ainda maior de opções para clientes, revendedores e pecuaristas.

Entre os produtos que fazem parte do novo e completo programa sanitário para o rebanho brasileiro, destaque para os inovadoresEprinex® Pour-on, da Merial,única opção no mercado brasileiro de endectocida carência zero para corte e descarte zero para leite, eEprino® Injetável, da Clarion, endectocida com carência zero para o abate e um dia para o leite.

Fazem parte ainda do novo portfólio o Contratack® Supra Pour-On, da Clarion, a base de Fluazuron, produto que marcou o início da parceria entre as empresas, além dosprodutos antiparasitários da Merial como Eprinex® Pour-on, Ivomec® 1%, Duotin®, Ivomec-F®,Topline® Pour On e Topline® Spray que completam o programa sanitário resultante da parceria e complementam a linha de antiparasitários de alto desempenho, cuja eficiência é amplamente reconhecida pelos pecuaristas.

Para Jorge Espanha, presidente da Merial para o Brasil, Paraguai e Bolívia, esse é o início de uma virtuosa parceria com alto poder agregador para toda a cadeia de produção animal nacional. ‘A Merial passa por um ciclo de fortes investimentos na busca contínua pelas melhores soluções para o apoio da produção nacional, e a partir deste anúncio garantiremos uma cobertura de distribuição ainda maior, além de um mix de soluções sanitárias exclusivo, altamente eficaz, e competitivo’, afirma Espanha.


Sobre a Merial
Merial é uma empresa líder mundial em saúde animal voltada para a inovação, fornecendo uma gama completa de produtos para melhorar a saúde, o bem-estar e o desempenho de várias espécies de animais. Merial emprega aproximadamente 6.200 pessoas e opera em mais de 150 países ao redor do mundo. Seu faturamento em 2013 foi próximo aos R$ 6,5 bilhões. Merial é uma empresa Sanofi. Para mais informações, consulte www.merial.com.br



Assessoria de Imprensa
Texto Comunicação Corporativa

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog