A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, janeiro 01, 2004

Ministério da Agricultura distribui nota à Imprensa sobre o CASO FABÍULA - "A MUSA DO MAPA"

Servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) citados durante as investigações do caso envolvendo a ex-funcionária de uma empresa terceirizada Fabíula Rodrigues Santos da Silva vão responder a processo administrativo disciplinar.
Se ficar comprovado que houve desvio de conduta funcional, eles estão sujeitos a advertência, suspensão ou demissão, de acordo os dispositivos da Lei 8.112/90 - Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos.
A decisão de abrir o processo administrativo, em caráter sigiloso, foi tomada pela comissão de sindicância instaurada pelo Mapa para apurar o caso, diante dos indícios surgidos durante as investigações. O processo administrativo disciplinar deve ser concluído até o dia 17 de outubro.

FABÍULA, A MUSA DO MAPA, APRESENTOU, NA TV, A OUTRA VÍTIMA DE ASSÉDIO SEXUAL NO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

O escândalo está instalado!!!
Finalmente a Darlene de Brasília, também conhecida como Musa do MAPA, revelou, em rede nacional (Band), os nomes dos funcionários do primeiro escalão do Ministério da Agricultura, aos quais acusa de terem participado de orgias sexuais dentro do órgão público.
Kátya (ou Kátia), a outra vítima de assédio sexual, que também teve as fotos divulgadas na internet, apareceu e confirmou as denúncias de Fabíula.
Neste domingo o Brasil inteiro parou para assistir ao quarto capítulo desta novela que envolve SEXO & PODER nas salas do MAPA.

O início do escândalo
Bastaram oito poses eróticas na sala de assessores da Secretaria Executiva do Ministério da Agricultura para fazer de uma anônima, Fabiula Rodrigues Santos da Silva, 18 anos, uma "celebridade". Ou pelo menos, para tirá-la do anonimato enquanto o escândalo durar.
Inicialmente, a estória parecia uma irresponsabilidade de uma adolescente querendo aparecer e foi revelada ao país por meio de uma reportagem do Jornal O Globo em 22 de junho.

A virada do jogo
No dia 23 de junho, todos os orgãos públicos federais de Brasília foram inundados, via e-mail, com fotos pornográficas da adolescente.
O que, inicialmente, parecia uma brincadeira de adolescente virou um grande escândalo sexual.
A adolescente, que trabalhava para a empresa Federal Service e que era prestadora de serviço do MAPA, disse ter sofrido, durante oito meses, "abusos sexuais" de cinco autoridades, incluindo representantes do primeiro escalão do governo.
Na primeira versão da estória, foi relatado que as fotos foram divulgadas por uma amiga que também teria participado de sessões sexuais. "Eu não contei antes o que ocorreu no ministério porque sofri ameaças e tinha medo de ser demitida", disse Fabíula.
Fabíula e o seu "procurador" repetiram os nomes dos acusados para os jornalistas. Ela contou que foi obrigada a fazer um passeio de lancha no Lago Paranoá com nove homens, dois deles do primeiro escalão. Jean Paulo Francisco, o procurador, que se disse estudante de direito, afirmou que Fabíula iria denunciar pelo menos dez pessoas por assédio sexual.
"Ela sabe de muita coisa, inclusive chegou a ver contratos irregulares de licitação e sabe de parte do esquema dos vampiros da saúde", disse Jean Paulo Francisco, sem apresentar provas da série de denúncias. "Homens da inteligência entraram na residência dela e levaram 400 fotos, mas ainda temos outras fotografias comprometedoras", ameaçou.
Ela diz ter sido forçada a fazer fotos eróticas e alega ter sido alcoolizada e ameaçada de demissão por parte de "altos funcionários públicos". Ela também alega que sofreu abuso sexual por parte de funcionários públicos de alto escalão.
Fabíula foi demitida da empresa que prestava serviços de mão de obra ao Ministério da Agricultura, após serem divulgadas imagens em que ela aparece em poses eróticas e roupas íntimas nas dependências do ministério.
A assessoria de imprensa do órgão informou que "quem deve pronunciar-se sobre o caso é a FederalServ, empresa terceirizada responsável pela contratação e manutenção de Fabiúla no Ministério".

Quatro domingos como celebridade na TV
Fabíula passa a participar, com exclusividade do Programa Jogo da Vida da BAND.
Durante sua primeira participação (27/06/2004) no programa de TV Jogo da Vida, da Rede Bandeirantes, Fabiúla acusou, sem citar nomes, cinco funcionários do ministério de serem os responsáveis por constrangê-la e obrigá-la a fazer sexo e as fotos.
No domingo seguinte, 04/07/2004, a ex-funcionária prometeu que brevemente faria a divulgação dos nomes dos envolvidos no caso.
"São todos homens casados. Quando eu contar toda a verdade o Brasil vai parar", disse ela na TV. Fabíula ressaltou que em nenhum momento pensou em utilizar o caso para ser promovida. "Não sou uma Darlene", disse ela, ao referir-se à personagem da novela Celebridade.
No domingo, 11/07/2004, Fabíula "deu nome aos bois" e neste domingo, 18/07/2004, foi apresentada a segunda adolescente que teve a vida destruida pela divulgação de suas fotos na internet.

Fabíula revela os nomes dos acusados
No programa de 11/07, com altos índices de audiência, Fabíula revelou os nomes dos acusados em uma entrevista com o respeitado jornalista Roberto Cabrini.
Ela acusou, formalmente, 4 funcionários do primeiro escalão do Ministério da Agricultura.
Segundo Fabíula, falando para todo o país por meio da BAND, o homem que fez as fotos e que aparece fazendo sexo com ela é um Assessor da Secretaria Executiva do MAPA, que ela identificou como "****** ******* MAGALHÃES TEIXEIRA".
Fabíula também citou na entrevista os nomes de três outras autoridades que, segundo ela, participavam das orgias sexuais dentro do Ministério: "****** VALADÃO DE BARROS", "***** MEDEIROS NASCIMENTO" e "**** FRITZ", que, segundo ela, seria irmão do Ministro da Pesca José Fritz.
A Senadora Heloisa Helena participou do programa e disse que todas as acusações seriam investigadas.

Kátia, a outra vítima, é apresentada ao público
No programa deste domingo, 18/07, mais uma vez com altos índices de audiência, Fabíula e Márcia Goldsmith apresentaram ao Brasil outra jovem que se diz vítima de assédio sexual no MAPA.
Kátya Alexsandra da Silva, cuja idade não foi revelada, era funcionária da mesma empresa e também prestava serviço dentro do MAPA. A jovem, bem mais tímida que a exuberante Fabíula, relatou como sua vida foi destruida depois que o "TARADO DO MAPA" espalhou as fotos dela, em poses eróticas, por toda a internet via e-mail.
A tática utilizada para propagação das fotos foi a mesma utilizada para atingir Fabíula. As fotos circularam, via e-mail, por todos os órgãos públicos de Brasília, como as correntes, e posteriormente foram parar em sites da internet como curiosidade sexual.
Kátya falou que quem fez as fotos foi o mesmo homem que fez as fotos de Fabíula. Desta vez não foram citados os nomes dos acusados.
Kátya e Fabíula falaram que existem fotos de, pelo menos, mais duas meninas que eram estagiárias do Ministério.
Segundo as adolescentes, todas foram assediadas sexualmente pelo mesmo funcionário do Ministério.

Verdade ou mentira? Armação política? Abuso de poder?
Pelo visto, este escândalo ainda vai render muito.
Se é verdade ou mentira, talvez a gente nunca saiba, mas as fotos do suposto "TARADO DO MAPA", ou pelo menos de parte do corpo dele estão disponíveis na internet. Não aparece o seu rosto, mas outros "documentos" são exibidos em close, basta comparar com o original.

Fotos de Kátia revelam outros detalhes do "TARADO DO MAPA"
Em uma das fotos de Kátia aparece, refletido no espelho do carro, a mão do tarado segurando a máquina. Também aparecem alguns detalhes do carro.
Fabíula comentou que algumas das fotos foram feitas com uma máquina fotográfica que é propriedade do Ministério da Agricultura. As fotos de Kátya foram feitas com uma "OLYMPUS DIGITAL CAMERA", de acordo com as informações técnicas de um site que está veiculando as fotos.

Veja as fotos e tire suas conclussões

ATENÇÃO: As fotos são de alto conteúdo pornográfico, são fotos de nudez e até de sexo explítico. Se você é menor de idade, puritano ou sensível à visão de partes íntimas femininas e/ou masculinas, NÃO VEJA ESSAS FOTOS! 

SE VOCÊ CLICAR NESTES LINKS É POR SUA PRÓPRIA VONTADE E INTERESSE! NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS SE VOCÊ FICAR CHOCADO COM O GRAU DE PERVERSÃO SEXUAL DAS FOTOS!







O POVO QUER SABER ATÉ QUANDO O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA VAI PERMANECER EM SILÊNCIO! 
SERÁ QUE O POVO BRASILEIRO NÃO MERECE UMA SATISFAÇÃO? 
SERÁ QUE O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA NÃO VAI SE MANIFESTAR SOBRE OS ENVOLVIDOS, PELO MENOS PARA DEFENDÊ-LOS? 
SE A MÁQUINA FOTOGRÁFICA ERA DO MINISTÉRIO É NOSSO DINHEIRO E TEMOS O DIREITO DE SABER! 
QUANTAS MENINAS FORAM MOLESTADAS NO MINISTÉRIO PELO "TARADO DO MAPA"? 
QUEM VAI RESTITUIR A VIDA DE FABÍULA E DE KÁTYA? 

SE A FABÍULA É UMA LOUCA DEVERIA SER PROCESSADA POR DENEGRIR A IMAGEM DO NOSSO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA!  

ISTO É UMA VERGONHA!!!!! 



Ministério não fala sobre fotos de ex-funcionária

O Ministério da Agricultura informou que não se pronunciará sobre as acusações da ex-funcionária da pasta, Fabíula Rodrigues da Silva, de 18 anos. Ela diz ter sido forçada a fazer fotos eróticas e alega ter sido alcoolizada e ameaçada de demissão por parte de "altos funcionários públicos".
Ela também alega que sofreu abuso sexual por parte de funcionários públicos de alto escalão. Novas imagens circularam neste final de semana pela Internet onde a funcionária aparece em outras poses nuas, não apenas no gabinete do Ministério da Agricultura.
Fabíula foi demitida da empresa que prestava serviços de mão de obra ao Ministério da Agricultura, na sexta-feira, após serem divulgadas imagens em que ela aparece em poses eróticas e roupas íntimas nas dependências do ministério.
A assessoria de imprensa do órgão informa que "quem deve pronunciar-se sobre o caso é a FederalServ, empresa terceirizada responsável pela contratação e manutenção de Fabiúla no Ministério". Durante participação no programa de TV Jogo da Vida, da Rede Bandeirantes, Fabiúla acusou, sem citar nomes, cinco funcionários do ministério de serem os responsáveis por constrangê-la e obrigá-la a fazer as fotos.
A ex-funcionária prometeu para breve a divulgação dos nomes dos envolvidos no caso. "São todos homens casados. Quando eu contar toda a verdade o Brasil vai parar", disse ela na TV. Fabíula ressaltou que em nenhum momento pensou em utilizar o caso para ser promovida. "Não sou uma Darlene", disse ela, ao referir-se à personagem da novela Celebridade.
Na segunda-feira (28) à noite, as fotos de Fabiula - dentre as quais uma pornográfica e algumas em que ela aparecia nua nas ruas de Brasília - deixaram de aparecer em www.fabiula.theblog.com.br - uma subpágina do saite www.theblog.com.br.

Fonte: Espaço Vital.

MUSA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA VAI NA TV DENUNCIAR ABUSO SEXUAL E ORGIA NO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

Fabíula participou do programa Jogo da Vida da Rede Bandeirantes


Fabíula disse que envolvidos são casados
ELA CHOROU NA TV AO FALAR SOBRE OS ABUSOS SEXUAIS DENTRO DO MINISTÉRIO



Começou a ganhar contornos de escândalo o caso ex-prestadora de serviço do Ministério da Agricultura, de 18 anos, que tirou fotos eróticas num gabinete onde funciona a Secretaria-Executiva da pasta. Segundo fontes do governo que acompanham a investigação, o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, telefonou na quinta-feira para o ministro interino da Agricultura, Linneu Costa Lima, para pedir esclarecimentos sobre a sindicância que investiga o envolvimento de Fabíula Rodrigues da Silva com autoridades e funcionários públicos.
Na semana passada, Fabíula circulou pela Esplanada dos Ministérios e Praça dos Três Poderes, ao lado de Jean Paulo Francisco, apresentado por ela como seu procurador, acusando uma autoridade com status de ministro de obrigá-la a fazer sexo. Fabíula assegura que pode provar a denúncia. Ela chegou a citar nome, cargo e CPF do suposto acusado. A servidora, que atuava na Federal Service, empresa que presta serviço ao ministério, contou que teve envolvimento com o representante do primeiro escalão durante oito meses. Ela o teria conhecido num jogo de futebol de veteranos, na cidade do Núcleo Bandeirante, na periferia de Brasília.
Ela contou que foi obrigada a fazer um passeio de lancha no Lago Paranoá com nove homens, dois deles do primeiro escalão. Jean Paulo Francisco, que se disse estudante de direito, afirmou que Fabíula vai denunciar pelo menos dez pessoas por assédio sexual.
Fabíula denunciou que foi alcoolizada para manter relações sexuais com um dos funcionários do primeiro escalão do Ministério da Agricultura.
Ela falou que quando contar a verdade "o País vai parar". Conforme Fabíula, todos os envolvidos são casados.
Fabíula ressaltou que em nenhum momento pensou em utilizar o caso para ser promovida. "Não sou uma Darlene", disse ela, ao referir-se à personagem da novela Celebredidade. Revistas masculinas já teriam procurado Fabíula, mas ela contou que não aceitou porque não quer promoção com o ocorrido. No entanto, ela disse que no futuro poderia posar nua para uma revista.
Segundo Fabíula, ela pediu demissão porque estava sofrendo pressão por parte dos acusados. Segundo Fabíula, uma pessoa da chefia do Ministério da Agricultura enviou e-mails para ela dizendo que iria divulgar as fotografias tiradas no gabinete do governo para acusá-la de prostituição.
A nova versão apresentada por ela é de que as fotos eróticas foram divulgadas por uma amiga que também teria participado de sessões sexuais. "Eu não contei antes o que ocorreu no ministério porque sofri ameaças e tinha medo de ser demitida", disse.
Sempre ao lado de seu Jean Paulo Francisco, ela disse ter recebido propostas de contrato com revistas masculinas após a repercussão das fotos. Nesta quinta-feira, mais um lote de fotos pornográficas de Fabíula circulou na internet, algumas tiradas em locais públicos.


Fotos confiscadas
A comissão de sindicância do Ministério da Agricultura que investiga a história confiscou o computador usado por Fabíula. A servidora contou que agentes da Agência Brasileira de Informações (Abin) estiveram em sua residência, na cidade de Taguatinga, e confiscaram 400 de um total de 1.400 fotos eróticas. "Mas ainda temos outras fotografias, uma inclusive compromete com certeza um representante do primeiro escalão", disse Jean Paulo Francisco.
Fabíula e o seu "procurador" fizeram questão de repetir aos quatro ventos os nomes dos acusados. Jean Paulo Francisco, que se disse estudante de direito, afirmou que Fabíula vai denunciar pelo menos dez pessoas por assédio sexual. "Ela sabe de muita coisa, inclusive chegou a ver contratos irregulares de licitação e sabe de parte do esquema dos vampiros da saúde", disse Jean Paulo Francisco, sem apresentar provas da série de denúncias.
Na procuração apresentada por eles consta que Francisco também é o responsável por "eventuais" contratos de imagens da "Darlene de Brasília", como Fabíula ficou conhecida, numa referência à personagem da novela Celebridades, que faz tudo para ficar famosa. "A única coisa que nos preocupa é a sua integridade física", disse ele. A dupla promete fazer mais barulho.

As fotos podem ser vistas aqui!

Segundo o Jornal O Globo, as fotos foram feitas na sala de um assessor direto de José Amauri Dimarzio - Secretário-Executivo

Quem é José Amauri Dimarzio o Secretário-Executivo do Ministério da Agricultura?
Engenheiro Agrônomo com especialização em Fitotecnia pela ESALQ-USP (1967). Pós-graduado em Administração de Negócios pela ESAN (1974). Foi diretor-presidente do Grupo Dimarzio Agronegócios, Construções e Negócios Imobiliários; Diretor-presidente da Braskalb Agropecuária Brasileira Ltda, especializada em pesquisa, produção e comercialização de sementes; Gerente-Geral da Dekalb Agrícola do Brasil Ltda, subsidiária da Dekalb Agresearch Inc. (EUA) nas áreas de aves e sementes. Presidente da Associação Brasileira de Criadores de Blonde D'Aquitaine (2002/2004). Membro do conselho consultivo da Federación Latinoamericana de Asociaciones Semillistas. Membro do conselho consultivo da Associação Brasileira de Produtores de Sementes (Abreasem). Membro do conselho consultivo da Associação Brasileira de Marketing Rural (ABMR) e da Sociedade Rural Brasileira (SRB). Participou em diversas viagens internacionais integrando delegações oficiais em negociações sobre Agricultura (países da América Latina, EUA, Canadá, Japão, Irã, China, Tailândia e outros). Tem o Diploma de Mérito "Herbert de Souza – Betinho" pelos relevantes serviços prestados no Trabalho Voluntário (dezembro/2002).

O CASO DA MUSA DO MAPA SE ESPALHA PELO MUNDO

Funcionaria que posó desnuda en gabinete de ministro acusa a altos funcionarios de estupro
El ministerio de Agricultura de Brasil realiza investigación para determinar la afectividad de denuncias de ex funcionaria que posó desnuda en el gabinete.
Fabiula Rodrigues da Silva, de 18 años, aseguró en un programa de televisión, que habría sido forzada a posar desnuda y que 'habría sido estuprada por altos funcionarios' de esa repartición pública.
Según la ex funcionaria, el día en que las fotografías fueron sacadas habría sido alcoholizada, y amenazada con ser dimitida en caso de no aceptar los requerimientos de los funcionarios.
Fabiula pidió dimisión la semana pasada luego después de ver sus fotografías divulgadas por la Internet. La joven aparece en poses eróticas y ropas íntimas en las dependencias del ministerio.
Las grave acusaciones fueron rechazadas por el Ministerio de Agricultura, quien estima que la empresa que debe pronunciarse en la FederalService, empresa externa responsable por la contratación y mantenimiento de Fabiola en el Ministerio.
La joven insiste en acusar a 5 altos funcionarios y manifestó que en breve va a dar a conocer sus nombres: ' Son todos casados y cuando cuente toda la verdad Brasil va a parar', amenazó Fabiúla quien dijo también que uno de los jefes de la repartición le envió un email comunicándole que iría a divulgar las fotografías para acusarla de prostitución.
La joven manifestó que no desea utilizar el episodio para autopromoción, pero ya estudia varias ofertas para posar desnuda en revistas destinadas al público masculino y aprovechó de dejar abierta la una puerta en la televisión para contar una segunda parte de su 'trágica' historia.

Fonte: Diario El Gong

Fabiula Rodrigues da Silva, a Musa do Ministério da Agricultura, continua na mira da mídia

A apresentadora do Programa SuperPop da Rede TV, Luciana Gimenez, prometeu na sexta-feira (2) que a atração da noite de segunda-feira (5) seria a polêmica Fabiola Rodrigues da Silva, a qual estaria acompanhada do seu procurador, Jean Paulo Francisco, estudante de direito. O mesmo vem sendo bem convincente na defesa dos interesses da sua cliente, conforme demonstrou em sua breve aparição no SuperPop do dia 2. Na oportunidade foi divulgado aos participantes do programa novas fotos nua da Fabíula.
No domingo (4), Fabíula foi o principal destaque do Programa Jogo da Vida, da Rede Band, onde, mais uma vez, o funcionário do Ministério da Agricultura, que abusava sexualmente da adolescente, foi identificado como "Carlos".
Na segunda (5) o caso de Fabíula foi destaque no Programa do Ratinho, do SBT, onde foram exibidas fotos pornográficas da Fabíula fazendo sexo (oral) com o suposto "Carlos". Uma reporter do programa afirmou que, segundo o procurador da Fabíula, o sobrenome do "Carlos" seria algo semelhante a "Fisher" e que ele e o irmão ocupariam altos cargos no ministério.
Na noite da mesma segunda (5), a Fabíula foi entrevistada pelo Roberto Cabrini no Jornal da Noite da Band. Nesse programa ela afirmou que os funcionários do Ministério da Agricultura seriam denunciados ao Ministério Público no dia seguinte, terça (6).
O que se sabe, até o presente momento, é que a Fabíula foi demitida da empresa FederalServ que prestava serviços de mão de obra ao Ministério da Agricultura, na sexta-feira (25/06), após serem divulgadas imagens em que ela aparece em poses eróticas e roupas íntimas nas dependências do Ministério.
Ao ser demitida, Fabíula alegou ter sido forçada a fazer fotos eróticas depois de alcoolizada e ameaçada de demissão por parte de "altos funcionários públicos".
Ela também alegou que sofreu abuso sexual e prometeu para breve a divulgação dos nomes dos envolvidos no caso, inclusive do primeiro escalão. "São todos homens casados. Quando eu contar toda a verdade o Brasil vai parar", afirmou.
A comissão de sindicância do Ministério da Agricultura continua investigando qual foi o funcionário que fez as fotos eróticas da Fabíula num gabinete do 9º andar do prédio, pavimento onde funciona a Secretaria Executiva e o prazo da conclusão das apurações é de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30.
Jean Paulo Francisco à época, e ainda, sem apresentar provas da série de denúncias, afirmou que ela sabe de muita coisa, inclusive chegou a ver contratos irregulares de licitação e sabe de parte do esquema dos vampiros da saúde. "Homens da inteligência entraram na residência dela e levaram 400 fotos, mas ainda temos outras fotografias comprometedoras", ameaçou.
Até hoje estão sendo divulgadas centenas de fotos eróticas de Fabíula nua na internet. Em algumas delas, a ousada moça aparece em um dos gabinetes do ministério da Agricultura e nas ruas do Distrito Federal. Outras são pornografia pura, incluindo fotos de sexo com o suposto "Carlos" "Fisher" que ocuparia um alto cargo no Ministério. Acredita-se que haja mais de 1.400 fotos circulando pela internet.
Nós do AgroBrasil, tivemos acesso a cerca de 90 fotos. Algumas são, realmente, do mais alto grau prornográfico.

Se você é maior de 18 anos e caso queira (é desaconselhavel para menores, puritanos e pessoas sensíveis), veja dezenas de fotos da Fabiula Rodrigues da Silva, e do suposto funcionário do MAPA:




Será que a Fabiula vai, realmente, divulgar tudo como prometeu?
Será revelado o nome do funcionário do MAPA que fez as fotos?
Será que o Ministério da Agricultura vai dar uma resposta ao Povo Brasileiro?
Até quando atrocidades e imoralidades, como esta, continuarão ocorrendo?

O POVO quer respostas!!!!!

JORNALISTA RICARDO NOBLAT PRESTA SOLIDARIEDADE À MUSA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

O jornalista Ricardo Noblat ficou comovido com a estória de Fabíola Rodrigues Santos da Silva, de 18 anos, que até a semana passada trabalhava na seção de protocolo do Ministério da Agricultura.
Agora, despedida do ministério, Fabíola é celebridade nacional e musa do MAPA.
No seu blog (noblat.blig.ig.com.br) o jornalista comenta o "causo":

" .. Pobre Fabiula Rodrigues da Silva, 18 anos, moradora de uma cidade satélite de Brasília. Perdeu o emprego de servente em uma empresa que presta serviços ao Ministério da Agricultura só porque aceitou posar seminua para fotos a pedido de um graduado funcionário do governo ..."

Segundo Noblat as fotos foram feitas em um dos gabinetes do Ministério da Agricultura, na hora do almoço, quando não havia mais ninguém, e foram postas para circular na internet não se sabe ainda por quem. Será que ele não sabe?!

Segundo Noblat:

"Fabiula está desolada e se sente vítima de uma tremenda injustiça. Não entende porque passou a engrossar a lista de desempregados do país.
Este blog está solidário com ela."

E ele continua:

".. Há três dias que a imprensa corre atrás de Fabiula. E esquece de correr atrás do suposto figurão que a fotografou dentro do ministério ..."

ALGUMAS PERGUNTAS NÃO QUEREM CALAR:
- Como é que o Noblat sabe que as fotos foram feitas na hora do almoço?
- Como é que o Noblat sabe que as fotos foram feitas por um figurão do Ministério da Agricultura?
- Quem é o graduado funcionário do governo que fez as fotos?

AGRICULTURA DE VENTO EM POPA

Por Roberto Barreto de Catende



Fabíola parecia uma colheitadeira de última geração. Uma daquelas máquinas fantásticas, cheia de recursos informatizados, em que o agricultor monta e senta a pua. 

Enfeite sobre a mesa laminada da sala 940-A, no 9º andar do Ministério da Agricultura, corpo firmemente posicionado em ângulo de impulso olímpico, reforçado pela mão esquerda espalmada sobre a coxa, uma pulseira combinando com brincos e colar, Fabíola parecia uma colheitadeira de última geração. Uma daquelas máquinas fantásticas, cheia de recursos informatizados, em que o agricultor monta e senta a pua, usufruindo na atmosfera perfeita, com ar condicionado e som ambiente, das benesses que a evolução tecnológica coloca à disposição do homem que planta. Posicionada na foto como uma felina preste a dar o bote, Fafá montou o cenário como alguém que queria mostrar serviço, aninhada entre relatórios de computador, papéis espalhados, um calendário ensarilhado, um telefone de mesa com teclado preto ao lado de um vasinho de plástico da mesma cor, contendo uma plantinha tipo bonsai. 

O assunto saiu n’O Globo, na antevéspera do foguetório de São João, em cobertura completa sobre a Fafá, na potência dos seus 18 aninhos, em “poses sensuais na Esplanada”, mais precisamente em gabinete do Ministério da Agricultura. Funcionária da pasta, ou seja, possivelmente estimulada pelo inacreditável desempenho do nosso agronegócio, à empolgada só faltou plantar bananeira, porque o resto ela fez. Ao deixar a mesa, por exemplo, vestiu uma blusa branca e se plantou diante dos armários, tendo o mapa do Brasil ao fundo, da sala entenda-se, em pose típica de quem aprendeu na TV a fazer a dança da garrafa em programa de auditório. A madame parecia sob o efeito de uma implosão. Noutra foto, serviu de cenário a Esplanada dos Ministérios, estrategicamente enquadrada na moldura do janelão de vidro providencialmente fechado contra alguma corrente indesejada. Afinal, além da blusinha verde, fechada por lacinhos e decorada com flores bordadas em amarelo, a deslumbrada vestia apenas anel, pulseira, fitinha do senhor do Bonfim e um colarzinho de contas. 

Antes de demonstrar sua estabilidade nas curvas, Fafá trabalhara na seção de controle de pragas, mas foi no setor de protocolo onde arranjou coragem para subir, deitar e rolar na mesa do chefe. Ademais, ela saracoteou dentro do órgão público, julgando-se um monumento sobre pilotis, tal o tamanho do salto alto, e pensando que o assunto não fosse vazar, acredite se quiser. Mas vazou e, quentes que nem batatas doces na fogueira, as fotos passaram a pipocar nas telas da rede eletrônica, numa demonstração inequívoca de que, nesta terra abençoada por Zeus, em se plantando sempre brota. 

Andei analisando o tal ensaio fotográfico, sob os mais diversos ângulos, e cheguei a uma conclusão não muito animadora para aqueles que, porventura, estejam ansiosos para correr ao computador em busca de alguma Fabiola.com.br, Fabi.org.br ou Fafa.gov.br. Asseguro que o fotógrafo não foi dos mais felizes, pelo menos nas fotos divulgadas, porque, ao contrário do que vem acontecendo com a nossa agricultura, nas poses da Fafá é visível que faltou vento na popa.


Fonte: CMI Brasil

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog