A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, janeiro 01, 2004

FABÍULA, A MUSA DO MAPA, APRESENTOU, NA TV, A OUTRA VÍTIMA DE ASSÉDIO SEXUAL NO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

O escândalo está instalado!!!
Finalmente a Darlene de Brasília, também conhecida como Musa do MAPA, revelou, em rede nacional (Band), os nomes dos funcionários do primeiro escalão do Ministério da Agricultura, aos quais acusa de terem participado de orgias sexuais dentro do órgão público.
Kátya (ou Kátia), a outra vítima de assédio sexual, que também teve as fotos divulgadas na internet, apareceu e confirmou as denúncias de Fabíula.
Neste domingo o Brasil inteiro parou para assistir ao quarto capítulo desta novela que envolve SEXO & PODER nas salas do MAPA.

O início do escândalo
Bastaram oito poses eróticas na sala de assessores da Secretaria Executiva do Ministério da Agricultura para fazer de uma anônima, Fabiula Rodrigues Santos da Silva, 18 anos, uma "celebridade". Ou pelo menos, para tirá-la do anonimato enquanto o escândalo durar.
Inicialmente, a estória parecia uma irresponsabilidade de uma adolescente querendo aparecer e foi revelada ao país por meio de uma reportagem do Jornal O Globo em 22 de junho.

A virada do jogo
No dia 23 de junho, todos os orgãos públicos federais de Brasília foram inundados, via e-mail, com fotos pornográficas da adolescente.
O que, inicialmente, parecia uma brincadeira de adolescente virou um grande escândalo sexual.
A adolescente, que trabalhava para a empresa Federal Service e que era prestadora de serviço do MAPA, disse ter sofrido, durante oito meses, "abusos sexuais" de cinco autoridades, incluindo representantes do primeiro escalão do governo.
Na primeira versão da estória, foi relatado que as fotos foram divulgadas por uma amiga que também teria participado de sessões sexuais. "Eu não contei antes o que ocorreu no ministério porque sofri ameaças e tinha medo de ser demitida", disse Fabíula.
Fabíula e o seu "procurador" repetiram os nomes dos acusados para os jornalistas. Ela contou que foi obrigada a fazer um passeio de lancha no Lago Paranoá com nove homens, dois deles do primeiro escalão. Jean Paulo Francisco, o procurador, que se disse estudante de direito, afirmou que Fabíula iria denunciar pelo menos dez pessoas por assédio sexual.
"Ela sabe de muita coisa, inclusive chegou a ver contratos irregulares de licitação e sabe de parte do esquema dos vampiros da saúde", disse Jean Paulo Francisco, sem apresentar provas da série de denúncias. "Homens da inteligência entraram na residência dela e levaram 400 fotos, mas ainda temos outras fotografias comprometedoras", ameaçou.
Ela diz ter sido forçada a fazer fotos eróticas e alega ter sido alcoolizada e ameaçada de demissão por parte de "altos funcionários públicos". Ela também alega que sofreu abuso sexual por parte de funcionários públicos de alto escalão.
Fabíula foi demitida da empresa que prestava serviços de mão de obra ao Ministério da Agricultura, após serem divulgadas imagens em que ela aparece em poses eróticas e roupas íntimas nas dependências do ministério.
A assessoria de imprensa do órgão informou que "quem deve pronunciar-se sobre o caso é a FederalServ, empresa terceirizada responsável pela contratação e manutenção de Fabiúla no Ministério".

Quatro domingos como celebridade na TV
Fabíula passa a participar, com exclusividade do Programa Jogo da Vida da BAND.
Durante sua primeira participação (27/06/2004) no programa de TV Jogo da Vida, da Rede Bandeirantes, Fabiúla acusou, sem citar nomes, cinco funcionários do ministério de serem os responsáveis por constrangê-la e obrigá-la a fazer sexo e as fotos.
No domingo seguinte, 04/07/2004, a ex-funcionária prometeu que brevemente faria a divulgação dos nomes dos envolvidos no caso.
"São todos homens casados. Quando eu contar toda a verdade o Brasil vai parar", disse ela na TV. Fabíula ressaltou que em nenhum momento pensou em utilizar o caso para ser promovida. "Não sou uma Darlene", disse ela, ao referir-se à personagem da novela Celebridade.
No domingo, 11/07/2004, Fabíula "deu nome aos bois" e neste domingo, 18/07/2004, foi apresentada a segunda adolescente que teve a vida destruida pela divulgação de suas fotos na internet.

Fabíula revela os nomes dos acusados
No programa de 11/07, com altos índices de audiência, Fabíula revelou os nomes dos acusados em uma entrevista com o respeitado jornalista Roberto Cabrini.
Ela acusou, formalmente, 4 funcionários do primeiro escalão do Ministério da Agricultura.
Segundo Fabíula, falando para todo o país por meio da BAND, o homem que fez as fotos e que aparece fazendo sexo com ela é um Assessor da Secretaria Executiva do MAPA, que ela identificou como "****** ******* MAGALHÃES TEIXEIRA".
Fabíula também citou na entrevista os nomes de três outras autoridades que, segundo ela, participavam das orgias sexuais dentro do Ministério: "****** VALADÃO DE BARROS", "***** MEDEIROS NASCIMENTO" e "**** FRITZ", que, segundo ela, seria irmão do Ministro da Pesca José Fritz.
A Senadora Heloisa Helena participou do programa e disse que todas as acusações seriam investigadas.

Kátia, a outra vítima, é apresentada ao público
No programa deste domingo, 18/07, mais uma vez com altos índices de audiência, Fabíula e Márcia Goldsmith apresentaram ao Brasil outra jovem que se diz vítima de assédio sexual no MAPA.
Kátya Alexsandra da Silva, cuja idade não foi revelada, era funcionária da mesma empresa e também prestava serviço dentro do MAPA. A jovem, bem mais tímida que a exuberante Fabíula, relatou como sua vida foi destruida depois que o "TARADO DO MAPA" espalhou as fotos dela, em poses eróticas, por toda a internet via e-mail.
A tática utilizada para propagação das fotos foi a mesma utilizada para atingir Fabíula. As fotos circularam, via e-mail, por todos os órgãos públicos de Brasília, como as correntes, e posteriormente foram parar em sites da internet como curiosidade sexual.
Kátya falou que quem fez as fotos foi o mesmo homem que fez as fotos de Fabíula. Desta vez não foram citados os nomes dos acusados.
Kátya e Fabíula falaram que existem fotos de, pelo menos, mais duas meninas que eram estagiárias do Ministério.
Segundo as adolescentes, todas foram assediadas sexualmente pelo mesmo funcionário do Ministério.

Verdade ou mentira? Armação política? Abuso de poder?
Pelo visto, este escândalo ainda vai render muito.
Se é verdade ou mentira, talvez a gente nunca saiba, mas as fotos do suposto "TARADO DO MAPA", ou pelo menos de parte do corpo dele estão disponíveis na internet. Não aparece o seu rosto, mas outros "documentos" são exibidos em close, basta comparar com o original.

Fotos de Kátia revelam outros detalhes do "TARADO DO MAPA"
Em uma das fotos de Kátia aparece, refletido no espelho do carro, a mão do tarado segurando a máquina. Também aparecem alguns detalhes do carro.
Fabíula comentou que algumas das fotos foram feitas com uma máquina fotográfica que é propriedade do Ministério da Agricultura. As fotos de Kátya foram feitas com uma "OLYMPUS DIGITAL CAMERA", de acordo com as informações técnicas de um site que está veiculando as fotos.

Veja as fotos e tire suas conclussões

ATENÇÃO: As fotos são de alto conteúdo pornográfico, são fotos de nudez e até de sexo explítico. Se você é menor de idade, puritano ou sensível à visão de partes íntimas femininas e/ou masculinas, NÃO VEJA ESSAS FOTOS! 

SE VOCÊ CLICAR NESTES LINKS É POR SUA PRÓPRIA VONTADE E INTERESSE! NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS SE VOCÊ FICAR CHOCADO COM O GRAU DE PERVERSÃO SEXUAL DAS FOTOS!







O POVO QUER SABER ATÉ QUANDO O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA VAI PERMANECER EM SILÊNCIO! 
SERÁ QUE O POVO BRASILEIRO NÃO MERECE UMA SATISFAÇÃO? 
SERÁ QUE O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA NÃO VAI SE MANIFESTAR SOBRE OS ENVOLVIDOS, PELO MENOS PARA DEFENDÊ-LOS? 
SE A MÁQUINA FOTOGRÁFICA ERA DO MINISTÉRIO É NOSSO DINHEIRO E TEMOS O DIREITO DE SABER! 
QUANTAS MENINAS FORAM MOLESTADAS NO MINISTÉRIO PELO "TARADO DO MAPA"? 
QUEM VAI RESTITUIR A VIDA DE FABÍULA E DE KÁTYA? 

SE A FABÍULA É UMA LOUCA DEVERIA SER PROCESSADA POR DENEGRIR A IMAGEM DO NOSSO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA!  

ISTO É UMA VERGONHA!!!!! 



+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog