A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quarta-feira, julho 14, 2004

Embrapa busca parceria com Marrocos

O diretor-executivo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa),vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gustavo Chianca, faz parte da comitiva brasileira que está em Marrocos, entre os dias 12 e 16 de julho, para o desenvolvimento de um programa bilateral de cooperação técnica. A missão irá tratar assuntos como desenvolvimento urbano, formação profissional, recursos hídricos e Agricultura. A comitiva é organizada pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e pelo Ministério das Relações Exteriores.
Chianca vai se encontrar, em Rabat, capital do Marrocos, com Fouad Guessous, diretor do Instituto Agronômico e Veterinário Hassan II, equivalente à Embrapa naquele país. Brasil e Marrocos devem trocar experiências na área de irrigação e na produção de frutas e hortaliças. Marrocos possui o maior banco de germoplasma de oliva do mundo, e o Brasil está introduzindo essa cultura no semi-árido nordestino. "Essa será uma boa oportunidade para buscarmos uma troca de experiências nessa área", disse o diretor-executivo.
A agricultura é um dos setores vitais da economia marroquina. Oferece emprego à metade da população ativa do país, e participa com 17% do PIB. Dos 71 milhões de hectares de seu território, 40 milhões são destinados à agricultura. Segundo informações da Embaixada do Marrocos no Brasil, o objetivo do seu governo é irrigar 1 milhão de hectares de terras, para alcançar a auto-suficiência alimentícia e promover a exportação de produtos agrícolas.
Marrocos possui ¾ das reservas mundiais de fosfato e é o maior exportador mundial desse minério. O fosfato é um dos principais componentes da adubação, e por isso esse tema também deverá ser abordado durante o encontro dos diretores. No último dia de visita da comitiva brasileira, os dois países devem assinar um Memorando de Entendimento para ações de cooperação futuras.

Rose Azevedo (2978/13/74/DF)
Assessoria de Comunicação Social da Embrapa
Contato: (61) 448.4015
E-mail: rose.azevedo@embrapa.br

Nenhum comentário:

Arquivo do blog