A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

sexta-feira, julho 16, 2004

Governo do Rio esclarece produtores de banana sobre a praga sigatoka negra

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Pesca e Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro está esclarecendo dúvidas de produtores e comerciantes de banana sobre a sigatoka negra, a praga que ataca a cultura da banana e pode ocasionar a perda de toda a produção. Em todo o Estado, cerca de 30 mil pessoas vivem diretamente da atividade da banana e, desde a semana passada, os caminhões carregados vindos de São Paulo, onde foram detectados focos da doença, continuam proibidos de entrar no Estado. Nesta terça-feira houve palestra na unidade da Ceasa em Colubandê, em São Gonçalo, e nesta quarta-feira (14) será na Ceasa em Irajá.
O superintendente da Defesa Sanitária do Estado, Luiz Victor, explicou que a sigatoka negra não faz mal para a saúde, mas deixa a banana imprópria para a venda, já que o fruto não cresce. A doença é disseminada pelo vento, roupas e rodas dos caminhões. Segundo ele, a proibição aos carregamentos de São Paulo vai continuar até que o Ministério da Saúde classifique o estado de São Paulo livre da praga. Luiz Victor esclareceu que a proibição não está provocando a alta dos preços da banana no Rio, pois apenas 4,3% de toda a banana consumida no Rio vem de São Paulo. Além da colheita no Rio, a banana vem de Minas Gerais e do Espírito Santo.
Ainda segundo Luiz Victor, a Pesagro, empresa de pesquisas agropecuárias do Estado, já está desenvolvendo variedades da banana prata, a mais consumida no Estado, resistentes à sigatoka negra. Os resultados do estudo serão apresentados em seminário na Ceasa de Irajá no próximo dia 15. Estados como Mato Grosso, Pará, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia e Amazonas também sofrem com a praga, que mata a folha da bananeira, impedindo o crescimento da banana.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog