A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quinta-feira, novembro 20, 2014

OPERAÇÃO CURINGA: Polícia Federal faz prisões no Norte de Minas em operação para desbaratar quadrilha que fraudava o INSS




A Operação “Curinga”, deflagrada nesta terça-feira (18), pela Polícia Federal e Ministério Público Federal no Norte de Minas, identificou que aposentadorias rurais eram concedidas irregularmente mediante pagamentos para os facilitadores da fraude e com o objetivo de captação de votos. O grupo criminoso atuava em Espinosa, Monte Azul e Montes Claros. 

O delegado Thiago Amorim afirmou durante uma coletiva de imprensa que o esquema fraudulento foi detectado por meio de uma auditoria em benefícios concedidos a partir de 2009. As investigações começaram há cerca de oito meses. Inicialmente, 24 aposentadorias apresentaram irregularidades, o prejuízo estimado é de R$ 200 mil. Segundo o MPF e a PF, esses números devem aumentar.Ainda de acordo com a Polícia Federal, 39 mandados foram expedidos. Além de busca e apreensão e sequestro de bens, foram cumpridas ordens de condução coercitiva, que obriga os investigados a comparecerem na delegacia para prestarem esclarecimentos.

Das 19 pessoas que deveriam ser conduzidas, 17 já haviam sido levadas para a sede da PF até o final da manhã. Entre elas o vice-prefeito de Monte Azul, Antônio Teixeira (PT), os vereadores Geraldo Moreira (PT) e Marineide Freitas (PT), que também é presidente da Câmara, Antônio Fernandes, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais do município, e o secretário Milton Rodrigues e Ronaldo de Medeiros, funcionário do INSS em Espinosa. Em Montes Claros, apenas um advogado foi alvo de condução coercitiva.

O procurador do Ministério Público Federal, Marcelo Malheiros, explica que o Sindicato dos Produtores Rurais de Monte Azul teve um papel decisivo, já que cabia ao órgão a falsificação de documentos, como o registro de produtor rural, que está entre as exigências da Previdência Social para conceder a aposentadoria.

Apesar de a Operação Curinga ter foco em benefícios previdenciários, o MPF e a PF disseram que as provas colhidas provavelmente darão novos desdobramentos à investigação, já que o processo para conseguir os benefícios estava vinculado à garantia de apoio político para candidatos das eleições de 2014. Materiais de construção, canos, combustível e até dentaduras também eram fornecidos em troca de votos.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog