A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, março 13, 2014

ESCÂNDALO: Dilma indica técnico para Agricultura e deve concluir reforma nesta sexta

Secretário de Política Agrícola da pasta e recém filiado ao PMDB, Neri Geller deve tomar posse nesta sexta

12 de março de 2014 | 23h 02 - Tânia Monteiro e Vera Rosa - O Estado de S. Paulo
Brasília - Diante da rebelião liderada pelo PMDB, a presidente Dilma Rousseff decidiu indicar técnicos para os dois ministérios ocupados pelo partido na Esplanada. Para a Agricultura, Dilma escolheu Neri Geller, atual secretário de Política Agrícola da pasta e recém filiado ao PMDB.

A posse de Geller, amigo do senador Blairo Maggi (PR-MT), está prevista para esta sexta-feira, 14. Ele entrará na vaga de Antônio Andrade, que deve ser vice na chapa do petista Fernando Pimentel (PT) ao governo de Minas Gerais.

Geller e Andrade se reuniram na noite desta quinta com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto. Depois, os dois foram ao gabinete do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Embora não fosse a primeira opção da bancada do PMDB, Geller foi considerado "uma boa indicação" pelo líder do partido na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). "Tenho o aval do setor agrícola", afirmou o novo ministro.

"Os ânimos não ficarão mais acirrados. Se fosse indicado outro nome, talvez a bancada pudesse ficar contrariada", emendou Antônio Andrade.

Para o Ministério do Turismo, outra cadeira hoje ocupada pelo PMDB, o mais cotado é Ângelo Oswaldo de Araújo Santos, ex-prefeito de Ouro Preto e amigo de Pimentel. Atualmente, Santos preside o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Na tentativa de esvaziar a crise política no Congresso, Dilma pretende concluir a reforma ministerial nesta sexta. Apesar de o PMDB ter se recusado a indicar os nomes que ela queria, a reforma não foi feita à revelia do partido, tanto que o vice, Michel Temer, foi consultado.

Apadrinhado pelo governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), o atual ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, permanecerá no cargo. A pasta, que foi controlada pelo PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos -- pré-candidato à Presidência -- era cobiçada pelo PMDB.

O presidente da Petrobrás Biocombustível, Miguel Rossetto (PT), será confirmado hoje ministro do Desenvolvimento Agrário no lugar de Pepe Vargas. Vice-presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Gilberto Occhi irá para o Ministério das Cidades na vaga de Agnaldo Ribeiro (PP).

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog