A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, junho 24, 2004

Cresce crédito privado para agricultura

BankTrade Agrícola estima conceder US$ 150 milhões em empréstimos aos produtores rurais. O avanço da produção agrícola brasileira está estimulando a entrada no mercado de novas empresas de comercialização de commodities que também atuam como opção de fonte de investimento para os produtores rurais. É o caso da BankTrade Agrícola Importadora e Exportadora S.A., uma associação entre a Orbitrade S.A. e a Strong Castle - representante de fundos de investimentos norte-americanos e canadenses -, que com apenas seis meses de atividade no mercado prevê o financiamento de algo em torno de US$ 150 milhões em crédito para o setor agrícola.

Negócios no campo
"Nosso foco será o atendimento personalizado aos produtores rurais, além da flexibilidade e agilidade nos negócios no campo", afirma o executivo João Batista Cardoso, diretor vice-presidente do BankTrade Agrícola, que tem 30 anos de experiência no setor de comercialização de commodities agrícolas, à frente de importantes tradings e indústrias de esmagamento de soja no País, como a Richco, a Glencore, a Archer Daniels Midland (ADM) e a Multigrain.
O início das operações da BankTrade foi em dezembro de 2003 e o objetivo é a comercialização de produtos como soja, milho, trigo e fertilizantes no primeiro ano de atividades.
Posteriormente, a trading também entrará nos setores de algodão, açúcar e madeira, segundo prevê João Batista Cardoso. Mas o foco principal dos negócios será mesmo a soja, de onde o executivo prevê que 90% dos financiamentos serão canalizados. As operações da empresa serão voltadas tanto em exportação quanto de importação de produtos. As mercadorias deverão ser embarcadas por meio dos portos de Paranaguá (PR), Rio Grande (RS), Santos (SP) e Itaqui (MA), segundo prevê o executivo da BankTrade.
A iniciativa privada já ocupou espaço deixado pelo governo federal nos últimos anos em relação ao financiamento da agricultura, sobretudo as indústrias esmagadoras de soja e empresas de insumos em geral. Hoje as estimativas são de que o volume de recursos liberado ao campo atinjam algo em torno de US$ 10 bilhões a US$ 12 bilhões, segundo informa Cardoso.
Em relação ao mercado de soja, o diretor da BankTrade informa que o objetivo da empresa é evitar o confronto com as gigantes do setor - basicamente ADM, Bunge, Cargill e Louis Dreyfus -, que normalmente movimentam 70% da soja negociada no Brasil, e atuar nos 30% restantes. "Há espaço para todo mundo", diz. Para o executivo, o agronegócio cresceu muito no Brasil e existe carência e demanda por investimentos", diz.
O faturamento previsto da BankTrade neste ano é de US$ 210 milhões, levando-se em conta a experiência que os executivos têm no setor de commodities agrícolas, diz Cardoso. Para 1995 a estimativa inicial é de que as vendas mais do que dupliquem e atinjam algo em torno de US$ 500 milhões.
"Queremos ser parceiros e estar do lado dos produtores desde a obtenção de crédito para o plantio até a comercialização adequada de sua produção", diz Cardoso. A meta da BankTrade é de nos próximos cinco anos atingir participação de 10% nas exportações e importações brasileiras de commodities.
O financiamento para os produtores rurais terá como garantia as Cédulas de Produto Rural (CPR), título emitido pelos agricultores e que funciona como instrumento de crédito. "Em troca, recebemos parte da safra como pagamento e a exportamos para países da Europa, China e Oriente Médio e outros."
Além da comercialização de commodities um dos focos de atuação da trading será investir nos chamados gargalos do agronegócio em parceria com grandes empresas, segundo Cardoso.

Moagem de trigo
O executivo também investiu nos últimos anos em moagem de trigo, com a aquisição do Moinho Santo André. A empresa tem administração profissional, "já que os negócios são feitos com executivos contratados", mói 32 mil toneladas do grão por mês, e fatura US$ 120 milhões por ano.

Fonte: Gazeta Mercantil


Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog