A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

terça-feira, setembro 21, 2004

REFORÇADA A FISCALIZAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA NO MATO GROSSO DO SUL

Em razão do sucesso da “Operação Boiadeiro”, que implantou cinco postos de fiscalização sanitária na fronteira Brasil-Paraguai para aumentar a defesa agropecuária em Mato Grosso do Sul, o governo decidiu estender a fiscalização a toda a área da fronteira entre os dois países para assegurar o status de livre da febre aftosa. Até então, a fiscalização restringia-se a apenas cinco municípios da região considerados críticos na fronteira.
Segundo o delegado federal da Agricultura em Mato Grosso do Sul, José Antônio Roldão, a medida tem caráter preventivo. “Estamos exercitando o principio da prevenção e aumentando o número de postos de cinco para 15, o que deve abranger todos os municípios e cobrir toda a linha de fronteira entre o Mato Grosso do Sul e o Paraguai”, afirma.
A fiscalização da área já havia sido reforçada com a presença do Exército Brasileiro devido à descoberta, há cerca de um mês, de um caso de rinotraqueíte em território paraguaio. A doença é uma infecção no sistema respiratório dos animais, que tem sintomas semelhantes aos registrados em enfermidades vesiculares. Segundo Roldão, o trânsito de animais entre os dois países está proibido pelo Ministério da Agricultura. No entanto, está permitida a entrada da carne desossada no país. “O governo nunca pecará por omissão”, diz o delegado.
Mais Recursos - Preocupado em garantir a sanidade do rebanho no estado, que conta com 24,9 milhões de cabeças e responde por 48% das exportações totais de carne bovina brasileira, o ministro Roberto Rodrigues anunciou, durante a feira Expointer 2004, em Esteio (RS), a liberação de R$ 400 mil para as ações de controle sanitário executadas pelo Exército Brasileiro na fronteira com o Paraguai. Rodrigues adiantou ainda que haverá um aumento de recursos para defesa agropecuária em 2005. “Já temos a garantia de R$ 152 milhões no orçamento da União, mas podermos elevar ainda mais esses valores em parceria com o Congresso Nacional”.

Fonte: MAPA

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog