A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, julho 19, 2004

PESQUISAS COM BIOCOMBUSTÍVEL TERÃO US$ 600 MILHÕES

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, receberá nesta segunda-feira (19/07), às 15h30, em Brasília, a visita do diretor do Banco de Cooperação Internacional do Japão (JBIC), Koichi Yajima, para discutir um empréstimo de US$ 600 milhões destinado a desenvolver a pesquisa e a produção de combustíveis alternativos no Brasil.
Os recursos, metade do banco de investimentos do governo japonês e metade do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), também devem auxiliar a consolidação do Pólo Nacional de Biocombustível, com sede em Piracicaba (SP).
O diretor do JBIC vem ao Brasil para retomar as negociações iniciadas pelo ministro Rodrigues quando esteve no Japão, no fim de maio, para explicar as pesquisas com biocombustíveis a autoridades locais. Em setembro, uma comitiva composta por membros do JBIC e a direção da Organização para o Desenvolvimento de Novas Energias e Tecnologia Industrial (NEDO) visitarão o Pólo de Biocombustível para fechar os detalhes do empréstimo.
O desenvolvimento da produção de biodiesel será prioridade na aplicação dos recursos. O etanol, tecnologia já consolidada no país, terá uma parte dos investimentos. “Mas, além disso, é necessário discutir com o Japão a questão de preço e de logística de transporte e armazenagem do produto”, diz o ministro. Rodrigues lembra que o Japão autorizou, em março deste ano, a adição de até 3% de biocombustível à gasolina, o que pode representar uma demanda de 10 bilhões de litros de álcool por ano no mercado japonês. Para atendê-la, o Brasil precisaria aumentar em pelo menos 2 milhões de hectares a área de plantio de cana-de-açúcar.

Convênio
Nos próximos dias, o Ministério da Agricultura deve assinar um convênio com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), para destinar R$ 150 mil ao pólo de biocombustíveis. A assinatura do documento, que seria realizada hoje (16/07) durante o Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia da Agroindústria Sucroalcooleira (Simtec), em Piracicaba, foi prejudicada pela greve dos servidores da universidade, o que impossibilitou a troca de alguns documentos entre os governos federal e estadual.

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog