A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, julho 19, 2004

Consumidores mostram-se cada vez mais preocupados em relação ao uso de antibióticos na produção animal

Pesquisas comprovam a preferência dos consumidores em consumir alimentos sem toxinas ou resíduos de antibióticos
Os consumidores estão mais exigentes em relação ao uso de antibióticos como promotores de crescimento na indústria de alimentos de origem animal (avicultura, por exemplo) e preocupados com as conseqüências que estes podem provocar à saúde humana, conforme aponta pesquisa patrocinada pelo Whole Foods Market (www.wholefoodsmarket.com), a maior rede varejista de alimentos naturais e orgânicos dos Estados Unidos.
A pesquisa foi realizada recentemente com 1.000 consumidores norte-americanos e apontou que 74% dos entrevistados se preocupam com a presença de resíduos de antibióticos deixados nos produtos finais; o trabalho norte-americano mostrou ainda que 59% das pessoas preferem evitar o uso desses produtos e consumir carne cuja criação seja livre de antibióticos.
A provável associação entre o uso de antibióticos na produção animal e a rápida disseminação de bactérias resistentes na população humana, bem como a proliferação dessas bactérias na cadeia produtiva dos alimentos tem recebido atenção especial da Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE) e o Codex Alimentarius. Por todo o planeta, surgem discussões à respeito dessa problemática e todas elas evidenciam a necessidade do estabelecimento de programas de controle, visando promover a redução e o uso adequado desses compostos nas produções animais destinadas ao consumo humano.
No entanto, a União Européia foi além e estabeleceu normas rigorosas de proibição no uso de alguns antibióticos utilizados na nutrição animal: avoparcina, bacitracina de zinco, esperamicina, virgiamicina, tilosina, monensina, salinomicina, avalamicina e flavofosfolipol. A UE proibirá a entrada de carne de frango que contenha estas substâncias até janeiro de 2006, provocando grandes perdas econômicas para os países exportadores de carne de frango que não se adequarem às exigências do mercado europeu. O volume de carne de frango brasileiro consumido pela UE, estimado entre os meses de janiro a maio de 2004, totalizou em 111.521.547 KG líquido.
Neste panorama, os produtores brasileiros já começam a se reestruturar e evoluir no manejo alimentar de suas produções, buscando garantir a qualidade dos alimentos e a segurança da população. Dentre as várias alternativas para a substituição de antibióticos promotores de crescimento, os extratos vegetais e seus componentes vêm ganhando cada vez mais espaço nas granjas e nas indústrias de alimentação animal (rações), sem comprometer o desempenho e os custos da atividade avícola. Visando atender esta demanda crescente, a Divisão Feed da Beraca Sabará Químicos e Ingredientes Ltda. apresenta ao mercado o Nutrafito, um extrato 100% natural, seguro, livre de resíduos, biologicamente correto, rico em polifenóis, fibras, açúcares e saponinas triterpenoidais que, através de sua ação no organismo das aves, melhora sua performance estando em total acordo com as exigências do segmento avícola de exportação do mercado europeu.
Nutrafito visa também aumentar o rendimento da carcaça e o percentual de peito , sendo um extrato vegetal natural em pó rico em fibras, que adicionado em rações, proporciona melhoria de performance dos animais, mantendo a integridade das vilosidades intestinais do animal.

Sobre a Beraca Sabará
Inicialmente conhecida por Sabará Indústria e Comércio Ltda., a Beraca Sabará – Químicos e Ingredientes Ltda. foi fundada em 16 de outubro de 1956 e com muito trabalho, perseverança e determinação de seus fundadores e colaboradores, iniciou a construção do que hoje é uma empresa com mais de 200 funcionários, atuante em todo o território nacional. Especializada em matérias primas da mais alta qualidade para empresas públicas e privadas, a Beraca Sabará é composta por quatro divisões: Sanitizantes, Cosméticos, Alimentos e Nutrição Animal. É uma empresa genuinamente brasileira e, há mais de 47 anos, comprometida com o sucesso de seus clientes.

XCLUSIVE PRESS
Coordenação : Gualberto Vita
Atendimento: Iara Soriano
Tel.: (15) 3262-4142
Jornalista Responsável: O.P.Gessulli (Mtb 32.517)

Nenhum comentário:

Arquivo do blog