A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quinta-feira, outubro 09, 2014

PT inicia guerra suja na internet incitando ódio racial



Assessoria jurídica de Aécio investiga supostos perfis falsos que atacam negros e pobres na internet
Guerra de ataques começou na noite de domingo visando o segundo turno da campanha eleitoral

A coordenação jurídica da campanha do candidato do PSDB, Aécio Neves, está analisando perfis do Facebook e Twitter , para averiguar se são fakes ou apócrifos perfis que se fazem passar por eleitores tucanos para ofender negros, pobres e nordestinos. A presidente Dilma Rousseff foi majoritariamente votada entre eleitores pobres, beneficiários de programas sociais, moradores das regiões Norte, Nordeste ou dos cinturões pobres dos grandes colégios eleitorais.

Umas das estratégias já explicitada do marketing dilmistas, nas redes sociais, é investir na batalha de pobres X ricos nesse segundo turno. Na guerra de ataques que começou já na noite de domingo, há apoiadores da presidente Dilma Rousseff, inclusive que assinaram o manifesto de artistas, divulgando também, nas redes sociais, que Aécio irá nomear o ex-governador Sérgio Cabral para presidir a Petrobras.

Um dos perfis supostamente fake que já está sendo analisado pela equipe jurídica e de internet da campanha tucana, é de Alexandra Santos. Num dos posts o perfil diz:

"É isso aí, pobres e negros que votem no PT, agora com Marina fora do jogo não necessitamos de votos dos miseráveis, queremos votos de pessoas de qualidade. Negros e favelados que se...".


Fonte: O Globo




Vejam e leiam o que está acima. À direita, Alexandra Santos defende o PT. À esquerda, um dia depois da eleição, ela se transforma em eleitora tucana e passa a ofender os pobres e negros, como se fosse uma eleitora de Aécio. Alexandra é um perfil falso. Existem milhares a serviço do PT na internet. São eles que publicam as piores calúnias contra Aécio Neves, especialmente sobre drogas, sobre bebidas, sobre desvios de dinheiro público. Estes perfis fazem parte do Núcleo dos MAVs, Militantes em Ambientes Virtuais, mantidos pelo Franklin do PT. O mesmo Franklin que quer o controle da mídia para que os seus assassinos de reputações possam dominar a opinião pública. Denuncie estes mensaleiros virtuais. Com a vitória de Aécio, eles vão ter que fazer a única coisa que nunca fizeram: trabalhar honestamente. Ou apodrecer na cadeia ao lado do Zé Dirceu.


"Não custa ao leitor perceber a rede petista: ontem mesmo, já circulavam pelas redes uma penca de exemplos de eleitores tucanos preconceituosos. Todos apócrifos. A máquina de difamação já começou a operar. É uma pena, talvez. Existem outras formas de usar as redes para fazer política. Para reunir, discutir, promover ideias. Debater com adversários. Mobilizar grupos para a campanha. Envolver. Ou, talvez, isso seja só romantismo." ( Pedro Dória, colunista de O Globo)



Nenhum comentário:

Arquivo do blog