A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

sexta-feira, setembro 17, 2004

Embrapa disponibiliza novas tabelas de funcigidas para controle de doenças da soja

A Embrapa Soja, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), está disponibilizando na sua página na internet (www.cnpso.embrapa.br/alerta) as novas tabelas de fungicidas para controle de doenças da cultura da soja, aprovadas na XXVI Reunião de Pesquisa de Soja da Região Central do Brasil, em Ribeirão Preto, SP. A novidade dessas tabelas é que os produtos foram agrupados por eficiência, o que deve auxiliar a tomada de decisão, principalmente, para o controle da ferrugem asiática, doença que provocou perdas de 4,5 milhões de toneladas de soja, na safra passada.
“Embora os produtos tenham sido agrupados por eficiência, através da análise conjunta dos resultados em diferentes locais, é importante salientar que eles podem ter eficiência semelhante no campo em uma baixa pressão da doença. Essa diferença na eficiência dos produtos é mais fácil de ser observada em situações onde a doença é mais agressiva”, explica a pesquisadora da Embrapa Soja, Cláudia Godoy.
A pesquisadora coordenou, na safra passada, a rede de ensaios composta por 18 instituições de pesquisa, universidades e fundações que avaliou os produtos registrados no MAPA para controle das doenças da soja. A rede discriminou o grau de eficiência de 14 fungicidas registrados no MAPA para controle da ferrugem e oídio. “A cada safra haverá a inclusão na rede de testes de novos produtos que obtiverem registro no MAPA”, diz.
De acordo com Godoy, para ferrugem, a segmentação dos produtos em três grupos não implica em flexibilidade na sua aplicação para o controle das doenças. Os produtos devem ser utilizados, quando observados os sintomas iniciais ou preventivamente, considerando a presença da ferrugem na região, o estágio de desenvolvimento da cultura e as condições climáticas. “O atraso na aplicação, após constatados os sintomas iniciais, acarreta em redução de produtividade”, alerta Godoy.
Para consultar as três tabelas de fungicidas registrados para o controle do oídio, das doenças de final de ciclo e da ferrugem da soja, basta acessar o endereço (www.cnpso.embrapa.br/alerta). Além de estar disponível na internet, os resultados obtidos pela rede de ensaios estarão disponíveis na publicação “Tecnologias de Produção de Soja
Região Central do Brasil – 2005”, editada pela Embrapa Soja com todas as indicações técnicas para a cultura da soja.

Jornalista: Lebna Landgraf (MTb 2903)
Embrapa Soja
Telefone: (43) 3371-6061

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog