A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, dezembro 01, 2014

ALUIZIO AMORIM: UM VÍDEO PARA ENTENDER COMO ALGUNS BRASILEIROS SE TORNARAM IDIOTAS QUE CAVAM A SEPULTURA DA DEMOCRACIA E DA LIBERDADE





Yuri Bezmenov(*), era um funcionário do alto escalão da KGB a agência de espionagem da ex-URSS. Cumpria missão na Índia, quando resolveu desertar para o Ocidente. Este vídeo é a gravação completa e legendada em português de entrevista que concedeu à TV americana em 1984.

Lembrem-se que cinco anos depois, em 1989, tinha fim a denominada guerra fria. A URSS passara por um período de reformas que resultou no seu esfadelamento. As ex-repúblicas soviéticas voltaram a ser países independentes. O famigerado Muro de Berlim foi derrubado e a ex-Alemanha Oriental desapareceu ao incorporar-se à então denominada Alemanha Ocidental.

Esses eventos históricos induziram as pessoas a acreditar que o comunismo havia acabado para sempre. Mas como já escrevi inúmeras vezes aqui neste blog o Muro de Berlim desabava enquanto um muro ideológico já havia sido erguido para levar as pessoas a crerem que realmente o comunismo havia sido sepultado. Sim, porque esse muro ideológico nasceu com a contra-cultura, do final dos anos 60 do século passado. E, por ironia do destino, foram os próprios cidadãos do mundo livre ocidental os “operários” que ergueram a muralha ideológica que no século XXI permite que, sem disparar um só tiro, o movimento comunista internacional lance suas garras sobre civilização ocidental com a finalidade de destruí-la .

O Brasil e a América Latina inteira já vivem um estágio avançado do denominado “socialisdmo do século XXI”, também conhecido como “bolivarianismo”. 

As razões que levaram Yuri Bezmenov a desertar da ex-URSS, na verdade não foram extintas. O movimento comunista internacional mudou apenas a estratégia de ação de forma a tornar imperceptível para a maioria esmagadora dos ocidentais o processo de degradação ética, moral e política da civilização ocidental. 

Ao longo da entrevista se vê que não são apenas os militantes de partidos esquerdistas que promovem a agitação cultural por meio da grande mídia e da área educacional e até mesmo religiosa. Mas hoje, como há décadas, grandes empresários capitalistas são fiadores dessa insana caminhada que conduz ao fim das liberdades civis, sobretudo a sagrada liberdade individual. Reparem que a liberdade individual é a sede de todas as liberdades! Quando o Estado expropria a liberdade individual tem-se uma ditadura pura e simples!, sim, porque cada indivíduo constitui uma espécie de molécula que dá forma e consistência para a 'matéria' liberdade!

E os exemplos estão todos os dias no noticiário político e econômico aqui mesmo no Brasil. Vejam por exemplo que o banqueiro do Bradesco, Joaquim Levy, aceitou o convite da turma do PT para ser ministro da Fazenda da Dilma. O chefe de Levy, o presidente do Bradesco, Luiz Trabuco, foi ter diretamente com a Dilma para ajustar a ida de seu subordinado para o governo comunista do PT. 

A história se repete. Nessa entrevista Yuri faz apelo dramaticamente para os empresários, banqueiros e homens de negócio para não ajudarem a ditadura comunista soviética que na época estava reinando absoluta. Pede encarecidamente para que estadistas ocidentais não tratem o então governo da URSS como governo, mas como uma quadrilha de assassinos!

Mas se o prezado leitor ver este vídeo irá reparar que esse comportamento suicida de empresários e políticos continua igual ou pior que no tempo da guerra fria. Aliás, o candidato oposicionista Aécio Neves, durante a campanha eleitoral recente, elogiou o governo de Lula, por ter mantido a economia estável! Pior: tratou o PT como um partido político normal! E, para concluir, Aécio Neves telefonou para Dilma cumprimentando-a pela vitória, logo que a Smartmatic deu por finalizada a “apuração” dos votos.

Peço encarecidamente que vejam com atenção vídeo acima. Como cidadão brasileiro e, mais ainda, como advogado e jornalista profissional, tenho a consciência absolutamente tranquila. Estou cumprindo com o meu dever na defesa intransigente do Estado de Direito Democrático e, sobretudo, da liberdade! E o faço fazendo o jornalismo verdadeiro que é difundir “informação” e não a “desinformação”. E a informação verdadeira, lamentavelmente, não está mais disponível nos veículos da grande mídia, todos eles se transformaram em veículos de desinformação a serviço do golpe comunista levado a efeito no Brasil pelo PT e seus sequazes. Como podem notar, um golpe de Estado diferente, dissimulado e aplicado por etapas.

Nego-me a ficar comentando e/ou analisando o “novo ministério da Dilma”. Isso é coisa para os psicopatas da Folha de S. Paulo, Estadão e Rede Globo, todos eles prostitutas ideológicas. Segundo explica detalhadamente Yuri Bezmenov, concretizado o golpe comunista esses idiotas úteis serão os primeiros a serem eliminados pelo regime!

(*) Yuri Alexandrovich Bezmenov nasceu em Mitischi, União Soviéticaem 1939 e faleceu em Windsor, Canadá, 1993, onde viveu depois que desertou, segundo sua biografia disponível na Wikipedia.

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog