A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quarta-feira, março 19, 2014

ORLANDO TAMBOSI: Projeto de Aécio Neves incentiva bolsista a trabalhar

Do Blog do Orlando Tambosi

De fato, é necessário romper esse círculo vicioso: ninguém deve transformar a bolsa em salário permanente:

O senador Aécio Neves defendeu, nesta quarta-feira (19/03), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, a aprovação de projeto de lei de sua autoria que estende por seis meses continuados o pagamento do benefício do Bolsa Família ao trabalhador que (re) ingressasse no mercado de trabalho.

Pela proposta, no ato do recadastramento, a família que tiver ultrapassado o valor da renda para permanecer no programa, pode continuar por mais seis meses, até se fixar no emprego. A família ganha tempo para conseguir a estabilidade no emprego, sem medo de perder nem o trabalho e nem o benefício. 
A proposta tem objetivo de criar maior garantia para chefes de família que tenham novas oportunidades para aumentar a renda familiar, mas temem o risco de perda imediata do benefício.

“Um dos problemas que constatamos é que pais de família, mesmo com uma oferta de trabalho, têm receio de amanhã eventualmente serem demitidos e terem que voltar ao programa e não conseguirem rapidamente sua reinserção. Estamos garantindo que mesmo com carteira assinada, durante seis meses, essas pessoas que conseguirem emprego melhor possam continuar recebendo. É um estímulo para que elas possam se reinserir no mercado de trabalho”, explica o senador Aécio Neves.
 

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog