A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

segunda-feira, setembro 20, 2004

Senadora Heloísa Helena critica interesse do governo na MP da soja

A senadora Heloisa Helena (P-SOL-AL) disse (17/09) que a aprovação da nova Lei de Biossegurança pelo Congresso Nacional tem apenas um objetivo para o governo: garantir a plena utilização dos produtos transgênicos no país, com destaque para a soja. Para ela, ao incluir a utilização de células-tronco para fins terapêuticos no projeto, o governo "demonstrou que está tentando ludibriar a opinião pública".
Heloísa Helena considera que a biossegurança é um tema altamente complexo e que, portanto, deve merecer um amplo debate. Por isso, acha que o projeto não pode ser aprovado "a toque de caixa", como deseja o governo.
A senadora chegou a defender a separação dos assuntos, ou seja, a aprovação de um projeto específico para organismos geneticamente modificados (produtos transgênicos) e outro para células-tronco, tema que poderia integrar, conforme propôs, um projeto relacionado exclusivamente à reprodução assistida.
O senador Paulo Paim (PT-RS), em aparte, concordou com a opinião de Heloísa de que o projeto da biossegurança é complexo e "não deve ser votado da noite para o dia".

Fonte: JB Online

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog