A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, novembro 07, 2014

RODRIGO CONSTANTINO: Jô Soares descarta risco de bolivarianismo no Brasil: não deveria!






O entrevistador Jô Soares, debatendo com as “meninas do Jô” sobre política e eleição, rechaçou totalmente qualquer possibilidade de o Brasil virar uma Venezuela ou seguir na rota bolivariana, chamando de “absurda” tal visão, por ignorar a dimensão de nosso país (tal dimensão, porém, não nos impediu de cair no regime militar).

Ainda elogiou Evo Morales, alegando que deve ser duro para a elite branca local aceitar um índio no poder fazendo um bom governo. Há controvérsias se é um bom governo, e é impossível ignorar seu autoritarismo, que jamais deveria ser negligenciado só por suas origens.

Por fim, não viu nada demais na parceria entre Venezuela e MST, e disse que o Brasil está se socializando, mas pelas vias democráticas. Seria o caso de perguntar: não foi exatamente isso que aconteceu na Venezuela? Chávez não usou a democracia para destruí-la de dentro? Vejam:


Em outra ocasião, Jô chegou a elogiar Fidel Castro. O pior é que foi durante uma entrevista com o renomado jurista Ives Gandra Martins, que explicava justamente como o PT, com o PNDH-3, tem um plano claramente bolivariano. Pelo visto, Jô não absorveu bem a mensagem de seu entrevistado:





Curiosamente, a própria presidente Dilma, em entrevista para jornalistas ontem, também recusou a ideia de que seu governo tenha qualquer semelhança com o bolivarianismo:


É uma vergonha tratar os dois países (Brasil e Venezuela) como iguais. É uma excrescência, porque não tem similaridade. Essa história de bolivarianismo está eivada de camadas de preconceito contra o meu governo. Geralmente, o uso ideológico de certas categorias distorce toda a compreensão da realidade. E se tem uma que é usada indevidamente chama-se bolivarianismo. O mais estarrecedor é que eu cheguei à conclusão que o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Conselhão), integrado pelo PIB brasileiro é bolivariano. Porque acusaram o governo de estar fazendo bolivarianismo com a questão da participação social. A maioria dos órgãos de participação monta desde 1935, a grande criação do governo Lula é o Conselhão, daí porque falei: “Bom, então se não é ao passado mais remoto (que se referem). Então somos nós. Nós criamos o quê?”


Não tem nada a ver com preconceito, e sim com observar os fatos e a própria declaração da alta cúpula do PT, inclusive do ex-presidente Lula, que já disse em várias ocasiões que admira o modelo venezuelano e gostaria de nos levar na mesma direção. Ninguém diz que o Brasil já é uma Venezuela, e sim que corre o risco de virar uma, se não impedirmos o avanço do chavismo, que o PT claramente deseja. O controle da imprensa é o passo mais importante nesse sentido, assim como aparelhar de vez o STF.


Jô Soares não precisa acreditar em mim. Basta ver a mensagem que o próprio Lula enviou aos venezuelanos, elogiando Nicolás Maduro:


Ou, se preferir, pode ver a mensagem que Maduro, por sua vez, proclamou ao saber da vitória de Dilma e de sua importância para o projeto revolucionário da esquerda latino-americana:



Como fica claro, absurdo é ignorar completamente o que a própria turma no poder diz. Claro que o Brasil, por vários motivos, oferece maiores obstáculos aos anseios bolivarianos do PT. Mas negar a intenção e desconsiderar o risco são atitudes equivocadas, quiçá irresponsáveis.


A menos que o apresentador não se importe de o Brasil caminhar nessa direção de “socialismo democrático”, que de democrático mesmo não tem nada além do nome. Nem mais as aparências consegue preservar nos casos mais avançados de chavismo.


Se Jô ainda assim não estiver convencido, aceito de bom grado ser convidado para seu programa, para apresentar outros argumentos e outras evidências, ao vivo, olho no olho. Tenho certeza de que Jô, em busca da verdade, não se negará a isso, pois teremos a oportunidade de trocar informações e opiniões, para ver qual lado está com a razão. É só dizer a hora e o local que estarei lá…


Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog