A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

sexta-feira, novembro 07, 2014

Ossami Sakamori: Dilma, Obama não te quer!





Dilma mentiu, mais uma vez. Obama não ligou à presidente Dilma cumprimentando pela reeleição após o conhecimento do resultado das eleições no dia 26 de outubro. O porta voz do Palácio do Planalto informara à imprensa no dia da vitória, de que o presidente Obama teria telefonado para cumprimentar pela reeleição da Dilma.


Ontem, dia 6 de novembro, a White House, emitiu duas notas. A primeira nota se refere ao cumprimento do Barack Obama, presidente dos EEUU, cumprimentando a presidente Dilma pela reeleição e confirmando a relação de amizade entre os dois países. Digamos uma nota protocolar, com as palavras de praxe. Portanto, é mentira que a Dilma teria recebido telefonema do Obama no dia 26 de outubro.


Também, ontem, o Palácio do Planalto informou à imprensa e também a White House confirmou o telefonema dada pelo vice-presidente dos EEUU, Joe Biden, cumprimentando pela reeleição da Dilma, reafirmando a relação de amizade entre dois países e em nome do presidente Obama reiterando o convite formulado pelo mesmo a uma visita oficial àquele país.


Dois fatos a mim chamou atenção. 


O primeiro fato é que a Dilma mentiu ou a secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto mentiu sobre o fato de Barck Obama ter ligado no dia 26 de outubro para a presidente Dilma cumprimentando pela reeleição. Pelas duas notas, a do presidente Obama e do vice-presidente Joe Biden, desmentem a afirmação do Palácio da Alvorda, à noite do dia 26 de outubro. Dilma mentiu.


O segundo fato é que o presidente dos EEUU, Barack Obama, só se lembrou de emitir uma "nota oficial" cumprimentando pela reeleição da Dilma, 10 dias após o conhecimento do resultado do pleito. Quanto ao telefonema, o presidente Obama, mandou o seu vice, Joe Biden, telefonar, somente ontem, dia 6 de novembro. 


Na diplomacia, isto significa muito. Os EEUU deu o "troco" ao "cancelamento" unilateral de uma visita da Dilma na condição de chefe do Estado àquele país, no ano passado, alegando o motivo de espionagem revelado pelo segundo escalão de uma empresa terceirizada do Serviço Nacional de Segurança daquele país. 


Apesar de problema de espionagem ter sido grave, não era o motivo suficiente para cancelamento de uma visita de chefe de Estado, programado com muita antecedência. Angela Merkel espionada também, não teria cancelado a visita, se fosse ela. A situação é mais ou menos a noiva dar o "bolo" ao noivo deixando à esperar no altar da igreja. 


Se a Dilma é suficientemente inteligente, aceitar o convite formulado pelo Obama, via seu vice Joe Biden, seria admitir a sua completa ignorância da "linguagem" da diplomacia. Como os patetas do Itamaraty tem mente estreita, também, é capaz de aceitar o re-convite transmitido através de recado mandado dar pelo seu vice. É como Dilma mandar Michel Temer, convidar algum chefe do Estado para visita oficial ao Brasil. 


Como a Dilma tem um certo grau de déficit na inteligência, é possível que ela interprete o recado do Joe Biden como trunfo o cumprimento tardio do Obama e do telefonema tardio do seu vice Joe Biden, creditando como "prestígio" pessoal. Com este gesto, o Obama fez clara demonstração do seu desapreço pela presidente Dilma e sua política externa. Lembrando que em diversos episódios mais recentes, o Itamaraty se posicionou contra os interesses dos EEUU. 


Dilma, Obama não te quer!


Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog