A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

terça-feira, outubro 21, 2014

RODRIGO CONSTANTINO: O voto oculto - tucanos precisam sair da toca e defender seu candidato


Aécio Neves em Copacabana, acompanhado por milhares de patriotas cansados do PT

A militância petista sempre foi forte nas ruas. Afinal, eles contam com verbas públicas, são pagos para fazer barulho, e há ainda uma turma ideológica que defende a esquerda radical por alienação. Os tucanos são mais dispersos, mais independentes, e também trabalham mais para se sustentar e àqueles militantes petistas, que vivem do dinheiro dos nossos impostos.

Some-se a isso a patrulha e a intimidação que a esquerda faz contra aqueles que “ousam” ir contra o PT e temos um quadro de aparente domínio petista nos locais públicos. Merval Pereira falou disso em sua coluna de hoje, lembrando que o “voto oculto” costuma ser um fator importante nas eleições:

Mesmo que já não seja mais aquela militância aguerrida de outros tempos, a do PT tem mais história que a do PSDB, cujos eleitores serão testados nesses últimos dias de campanha. Há uma tese de que parte dos eleitores tucanos não revela seu voto nem nas pesquisas, para não sofrer pressão, e esse “voto oculto” poderia fazer a diferença na hora decisiva.

Nunca houve tanta chance de derrotar o PT quanto agora, mas a resiliência da candidatura de Dilma Rousseff, que não é a mais carismática das candidatas nem a mais amada entre seus próprios pares, mostra que ainda existe um forte sentimento petista no eleitorado, que mistura os ideológicos com os beneficiários dos programas sociais temerosos de perder as vantagens, e uma classe média que não quer arriscar o que já ganhou, os dois últimos grupos influenciados pela propaganda negativa desencadeada pela campanha petista.

Caberá à campanha de Aécio Neves tentar convencer os eleitores de que essa propaganda de boatos e ameaças do PT não corresponde à realidade, além de não deixar seus eleitores desanimarem na reta final. A propaganda petista teve sucesso em dois pontos cruciais até o momento: conseguiu reduzir a rejeição à presidente Dilma, melhorando a aceitação de seu governo, e aumentar a rejeição a seu adversário, embora isso tenha sido alcançado através da mistificação e da boataria.

E não é hora de desanimar mesmo! Afinal, o lado de lá continua cada vez mais abusado, mentiroso, raivoso e autoritário. Se Dilma vencer após mensalão, petrolão e tudo mais, o PT se sentirá invencível e nossa democracia correrá sérios riscos. Poderemos seguir o trágico destino da Argentina e da Venezuela.

Vejam o que Lula disse, retomando sua agressividade com a imprensa, o discuso de “nós contra eles”, e voltando a insinuar que Aécio agride mulheres, colocando ainda a grosseira e autoritária Dilma como uma pobre vítima:

Daqui para frente é a Miriam Leitão falando mal da Dilma na televisão, e a gente falando bem dela (Dilma) na periferia. É o (William) Bonner falando mal dela no “Jornal Nacional”, e a gente falando bem dela em casa. Agora somos nós contra eles. [...] Esse rapaz (Aécio) não teve educação de berço para respeitar as mulheres. E, sobretudo, uma presidente, mãe e avó. Esse cidadão agrediu, com seu cinismo, tentando deixar Dilma temerosa.

Quando Lula diz que alguém não teve educação de berço e joga a culpa dos escândalos de corrupção para a imprensa, apenas a mensageira da podridão produzida pelo seu partido, é porque sabemos que eles estão desesperados mesmo, apelando.

Portanto, estão longe de ter essa segurança que simulam após a pesquisa do DataFolha, até porque sabem que os institutos erraram feio no primeiro turno, e sempre colocando o tucano para baixo. A disputa será decidida voto a voto, no photochart.

É fundamental que todos aqueles cansados da roubalheira, da incompetência, da inflação, do autoritarismo do atual governo entendam isso. É preciso todo esforço nessa reta final. Convencer quem pretende se abster ou ainda está indeciso. Mostrar como essa eleição pode ser decisiva para nosso futuro.

Nunca houve tanta chance de derrotar o PT quanto agora, como escreveu Merval. E derrotar o PT é salvar nossa democracia, impedir que o Brasil se torne a próxima Venezuela. O voto oculto poderá ser importante na decisão. Mas é mais importante ainda os tucanos e antipetistas em geral saírem da toca e defenderem seu candidato com afinco, pois a militância raivosa está com tudo do lado petista.

Rodrigo Constantino

Nenhum comentário:

Arquivo do blog