A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quinta-feira, setembro 23, 2004

Governo e empresários debatem agronegócio Brasil-China

Organizado pela Câmara Brasil-China, o evento reunirá representantes do governo e empresários das principais entidades do setor
Em cinco anos, o Brasil dobrou a exportação de grãos em escala mundial e multiplicou por seis as vendas para a China, que aumentaram de 944 mil toneladas em 1998 para 6,1 milhões em 2003. Já as exportações de alimentos industrializados para China cresceram 111% de 2002 para 2003, passando US$ 143 milhões para US$ 302 milhões. As vendas de óleo de soja bruto tiveram um incremento de 118%, saltando de US$ 117,4 milhões para US$ 256,4 milhões.
Outro produto de forte crescimento no comércio com a China foi o suco de laranja congelado, cujas exportações subiram de US$ 7,3 milhões para US$ 18,1 milhões, uma expansão de 147,6%. Especialistas dos dois países apostam que esses números podem crescer, mas identificam obstáculos que devem ser superados para que isso aconteça.
Para debater o que o Brasil está vendendo e o que pode vender à China, os setores-chaves e as perspectivas do comércio entre os dois países, a Câmara Brasil-China de Desenvolvimento Econômico (CBCDE) realiza no próximo dia 29 (quarta-feira), 8h45 às 12h30, no Hotel Sofitel, em São Paulo, o seminário Agronegócio: destino China.
Clayton Campanhola, diretor-presidente da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), fará a abertura do evento, representando o ministro Roberto Rodrigues, que por força de compromissos em Brasília cancelou sua participação.
Entre os palestrantes estão: Antonio Jorge Camardelli, diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec); Eduardo Pereira de Carvalho, presidente da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Única); João Luiz do Amaral, presidente da Soares & Amaral, membro do conselho de logística da Associação Nacional de Transportes de Carga e Logística (NTC); José Francisco Pereira, presidente da Associação Brasileira de Cafés Especiais (ABCE); Osmar Elias Zogbi, presidente da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa); Antonio Álvaro Duarte, vice-coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA); Cristiano Walter Simon, presidente executivo da Associação Nacional de Defesa Vegetal (ANDEF); e Victor Nehmi Filho, sócio-consultor FNP Consultoria.
Este seminário faz parte do Fórum Brasil-China de Negócios, um calendário de encontros sobre os principais setores da economia no que se refere às relações Brasil-China. Os próximos serão sobre Turismo, Logística, Legislação e Investimentos.

Programação
8h00 às 8h45 Credenciamento

8h45 às 9h00 Abertura, Paul Liu, presidente executivo da CBCDE

9h00 às 9h30 Clayton Campanhola, presidente da Embrapa

Painel I
9h30 às 11h00
Agronegócio: China como destino
O que o Brasil está vendendo e o que pode vender
Moderador: Celso Teixeira, jornalista da TV Record
Debatedores convidados:
Antonio Jorge Camardelli, diretor executivo da Abiec Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne
Eduardo Pereira de Carvalho, presidente da Unica - União da Agroindústria Canavieira de São Paulo
João Luiz do Amaral, presidente da Soares & Amaral, membro do conselho de logística da Associação Nacional de Transportes de Carga e Logística (NTC)
José Francisco Pereira, presidente da Associação Brasileira de Cafés Especiais
Osmar Elias Zogbi, presidente da Bracelpa - Associação Brasileira de Celulose e Papel

11h às 11h30 Intervalo

Painel II
11h30 às 12h30
Pesquisa e tecnologia
Moderador: Celso Teixeira, jornalista da TV Record
Debatedores convidados:
Antonio Álvaro Duarte, vice-coordenador da APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios
Clayton Campanhola, presidente da Embrapa
Cristiano Walter Simon, presidente executivo da ANDEF - Associação Nacional de Defesa Vegetal
Victor Nehmi Filho, sócio-consultor FNP Consultoria

Inscrições: (11) 3819-3000, com Isabella Mello

Local:
Hotel Sofitel São Paulo
Av. Sena Madureira, 1355
Ibirapuera - São Paulo - SP
Tel.: (11) 5087 0864


CBCDE

A missão da Câmara Brasil-China de Desenvolvimento Econômico (CBCDE) é estimular o intercâmbio entre o Brasil e a China, proporcionando aos empresários brasileiros e chineses interessados em investir o apoio necessário para o desenvolvimento de suas pesquisas e de seus projetos.


Comunicação CBCDE
Daniel Castro e Cleide Gonçalves
11 3819-3000

Nenhum comentário:

Arquivo do blog