A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

terça-feira, dezembro 09, 2014

ALERTA TOTAL: Lava Jato vai investigar se empregados e laranjas de empreiteiras pagaram multas do Mensalão



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net


Usando recursos obtidos em superfaturamentos e comissões desviadas na contabilidade de obras públicas, empregados e laranjas de empreiteiras foram usados para pagar as multas milionárias no processo da famosa Ação Penal 470. O principal beneficiado foi José Dirceu de Oliveira e Silva. A mesma jogada favoreceu José Genoíno e Delúbio Soares - todos felizes por terem ganho o benefício de passar o natal em "prisão domiciliar" com a família. Eis a suspeita da elite de investigadores da Lava Jato.

Peritos contábeis a serviço da Lava Jato, analisando registros de pagamentos feitos por empreiteiras, apuram, também, como o esquema estaria remunerando, por debaixo dos panos, um ilustre reeducando que até agora amarga cadeia, em silêncio obsequioso: Marcos Valério Fernandes de Souza. A Lava Jato esparge merda no Mensalão - aquele caso que, diante dos novos escândalos, merecia julgamento em tribunais de pequenas causas.

Os indícios aumentaram com a revelação do contrato assinado entre a empreiteira Camargo Corrêa e o reeducando José Dirceu de Oliveira e Silva, assinado em 21 de fevereiro de 2010, para prestação de consultoria na “integração dos países da América do Sul” e análise de aspectos sociológicos e políticos do Brasil. Os comprovantes apreendidos pela Polícia Federal, que devem parar nos autos de processos da Lava Jato, mostram que a JD Assessoria recebeu R$ 886,5 mil. Marcado como sigiloso, o acordo previa o pagamento de R$ 75 mil por mês.

O nome de Dirceu aparece, por enquanto indiretamente, na Lava Jato. Dirceu foi o padrinho de Renato Duque na diretoria de Engenharia e Serviços da Petrobras. Pedro Barusco, gerente da área e braço-direito de Duque, em sua delação premiada, pode ter comprometido Dirceu. Paulo Roberto Costa, em sua "colaboração", revelou que a área de Duque comandava a arrecadação de 2% a 3% de propina na área de Serviços. Na de Abastecimento, comandada por Costa, a comissão era de 2%.

No mesmo endereço em que apreendeu o contrato com Dirceu, a Polícia Federal apreendeu contratos assinados entre a Camargo Corrêa e outras empresas de consultoria. Entre elas, estão a Treviso, de R$ 18 milhões, e a Piemonte, de R$ 6,1 milhões. As duas empresas pertencem a Júlio Gerin Camargo, outro delator premiado que contou ao Ministério Público Federal que vários contratos foram assinados apenas para justificar a saída de dinheiro dos consórcios que prestavam serviços à Petrobras. O dinheiro destinado aos políticos do PP eram depositados em contas controladas pelo doleiro Alberto Youssef, no Brasil, em Hong Kong e na China.

A Lava Jato se aproxima, perigosamente, do núcleo duro do poder petista...

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog