A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, março 21, 2005

Agilent Technologies Lança Novo Método para Detectar Inseticidas em Vegetais Comuns de Saladas

Agilent Technologies Inc. e os pesquisadores Drs. Imma Ferrer e E. Michael Thurman, do Grupo de Pesquisa de Resíduos da Universidade de Almería (Espanha), acabam de anunciar um método de análise de resíduos de inseticidas, principalmente em quatro vegetais comumente usados em saladas - tomates, pepinos, alface e pimentões. O novo método pode detectar três pesticidas comuns a níveis menores do que três partes por bilhão, inferior ao limite permitido pela União Européia (10 partes por bilhão, ou 0,010 miligramas de pesticida por quilograma de alimento).
As saladas são a dieta básica dos adeptos de uma alimentação saudável. Apesar de nutritivos, os vegetais usados em saladas têm apresentado crescente índice de inseticidas, os quais podem trazer problemas de saúde quando presentes acima de determinados limites. Por isso, as autoridades sanitárias de diversos países têm diminuído os limites aceitáveis de determinados inseticidas e banido o uso de outros.
Embora a técnica de Cromatografia em Fase Gasosa com detecção por Espectrometria de Massas (GC/MS) ainda seja o método mais popular para detectar essas substâncias, a Cromatografia Líquida acoplada a Espectrometria de Massas (LC/MS) tem se popularizado rapidamente para a análise de inseticidas. A técnica de LC/MS funciona bem para as novas famílias de inseticidas; esses produtos químicos são quase sempre polares e termicamente frágeis, não podendo ser analisados por GC/MS. Este grupo de novos inseticidas inclui os importantes pesticidas cloronicotinílicos, lançados pela Bayer nos anos 90, para aplicação em verduras e vegetais contra uma variedade de pragas.
Os Doutores Ferrer e Thurman desenvolveram um método para extrair e analisar três inseticidas da família dos cloronicotilínicos em verduras, utilizando um sistema LC/MS TOF, da série 1100 da Agilent. Para complementar a análise TOF, eles usaram um Espectrômetro de Massas tipo Ion Trap , série 1100 da Agilent, para confirmação estrutural dessas inseticidas. Os resultados do estudo mostraram que LC/MS TOF, complementado pelo MS Ion Trap, permite precisão e quantificação comparável aos resultados proporcionados por sistemas mais caros de instrumentação analítica, como os Espectrômetros de Triplo Quadrupolo, duas a cinco vezes mais caros.
Técnicos e empresas que precisem de mais informações sobre o assunto podem solicitar, sem custo, o manual "Determination of Chloronicotinyl Insectides in Salad Vegetables by LC/MSD TOF and LC/MSD Trap," publication 5989-1842EN, diretamente ao escritório da Agilent no Brasil, em São Paulo (11.4197-3953) , ou pelo e-mail chem_vendas@agilent.com, ou pelo website mundial da empresa, www.agilent.com/chem

Agilent Technologies
Agilent Technologies Inc. é líder mundial em comunicações, eletrônica, biociências e análises químicas. Os 28 mil funcionários da empresa atendem clientes de mais de 110 países. No ano fiscal de 2004, a Agilent apresenta receita líquida de US$7.2 bilhões. Informações gerais sobre a empresa podem ser obtidas também no website global, www.agilent.com

Glossário
Cromatografia em Fase Gasosa com detecção por Espectrometria de Massas (GC/MS)
Técnica analítica, em que um detector de massas é acoplado à saída de um Cromatógrafo de Fase Gasosa, para análise qualitativa e quantitativa de uma variedade de substâncias em quantidades muito pequenas. É uma das técnicas analíticas mais sensíveis disponíveis comercialmente. Para serem analisadas por estes métodos, as substâncias precisam ser vaporizadas por aquecimento, sem se decompor.

Cromatografia Líquida acoplada a Espectrometria de Massas (LC/MS)
Semelhante à técnica de GC/MS, onde o Cromatógrafo de Fase Gasosa é substituído por um Cromatógrafo em fase líquida; como o nome indica, a separação é feita em fase líquida, e não há aquecimento da amostra, o que permite a análise de substâncias que se decompõem com a temperatura (vitaminas, proteínas, alguns pesticidas).

Pesticidas cloronicotinílicos
Classe de pesticidas relativamente novos, criados na década de 90 para uso como inseticida. Usado no combate a afídeos, moscas e outros insetos que atacam produtos agrícolas. Sua ação tóxica é baseada no mesmo efeito da nicotina sobre o sistema nervoso dos insetos.

Detector de Massas tipo Ion Trap
Detector de massas em que os fragmentos iônicos são separados por um efeito de armadilha criado por um campo elétrico variável. Seu modo de funcionamento permite obter informações mais completas sobre a estrutura das substâncias analisadas, em comparação com os detectores de massas tipo quadrupolo, mais comumente utilizados.

Detector de Massas tipo Quadrupolo
Detector de massas em que os fragmentos iônicos são separados por filtro composto por quatro barras (polos) onde são aplicados um campo elétrico fixo e um variável. Os detectores tipo quadrupolo produzem resultados mais fáceis de interpretar, o que permite o uso de programas automáticos de identificação das substâncias analisadas, através de uma biblioteca de compostos-padrão, disponível comercialmente.


Juliana Campanhã Bottini
SPMJ Comunicações
(11) 3289-2699 r. 113

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog