A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, julho 17, 2017

UCHO INFO: “Dondoca” do socialismo tupiniquim, Gleisi denuncia o Brasil em encontro de comunistas na Nicarágua




Direto do UCHO INFO


Presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, ré por corrupção em ação penal que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e acusada por sete delatores da Operação Lava-Jato de ter recebido propina do esquema criminoso conhecido como Petrolão, a senadora Gleisi Helena Hoffmanndiscorreu, no domingo (16), sobre uma suposta “perseguição ao ex-presidente Lula” (condenado à nove anos e seis meses de prisão e réu em quatro outros processos por corrupção).

O destampatório da líder petista, que cresce quando ela está entre “camaradas”, teve lugar na abertura do 23º encontro do malfadado Foro de São Paulo, movimento que conspira para a implantação do comunismo na América Latina, que neste ano acontece na capital nicaraguense, Manágua, e vai até a próxima quarta-feira (19).

“Estamos frente à ofensiva de judicialização da política em todo o continente, e no Brasil a intenção é destruir o PT e impedir que o maior líder popular brasileiro, Lula, seja nosso candidato nas eleições presidenciais de 2018, pois sabem que a possibilidade de sua vitória é enorme”, disse Gleisi.

Ignorando que a “judicialização” nada mais é do que o Judiciário funcionando com se espera e enquadrando corruptos por conta de uma enxurrada de crimes, a esperançosa Gleisi Helena – a “Amante” nas planilhas de propina da Odebrecht –tentou passar otimismo no evento comunista: “O golpe parlamentar no Brasil e o revés eleitoral na Argentina começam a dar sinais de esgotamento”.

Diante de lideranças da esquerda latino-americana, Gleisi denunciou “a perseguição promovida contra o ex-presidente Lula, num momento em que o país precisa de um governo que promova a retomada do desenvolvimento social, a política externa altiva, e que consiga reverter as consequências do ajuste neoliberal imposto pela quadrilha golpista que se instalou no Planalto”.

Sem fazer qualquer menção à ousada quadrilha petista desbaratada pela Lava-Jato, a senadora paranaense omitiu em seu discurso que os “companheiros” saquearam bilhões de reais da Petrobras, sendo que parte do dinheiro acabou no bolso dela própria e do alarife Lula, que volta a abusar da “vitimização”.

“Estamos enfrentando uma nova fase do capitalismo neoliberal”, afirmou a presidente do PT. “Grupos econômicos pressionam e ampliam suas exigências por favorecimentos dos Estados Nacionais para ampliar seus lucros”, delirou Gleisi, que adota discurso contra o capitalismo por obrigação ideológica, não por convicção.

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog