A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quarta-feira, abril 22, 2015

Josias de Souza: Cúpula do PT receia ‘efeito Dirceu’ na Lava Jato






O alto comando do PT está convencido de que a força-tarefa da Operação Lava Jato estoca material para enroscar o ex-ministro petista José Dirceu nas investigações sobre corrupção na Petrobras. Em conversa com advogado que atua no caso, um cacique do petismo declarou que, embora já não tenha dúvidas quanto aos objetivos dos investigadores, o PT ainda não dispõe de uma estratégia para lidar com o que chamou de “efeito Dirceu.”

Afora o receio da decretação da prisão de Dirceu, o PT teme que PMDB e PSDB se juntem para aprovar requerimento convocando-o para depor na CPI da Petrobras —exatamente como foi feito com o coletor petista João Vaccari Neto, submetido a uma longa e constrangedora inquirição na Câmara dias antes de ser preso. Condenado no julgamento do mensalão, Dirceu encontra-se em prisão domiciliar.

Por ora, o grande problema do PT é o esgotamento da tática que adota a filosofia dos Mosqueteiros: “um por todos e todos por um''. Reunido na semana passada, o diretório nacional do partido divulgou uma resolução que carrega em seu miolo um trecho que expõe a falência desse modelo:

“Não faz parte da nossa história, da nossa tradição democrática, de nossa ética pública e de nossa prática na democracia brasileira a convivência e a conivência com a corrupção. Se algum dirigente ou filiado praticou corrupção não foi em nome dos petistas. E, se comprovadamente algum filiado incorreu em corrupção será expulso.”

No escândalo do mensalão a corrupção foi atestada pelo STF, a mais alta Corte do país. E nenhum dos integrantes da bancada da Papuda foi expulso da legenda. Deu-se o oposto. O companheiro Delúbio Soares, único legionário do mensalão que havia sido expurgado dos quadros da legenda, foi readmitido —uma evidência de que a manutenção dos segredos do PT cobra um alto custo à imagem do partido.

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog