A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, março 12, 2015



A Dinâmica Agropecuária – Dinapec, evento anual da Embrapa, foi oficialmente aberta na manhã de hoje na sede da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande, MS, com a participação de autoridades políticas, convidados, parceiros, produtores, estudantes e empregados da instituição.

As autoridades foram recepcionadas com um café da manhã pelo Diretor Executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa, Ladislau Martin Neto, nesta ocasião, representando o presidente da Embrapa, Maurício Antonio Lopes e pelo Chefe-Geral da Unidade, Cleber Oliveira Soares. Na oportunidade as lideranças conversaram sobre parcerias e novos projetos.

A mesa de honra da solenidade foi composta por várias personalidades dentre elas a do Secretário Agricultura do Estado de MS, Fernando Mendes Lamas, que veio representando o governador do Estado de MS; do Prefeito Municipal de Campo Grande, Gilmar Olarte; da reitora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Célia Maria da Silva Oliveira; do Superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado de Mato Grosso do Sul, Orlando Baez; do reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Fábio Edir dos Santos Costa, do Secretário da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso do Sul – Famasul, Ruy Fachini Filho e dos representantes da Embrapa.

Na abertura, o Chefe-Geral, Cleber Soares, enfatizou a importância e a colaboração dos parceiros na realização da Dinapec. Lembrou também da evolução do evento que ganhou dimensão nacional e agradeceu o apoio de todos pela oportunidade de mostrar para a sociedade as novas tecnologias para o segmento agropecuário. “A Dinapec se consolida em sua atuação quando tem como parceiros 14 unidades da Embrapa e 15 instituições formadas por empresas estratégicas do ramo tecnológico, universidades e segmentos da cadeia produtiva", declarou Cleber.

O prefeito de Campo Grande, não poupou elogios pela iniciativa dos dirigentes da Embrapa na realização da Dinapec, disse que é um ganho para a capital Sulmatogrossense ter na sua agenda um evento desse porte. O prefeito revelou também seu contentamento na parceria com a Agroescola, cujo contrato foi assinado nessa ocasião. “Vamos manter e ampliar os convênios” - afirmou o prefeito.

Outras lideranças presentes no evento opinaram de forma positiva a realização da Dinapec, quanto aos lançamentos e inaugurações feitos na ocasião. Ruy Fachini Filho, da Famasul declarou: “A agropecuária se desenvolveu com a Embrapa e nossa pecuária é a melhor do Brasil. A Dinapec evoluiu e faz diferença para o Estado e a Agroescola vai ser um diferencial para Mato Grosso do Sul”. Já Orlando Baez, superintendente do Ministério da Agricultura de MS, elogiou a forma competente dos dirigentes da Embrapa com que o trabalho tem sido realizado. “O Ministério da Agricultura tem 155 anos e a Embrapa 45 anos, depois da criação dela passamos para outro patamar”. O representante do governo do Estado de MS, Fernando Lamas, ressaltou quanto os conhecimentos gerados pela pesquisa da Embrapa alavancaram a pecuária, tanto em termos quantitativo quanto qualitativo. “Somos destaque em qualidade de carne e a quantidade não tem sido reduzida. Temos espaços para melhorar a produtividade e a produção. A Integração Agricultura e Pecuária não deixa dúvida de que podemos melhorar e a Dinapec é um ambiente favorável para ajudar o produtor a crescer e se desenvolver de forma sustentável”.

Lançamentos e inaugurações marcam a Dinapec 2015

Fez parte da abertura da Dinapec o lançamento de dois livros: “Nutrição de bovinos de corte - fundamentos e aplicações” e “Sistemas Agroflorestais, a agropecuária sustentável”. Além do lançamento de uma nova forrageira do gênero Panicum maximum a BRS Tamani; a assinatura de um convênio entre a Embrapa, a prefeitura de Campo Grande, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul – Fundect; a inauguração do Mangueiro EA-110, que é um curral automático, antiestresse desenvolvido pela Embrapa e parceiros para manejar o gado de forma a atender os conceitos de bem estar animal e sustentabilidade ambiental, e, a diplomação de 10 alunos da Agroescola (turma 2014) que receberam o título de especialista nível médio em pecuária de corte. Também fez parte da abertura da Dinapec o descerramento da placa que marca o início das obras de construção do Centro de Excelência em Educação Profissional e Assistência Técnica Rural em Bovinocultura de Corte, uma parceria entre a Embrapa e o Senar.

Os trabalhos foram encerrados com a fala do diretor executivo da Embrapa Ladislau Martin Neto que destacou a importância da realização do evento para o desenvolvimento agropecuário: “A Dinapec é um exemplo para a Embrapa. É uma síntese de tudo que a empresa está procurando realizar de forma mais ampla”. Ele falou de futuro da pesquisa, de competitividade do agronegócio e de prioridades em áreas estratégicas citando entre elas fontes alternativas de energia, segurança alimentar e uso sustentável dos recursos naturais.

São esperados mais de dois mil visitantes durante a Dinapec

Em seguida os presentes foram convidados a participar das atividades da Dinapec que nesta edição são oferecidos minicursos, clínicas tecnológicas e roteiros tecnológicos temáticos abordando temas como: leite, iLPF (integração lavoura-pecuária-floresta), recuperação de pastagens degradadas, SAFs (sistemas agroflorestais), SPD (Sistema de Plantio Direto), FNB (Fixação Biológica de Nitrogênio), melhoramento genético animal, sanidade e nutrição animal, dentre outras.

Os portões da Dinape estarão abertos a partir das 8 horas e a entrada é gratuita. Das tecnologias em exposição permanente citamos: a integração lavoura-pecuária, o sistema silvipastoril, a produção de ovinos, coleção de forrageiras e manejo de pastagens. A apresentação de cada tecnologia é feita para grupos de 15 a 25 pessoas, com duração aproximada de 20 a 40 minutos.

A realização da Dinapec conta com a parceria do Senar/MS, Fundação MS, Programa Geneplus-Embrapa, Unipasto, Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) , MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), Agrobrasil, SBA,COIMMA,Tramasul e 


Eliana Cezar, jornalista (DRT/15410/SP)
Núcleo de Comunicação Organizacional (NCO)
Embrapa Gado de Corte
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)
Campo Grande/MS

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog