A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, dezembro 19, 2014

Ossami Sakamori: Dilma, lágrima de crocodilo!



Presidente Dilma Rousseff foi diplomada, ontem, no TSE como presidente da República. No noticiário divulgado nas redes de televisão, mostrou Dilma fragilizada. No meio de tantas denúncias sobre a Petrobras e instauração de processos penais contra integrantes dos diretores da Companhia resultado da Operação Lava Jato e o rastro da investigação chegando ao seu nome, imagino que o seu nervo esteja à flor da pele.


O discurso lido no teleprompter, certamente, preparado pelo marqueteiro João Santana, Dilma afirmou que Brasil e Petrobras são maiores que qualquer crise. Disse também com dose de emoção de que terá que fechar todas as portas para a corrupção. Disse ainda que deve punir as pessoas, não destruir as empresas. Foi discurso elaborado pelo marqueteiro João Saldanha para o povo escutar.


O Estadão de hoje traz notícia de que na relação de denunciados pelo Paulo Roberto Costa conta consta nome do ex-chefe da Casa Civil Antonio Palocci e 27 outros políticos, sendo 10 nomes do PP, 8 do PT, 1 do PSB e 1 do PSDB. Os nomes do PSB e do PSDB já divulgados anteriormente, é do Eduardo Campos e do Sérgio Guerra, respectivamente. Curiosamente, ambos nomes da oposição não tem como fazer suas defesas porque faleceram recentemente.


Se a Dilma pode enganar o povo culpando os outros pela corrupção que ocorreu na Petrobras, não engana a este blogueiro e os leitores deste. Nem tão pouco vai enganar o SEC e Departamento da Justiça americana. A verdade aparecerá, inexoravelmente. 


Dilma Rousseff é chefe da corrupção na Petrobras. Desde 2003 Dilma foi e é responsável direta ou indiretamente pela administração da Petrobras, não respondendo apenas atos praticados entre abril e dezembro de 2010, quando ela se afastou da presidência do Conselho de Administração para se candidatar ao cargo de presidente da República. Dilma foi ministra de Minas e Energia e chefe da Casa Civil do governo Lula. Dilma foi presidente do Conselho de Administração que autorizou a compra superfaturada da refinaria do Pasadena, já apontado pelo TCU e CGU.


Dilma culpa os diretores da Petrobras e dos políticos que davam e dão sustentação ao governo na sua primeira gestão como presidente da República pelos malfeitos. Todos os diretores da Petrobras envolvidos passou pelo crivo da Dilma como ministra de Minas e Energia ou como chefe da Casa Civil do governo Lula para serem nomeados. Todos os nomes envolvidos, Antonio Palocci e 27 outros políticos denunciados pela Operação Lava jato deram sustentação ao primeiro mandato entre 2011 e 2014.


A realidade é que uma "facção criminosa" tomou conta do Palácio do Planalto para ladroagem do dinheiro público nos diversos órgãos públicos e empresas estatais, entre os quais a Petrobras. Dilma é responsável direta ou indiretamente com a ladroagem que ela abominou em discurso da diplomação. Isto faz parte da manobra, já conhecida, aplicada pelo seu antecessor Luís Inácio Lula da Silva, a de negar até debaixo d'água de que "não sabia de nada".


A estratégia da Dilma, orientada por seu antecessor Lula e pelo marqueteiro João Saldanha, de se excluir da responsabilidade das ladroagens não pega mais. Se o Judiciário brasileiro não incluir Dilma na condição de réu, certamente o Departamento de Justiça americana a condenará como responsável pela corrupção. Não adianta, Dilma fazer fita na televisão com vozes embargadas pregando prisão para os corruptos e corruptores. 


Todos os rastros da ladroagem leva à porta do Palácio do Planalto. Os ratos que estão mendigando os ministérios, os parlamentares da base aliada, vão abandoná-la no primeiro momento quando verem os seus nomes denunciados no STF. A saída para nós vai ser o pedido de "impeachment" no decorrer do ano de 2015, conforme o andamento dos processos da Operação Lava Jato. A situação política da Dilma é insustentável.




Dilma, lágrima de crocodilo! Eu, éin?


Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog