A COPA DO PT E A VERGONHA DO POVO BRASILEIRO



Diga NÂO para a #incomPTência !!!

O BRASIL PRECISA MUDAR OU IRÁ VIRAR UMA VENEZUELA!

Conheça a história de vida de Aécio Neves de um jeito diferente! Foram várias fases que o prepararam para ser a força que o Brasil precisa. Dê o play!



Conheça as realização de Aécio:
http://realizacoes.aecioneves.com.br


Veja as propostas de Aécio para mudar o Brasil:

100% AÉCIO NEVES

VoteHoje.com.br - A pesquisa independente!

AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
QUERO MORAR NO BRASIL MARAVILHOSO DA PROPAGANDA DO PT

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, julho 20, 2012

CPI do Cachoeira agora tem vídeo pornô e musa que irá enfeitar as páginas da revista Playboy






Em 5 de julho o blog Radar On-line da Veja soltou a seguinte notícia:

O vídeo explosivo da CPI! 
Um vídeo altamente explosivo começou a circular nesta semana nos bastidores da CPI mista do Cachoeira. A gravação (para alívio dos políticos) não é uma obra do bicheiro Carlinhos Cachoeira, mas tem todas as condições de abalar os integrantes da CPI. Trata-se de uma produção caseira envolvendo uma assessora de um senador e um funcionário do Senado em cenas para lá de tórridas.

Em 12 de julho o colunista Tales Faria revelou no seu blog Poder Online a seguinte nota:
CPI tem até vídeo pornô! 
A CPI do Cachoeira tem realmente de tudo. Circula no Congresso um vídeo pornô pra lá de explícito com a assessora de um dos senadores que integra a comissão.

No mesmo dia a notícia pipocou outra vez no Radar On-line da Veja:
Só se fala no vídeo! 
Sabe aquele tal vídeo com imagens tórridas de uma assessora de um senador da CPI mista do Cachoeira (leia mais em O vídeo explosivo da CPI)? Se transformou em um viral no Congresso e já colocou Fernando Cavendish, a Delta e seus laranjas em segundo plano nas rodas de conversa. Um grupo de senadores que ainda não viu a produção caseira, aliás, está mais do que curioso para obter detalhes do caso.

Em 18 de julho a Veja, na coluna Maquiavel, deu nome aos bois:
Protagonista de vídeo erótico deve ser exonerada do Senado




A advogada Denise Rocha, de 29 anos, é descrita por funcionários do Congresso como discreta e assídua no trabalho de assessorar juridicamente o senador de primeiro mandato Ciro Nogueira (PP-PI). Mas o que a levou a ser um dos assuntos mais comentados nos corredores do Senado foi a revelação de um vídeo caseiro em que ela aparece em cenas tórridas de sexo com um homem ainda não identificado. Há a suspeita de que ele trabalhe em um gabinete do Congresso.
Denise diz não ter assistido ao vídeo e nega ser a protagonista da produção caseira. Constrangida, afastou-se temporariamente dos trabalhos do gabinete, aproveitando o recesso parlamentar que começou nesta quarta-feira. A advogada alegou a interlocutores que tinha uma cirurgia agendada.
Publicamente, o senador Ciro Nogueira não admite, mas a funcionária deve ser exonerada dos quadros da Casa.
A última aparição pública de Denise Rocha foi no dia 10, quando rapidamente esteve na CPI do Cachoeira durante o depoimento do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT). Naquele dia, em menos de cinco minutos, foi abordada por dois curiosos que queriam detalhes sobre as imagens picantes. A ambos, negou ter participado da produção caseira e disse que eventuais vídeos, se existem, foram feitos sem o seu consentimento.


Em 19 de julho a Veja, na coluna de Ricardo Setti, voltou a explorar o tópico:
Com a história da assessora boazuda, senador ajuda a desmoralizar ainda mais o Congresso Denise Leitão Rocha, ex-assessora do senador Ciro Nogueira (PP-PI): demitida, e, naturalmente, rumo a capas de revistas masculinas



Bonita de ver, não?
Este post poderia conter dez, vinte ou trinta fotos de Denise Leitão Rocha, a aspirante a capa de revista, advogada e ex-assessora do senador Ciro Nogueira (PP-PI), demitida do gabinete do ilustre parlamentar depois que um vídeo da jovem de 27 anos fazendo sexo caiu na internet. De fato, Denise, com atributos próprios e uma mãozinha de recursos desenvolvidos pela Medicina, é uma beleza para os olhos masculinos, e já há na Web incontáveis fotos suas, mais ou menos vestida, ou quase sem roupa. Como tantas vezes aconteceu ao longo dos anos, em tantas outras ocasiões graves vividas pelo Congresso Nacional, é mais uma garota que deu um jeito de aparecer para fotógrafos e cinegrafistas da CPI do Cachoeira, na qualidade de assessora do senador, de modo a tornar-se — isso é inevitável — “o Furacão da CPI”. Poderia também virar “musa”, como é o triste costume de tratarmos com leviandade coisas sérias “neste país”. O senador, naturalmente, pode contratar quem quiser para seu gabinete, dentro de determinadas normas, as que regem o recrutamento de pessoas para cargos de confiança sem concurso — às quais sempre me opus como jornalista. Mas é o que dizem as regras internas do Senado. Denise, da mesma forma, pode tatuar seu corpo, como o fez, deixar-se foografar e levar a vida particular que quiser, direito inalienável de qualquer cidadão. O senador Ciro Nogueira, porém, é tudo menos bobo — e está cansado de saber o que acontece quando assessoras bem-dotadas como Denise se expõem no Congresso em momentos em que as atenções do país se voltam para atividades como a da CPI do Cachoeira. O resultado é que o episódio, seja pelo alto grau de moralismo hipócrita em que ainda vivemos, seja por exageros de veículos da própria mídia, que entronizaram a advogada como “Furacão”, não ajuda em nada a imagem do Congresso, já tão desgastada. Ah, o senador Ciro Nogueira é aquele mesmo que, quando deputado, era amigão e discípulo de Severino Cavalcanti, o deputado de tristíssima memória que renunciou ao mandato e à presidência da Câmara para não ser cassado por corrupção.

Agora o vídeo já vazou na internet,  ela virou musa da CPI e até recebeu convite para pousar na Playboy! Que país é este!?

Em 19 de julho o blog BemInteressante publicou:
Vídeo intimo da assessora Denise Leitão Rocha - Assista aqui

Um dos assuntos mais falados do momento em todos as mídias sociais, é o suposto vazamento do vídeo que mostra cenas de sexo entre a assessora parlamentar Denise Leitão Rocha e que nos últimos dias caiu na net.

Apelidada de "furacão da CPI do caso Cachoeira", ficou ainda mais famosa, já que em meados de maio.2012, uma revista de grande expressão informava que ela teve um caso com o ex-jogador, e atual deputado federal Romário.

Juntando as informações disponíveis no Portal da Transparência, no Diário Oficial e em seu ato de nomeação, é possível concluir que ela foi nomeada para o cargo de assistente parlamentar - AP03, com salário nominal de R$ 4084,29 por indicação do Sen. Ciro Nogueira, em 15.02.2011. Por estar no regime especial de frequência, ela não é obrigada a bater ponto.

Em férias ela é tema proibido entre seus colegas, segundo os quais ela praticamente não parava no gabinete e nenhum deles sabia informar quais eram as funções dela no Parlamento. 

O vídeo que você pode ver abaixo, não é aconselhado para menores, e está hospedado em diversos sites brasileiros, além de um site de sexo estrangeiro. É possível ver a imagem de uma Fênix tatuada em local bem estratégico, e também as patas de cachorro em sua barriga - além do piercing.  Durante o vídeo, você nota o close nas partes íntimas dos dois, e também seus rostos.


Nesta altura do campeonato, a mídia tem informado que a Playboy ligou no gabinete do Senador Ciro Nogueira solicitando seu contato. Algumas informações dão conta de que ela será desligada - não pelo vídeo em sí, mas pelo constrangimento que tem causado para o Senador.




Vídeo mais assistido no Senado 
O vídeo vazou de alguma forma desconhecida, e Denise informa que irá processar o responsável pelo vazamento - na opinião deste blog, isso sem dúvida precisa ser feito pois está afetando sua imagem.  Durante alguns dias, o vídeo era conhecido apenas por alguns jornalistas, mas caiu como uma bomba na última terça, durante o depoimento do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) quando era visto na tela de muitos laptops e tablets de parlamentares em meio a sessão.  Como o Senador Ciro Nogueira é integrante da CPI do Cachoeira, Denise Leitão Rocha chegou a entrar na sala e obviamente foi alvo da curiosidade de fotógrafos e jornalistas, mas ela evitou levantar o rosto e foi instruida a sair do local em poucos minutos, até para ser evitada a vinculação de sua imagem com algum parlamentar.

Depois que vazou, ele foi reproduzido diversas vezes no comitê de imprensa do Senado, para o completo frenesi da platéia masculina. Certamente a forte repercussão do vídeo corroborou na decisão de seu afastamento.



 

Nenhum comentário:

Aecio Neves Oficial

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog