A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

segunda-feira, março 10, 2008

Mulheres produtoras rurais protestam contra barbárie da Via Campesina

O Dia Internacional da Mulher foi marcado por uma manifestação que dignificou todas elas e mostrou que o campo e o agronegócio estão muito acima das badernas registradas esta semana. Mulheres produtoras rurais de 12 cidades do RS realizaram um protesto pacífico, inteligente e charmoso contra a barbárie promovida pelos bandoleiros da Via Campesina.
As mulheres, vestidas de branco, deram um abraço simbólico na Fazenda Tarumã, de propriedade da empresa Stora Enso, e que foi brutalmente invadida na última terça (04.03) em Rosário do Sul. Estiveram presentes autoridades do poder público e lideranças políticas. O manifesto foi organizado pela Comissão de Produtoras Rurais da Farsul (Federação da Agricultura do RS).
"É uma situação de muita tristeza e indignação. Percebe-se que as pessoas que fizeram isso não têm um mínimo de sensibilidade, não têm amor à vida", disse Janeri Nunes Moreira, uma das organizadoras do evento. "Esse ato das produtoras é visto com bons olhos, pois mostra que as pessoas de bem não concordam com esse vandalismo. Os gaúchos não toleram mais essa truculência", completou o sub-comandante geral da Brigada Militar, Paulo Roberto Mendes, que participou da operação de retirada da Via Campesina do local.

www.diegocasagrande.com.br

Nenhum comentário:

Arquivo do blog