A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quarta-feira, agosto 22, 2007

PROJETO MECATRÔNICO


Tracbel investe R$ 300 mil/ano na formação de mecatrônicos

O sucesso de um negócio é feito pela competência de sua gente. Para manter a satisfação de seus clientes e garantir a qualidade em seu pós-venda, a Tracbel, em parceria com a Volvo, caminha para formar sua terceira turma de técnicos em mecatrônica. Com investimento anual de aproximadamente R$ 300 mil, Tracbel e Volvo preparam profissionais aptos a lidar com a mais moderna tecnologia de equipamentos pesados. Desde 2005, passaram pelos bancos do curso 27 alunos. No próximo mês de dezembro, mais 15 receberão o certificado de conclusão de curso, que tem duração de um ano.
E trabalhar com tanta tecnologia requer preparo. Para exemplificar isso, basta dizer que os equipamentos Volvo possuem sistemas eletrônicos tão avançados como os utilizados em carros de passeio de última geração. “Formamos um profissional único no mercado e altamente especializado. Mais de 90% dos alunos que formamos continuam conosco”, diz o diretor CST (Customer Support Team) da Tracbel, Reinaldo Inácio, ressaltando a complexidade dos elementos hidráulicos e eletrônicos das maquinas fabricadas hoje em dia.
Para ingressar no “Projeto Mecatrônico” da Tracbel é necessário ter concluído o ensino médio, preferencialmente com formação técnica. A partir daí, várias escolas de todo o Brasil, recebem comunicados sobre o processo seletivo e os candidatos realizam entrevistas. Os aprovados iniciam os estudos, recebendo salário de trainee e tendo moradia oferecida pela Tracbel. Como as aulas ocorrem em Contagem, na grande Belo Horizonte, os estudantes que moram fora da cidade recebem ajuda de custo para visitar os familiares.
Aos 24 anos, Rafael Ribeiro trabalha na Tracbel. Antes da criação do “Projeto Mecatrônico”, ele teve a oportunidade de cursar um projeto semelhante mantido pela Volvo, em Curitiba. “Minha vida mudou profissionalmente. Pessoalmente, aprendi a me expressar melhor e adquiri gosto por estudar”, afirma Ribeiro, que atualmente cursa engenharia mecânica na PUC-MG (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais).
Um dos instrutores do “Projeto Mecatrônico”, Gustavo Rodrigues, se formou na primeira turma do curso. Graduado em engenharia mecânica pela PUC-MG, Rodrigues é instrutor homologado pela Volvo do Brasil para ministrar treinamentos de seus produtos. “Esse programa permite formar um profissional quase completo, com bagagem teórica, disciplinado e com o espírito da empresa e que ao ser bem coordenado, nos devolverá um bom resultado em campo”, analisa Rodrigues. “É impressionante o que a gente aprende. O curso mantido pela Tracbel é um dos únicos no mercado e nos oferece um currículo privilegiado”, observa Otávio de Oliveira Lima, aluno da atual turma.
Os frutos do “Projeto Mecatrônico” são amplamente positivos e em breve a Tracbel irá ampliá-lo. A partir de 2008, o diretor de CST, Reinaldo Inácio, revela que deverá ser criada a Academia Tracbel, em Bebedouro, no interior de São Paulo. Lá, a metodologia para a formação de técnicos em equipamentos agrícolas será a mesma: seis meses de aulas teóricas e mais seis meses de prática. “Queremos aumentar nosso programa e preparar colaboradores capazes de viabilizar as melhores soluções para os nossos clientes”, declara Inácio que defende o investimento em educação como um investimento no homem.


Sobre a Tracbel
Fundada em 1967, a Tracbel S/A é um dos maiores distribuidores de máquinas pesadas e agrícolas do País, com forte atuação nos segmentos de mineração, construção, agricultura, indústria sucroalcooleiro e indústria madeireira. Atualmente, a empresa mineira distribui tratores e colheitadeiras Massey Ferguson; escavadeiras, motoniveladoras, carregadeiras e caminhões articulados Volvo; empilhadeiras Clark; rolos compactadores Dynapac; transmissões automáticas Allison; pneus industriais Michelin; equipamentos florestais Ponsse; caminhões rígidos Perlini e equipamentos Sennebogen.


Para mais informações: www.tracbel.com.br.
Texto Assessoria de Comunicações: Tel. (11) 2198-1888
Jornalista Responsável: Altair Albuquerque (MTb 17.291)
Coordenação Geral: Nadia Andrade (nadia@textoassessoria.com.br)
Coordenação de Atendimento: Daniel Medeiros (daniel@textoassessoria.com.br)
Atendimento: Denise Mello (denise@textoassessoria.com.br)

Nenhum comentário:

Arquivo do blog