A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quarta-feira, maio 02, 2007

14a AGRISHOW RIBEIRÃO PRETO - Cana-de-açúcar deve movimentar R$ 160 milhões

A cana-de-açúcar deve representar cerca de 20% dos negócios da 14ª Agrishow Ribeirão Preto, a maior feira de agronegócios da América Latina, que vai até sábado, em Ribeirão Preto (SP). Considerando a expectativa de movimentar cerca de R$ 800 milhões, somente a cana contribuirá com R$ 160 milhões, pelas contas de Sergio Magalhães, presidente do Sistema Agrishow.
“A cana ocupa em torno de 6 milhões de hectares. É algo como 10% do total de área plantada no País. Está em expansão, não há dúvida, mas a Agrishow Ribeirão Preto abrange as principais atividades agropecuárias, como milho, soja, café e laranja, além de pecuária, hortifruticultura e outras culturas para pequenas propriedades”, acrescenta Magalhães.
O crescimento da cana integra-se à melhoria de preços das demais atividades agrícolas. Esse cenário melhora as expectativas da Agrishow. “Não se consegue vender máquinas e equipamentos se a situação é de pessimismo. E, pelo que vimos nos dois primeiros dias da Agrishow, o cenário é otimista. E isso contagia os produtores e os expositores”, analisa Sergio Magalhães.
Cesário Ramalho da Silva, presidente da Sociedade Rural Brasileira, entidade co-realizadora da Agrishow, ressalta que a agropecuária brasileira, que já investe forte em produtividade, precisa intensificar, ainda mais, a gestão das propriedades. “O que se tira da terra é o que se põe na terra. Isso significa que é preciso usar insumos de qualidade para produzir em quantidade e com qualidade.
Ramalho apresenta dados de produtividade do milho para mostrar que o Brasil precisa avançar para atingir os níveis de outros grandes produtores. “Os agricultores norte-americanos produzem 8.3 mil sc de milho por hectare, os argentinos 7.1 mil sc e os brasileiros, 3.6 mil sacos/ha”, informa o presidente da Sociedade Rural Brasileira.
Em dois dias, 42 mil visitantes – A Agrishow Ribeirão Preto recebeu 42 mil visitantes entre segunda e terça-feira. A expectativa dos organizadores é de reunir 140 mil visitantes até o sábado, dia 5 de maio.
Reunião dos secretários de Agricultura – Amanhã, 4ª. feira, dia 2 de maio, às 14 horas, secretários de agricultura de 12 estados reúnem-se na Agrishow Ribeirão Preto. O encontro dá continuidade aos trabalhos realizados em Belo Horizonte, em março, quando os estados apresentaram projetos para as regiões de fronteira no combate à febre aftosa e reivindicaram recursos para a defesa agropecuária. A reunião também será marcada pelas ações de cooperação técnica entre São Paulo e outros estados na área de cana. Durante a reunião também serão tratados os temas nacionais de defesa agropecuária e o contingenciamento de recursos da área.
A Agrishow é realização da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), Abag (Associação Brasileira de Agribusiness), Anda (Associação Nacional para Difusão de Adubos) e SRB (Sociedade Rural Brasileira).


Atendimento à Imprensa:
Texto Assessoria de Comunicações
Altair Albuquerque (11 9935-1705)
Nadia Andrade (11 9969-4899)

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog