A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

quinta-feira, outubro 24, 2019

EMBRAPA - MS recebe primeiro evento internacional sobre adoção de tecnologias agrícolas




Simpósio acontecerá em novembro no Sindicato Rural de Campo Grande

Facilidade de uso, utilidade e custos, são fatores determinantes na adoção de tecnologias agropecuárias e foco de algumas discussões que estarão presentes no primeiro Simpósio Internacional em Adoção de Tecnologia Agropecuária. O evento, inédito no Brasil, acontecerá entre os dias 6 e 8 de novembro no Sindicato Rural de Campo Grande (MS), com o objetivo de promover um debate ao redor do tema, a fim de identificar prioridades para o ensino, a pesquisa e a extensão rural. 

“Compreender o porquê de o setor primário ainda obter resultados técnico-econômicos tão aquém de seu potencial, apesar do estoque de conhecimento e de soluções tecnológicas já disponíveis, requer uma visão multidisciplinar e métodos adequados para abordar essa complexa questão. As discussões devem suscitar novos olhares e perspectivas sobre a adoção que, normalmente, é vista como resultante de um processo de decisão puramente econômico e racional, o que vem sendo desconstruído pelas pesquisas científicas, a exemplo das premissas da economia comportamental”, reflete Mariana Aragão, pesquisadora da Embrapa e uma das coordenadoras do evento. 

Com dinâmica composta por palestras, minicurso, sessão de pôsteres e mesa-redonda, os temas giram ao redor de inovação, impactos da adoção, agricultura 4.0, adoção em sistemas integrados de produção, modelo etnográfico de árvore de decisão, teoria do comportamento planejado, fatores determinantes da adoção, modelagem, dentre outros.

Entre os palestrantes, responsáveis por conduzir os participantes, estão o professor do Instituto de Economia da Unicamp (SP), Antonio Marcio Buainain; a pesquisadora do Scotland´s Rural College (GRB), Luiza Toma; a professora do Departamento de Ciências Humanas, Sociais e Políticas do ETH Zurich (Suíça), Rachael Garrett; a pesquisadora Silvana Ines Giancola do Instituto Nacional de Pesquisa Agropecuária (INTA-Argentina); e os professores André Rozemberg e Matheus Dill, das Universidades Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), além do diretor-executivo de Inovação e Tecnologia da Embrapa, Cleber Oliveira Soares. 

Durante o Simpósio, o público formado por pesquisadores, pós-graduandos, docentes, técnicos e consultores rurais terá a oportunidade de interagir com os palestrantes, nacionais e internacionais. Para a especialista em economia rural, “essa troca de conhecimentos e saberes permitirá a formação de capital humano e deverá ainda contribuir, no longo prazo, para o desenvolvimento de linhas de pesquisas, ações de transferência de tecnologia e políticas públicas capazes de impactarem, efetivamente, o setor primário no Mato Grosso do Sul e em outros estados”.

A pesquisadora da Embrapa está ao lado dos professores José Carlos de Jesus Lopes e João Augusto Rossi Borges das Universidades Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e da Grande Dourados (UFGD), respectivamente, na organização do evento, que tem o apoio do Sindicato RuralCNPq, Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de MS (Fundect), Fundapam e Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e patrocínio da ServSal. 

Mais detalhes:

 Podcast - http://bit.ly/2JhZB9u



Redação: Dalízia Aguiar (MTb 28/03/14/MS), jornalista Embrapa

--
Núcleo de Comunicação Organizacional - NCO
Embrapa Gado de Corte
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)
Campo Grande/MS

Nenhum comentário:

Arquivo do blog