A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

terça-feira, abril 14, 2015

Presidente do BNDES mente para senador Blairo Maggi sobre a existência de equipamentos brasileiros no Porto de Mariel. É desmascarado e diz que vai verificar. Como assim vai verificar? Agora que Inês é morta?



Maggi, ao centro, foi levado por Lula até Cuba. Ele viu o descalabro de Mariel. E mesmo sendo base do governo, fez a pergunta decisiva, que enrola Luciano Coutinho, BNDES, Odebrecht e Governo Federal na falcatrua deste porto que levou centenas de milhões de dólares dos cofres públicos.


O que ocorreu agora, 17 horas e 40 minutos, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, merece investigação, punição e demissão. Luciano Coutinho, presidente do BNDES, afirmou para o senador Blairo Maggi (PR-MT) que os equipamentos do Porto de Mariel, em Cuba, eram em grande parte importados do Brasil. Maggi retrucou, dizendo que não, que esteve lá e que havia muito equipamento chinês, mas brasileiro só tinha terraplenagem, estrada, infraestrutura. Coutinho afirmou que o BNDES só financia produto brasileiro e que se tem equipamento chinês não foi financiado pelo banco. Coutinho mentiu! Na relação de produtos exportados pelo Brasil para Cuba, que consta no ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, nos relatórios da Balança Comercial do País, não existem exportações de equipamentos para Cuba. Este Blog vem denunciando este fato constantemente! O BNDES financiou a Odebrecht para montar um porto com equipamentos brasileiros e a empreiteira não cumpriu o contratado. A resposta de Luciano Coutinho está gravada na audiência pública que ora se desenvolve no Senado. Vamos torcer para que os membros da Oposição que participam da CAE estudem mais, pesquisem mais e façam o seu trabalho. Parabéns ao senador Blairo Maggi, que é de base do governo, mas fez uma brilhante intervenção, criando elementos para que a CPI seja criada e que este senhor, chamado Luciano Coutinho seja demitido, por mentir no Senado Federal.


Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog