A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, março 20, 2015

Paulo Eneas: O desmonte e o desmanche do PT na figura de Sibá Machado




É difícil imaginar que exista algum petista com mais de dois neurônios conectados por sinapses regulares que realmente leve a sério, reservadamente, as sandices do patético Sibá Machado, o atual líder do PT na Câmara dos Deputados. Dono da habilidade política de um jeca, Sibá conseguiu protagonizar a cena mais risível da semana ao “denunciar” que a CIA, a agência norte-americana de inteligência, estaria por detrás das ações do movimento de oposição na sociedade civil contra o PT e contra o governo Dilma. Sua “denúncia” foi levada tão a sério que milhares de pessoas nas redes sociais trocaram seus avatares por simulações de crachás de agente da CIA, com direito a foto, número de identificação e tudo mais. Ou seja, o grande feito de Sibá Machado essa semana, além de ajudar o PT e o governo perder todas as disputas no Congresso, foi produzir gargalhadas e tiradas de humor entre as pessoas com mais de dois neurônios. 


Sibá Machado seria só mais um personagem caricato e ridículo que costuma aparecer no Congresso Nacional, em vista de nosso sistema eleitoral tacanho que possibilita a qualquer desqualificado e desvalido semianalfabeto funcional e despreparado ocupar uma cadeira no parlamento. Mas ele é muito mais do que isso. Ele é a expressão mais acabada, no duplo sentido da palavra, do que o PT é hoje: uma estrutura gigantesca que se desmonta e se desmancha, em todos os sentidos. 


Há poucos anos atrás, o PT se orgulhava de ser um partido de quadros preparados para o embate político. O partido se via, e em parte era visto mesmo assim, como sendo formado por pessoas preparadas para conquistar amplos segmentos da população com um discurso coerente e convincente, ao mesmo tempo em estava preparado para enfrentar os adversários e políticos tradicionais de igual para igual. Nesse cenário róseo, mas que escondia o verdadeiro tom vermelho, um personagem desqualificado e despreparado como Sibá Machado seria no máximo um assessor de terceiro escalão de algum vereador petista de cidade do interior. 


Hoje, o sapiente Sibá Machado é nada menos que o líder desse partido no Congresso Nacional, e como tal, ele expressa a decadência petista. Ele expressa, pela sua mediocridade como político, o desmonte e desmanche político, moral e ético de um partido cuja sigla já se tornou quase homóloga e homônima do vocábulo “corrupção”. Isso fica claro quando vemos nas manifestações anti-PT cartazes onde se lê que “não se escreve CORRUPTO SEM PT”. Sibá Machado deve achar mesmo que a ideia de tal cartaz foi engendrada nos escritórios de Langley, embora possivelmente não tenha a menor ideia de que diabos é isso de Langley. Uma dica para o companheiro Sibá: é coisa da CIA. :-) 


O desmonte e o desmanche do PT fica evidenciado pelo esvaziamento de seus aparelhos sindicais, associações disso e daquilo que não conseguem mobilizar ninguém. Fica evidenciado pela farsa dos tais movimentos sociais que são, quando muito, uma arregimentação de pobres e miseráveis por algum chefete ou preposto petista, em troca de promessas e de algum dinheiro e lanche para carregar bandeiras do partido em manifestações esvaziadas feitas no horário em que as pessoas comuns estão trabalhando. 


O desmonte e o desmanche do PT fica evidenciado também pela figura da própria presidente da república, que só consegue falar para plateias escolhidas a dedo e pagas, ou constrangidas, a ouvi-la e a aplaudir o discurso que ela lê tropegamente, preparado pelo seu marqueteiro, ou seu dialeto dilmês castiço quando ela resolve improvisar e que, conforme já se verificou empiricamente, é intraduzível para qualquer outro idioma. E por fim, o desmonte e o desmanche do PT fica evidenciado pela escolha de Sibá Machado para a liderança do partido na câmara. E devemos reconhecer que foi uma escolha acertada e honesta, pois nenhum “quadro” do partido expressa hoje tão bem o que o PT é e no que ele se transformou, como o brilhante companheiro Sibá Machado. 


PS: Este autor recebeu uma vultosa quantia em dinheiro da CIA para preparar esse texto.

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog