A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

sexta-feira, março 13, 2015

Irresponsabilidade! Mídia esquerdista apimenta discursos: RUI FALCÃO conclama militância a defender Dilma — Movimentos sociais inconsequentes podem Lançar o país no CAOS. Militares podem ser obrigados a intervir para manter a ordem?




Presidente Dilma, amedrontada com a movimentação em todo o país, determina esquema especial. Seguranças, motoristas e alguns ministros, incluindo Jaques Wagner, o Ministro da Defesa, devem permanecer em Brasília no final de semana.


Planalto adota esquema especial e a partir de hoje estarão acompanhado a movimentação da sociedade organizada.

Impossível não desconfiar, diante das recentes declarações, tão contundentes, que líderes de esquerda, com suas fontes de recursos comprometidas e a beira de ser desmascarados, pretendem lançar o país numa guerra civil e sair com o status de “perseguidos”.



Na primeira semana de março os caminhoneiros realizaram protesto justo, e sem a participação de sindicatos etc., o que irrita mais ainda governistas, que em casos desse tipo não tem um nome pra pressionar.

Os profissionais foram duramente reprimidos pelas forças de segurança. A desculpa era garantir o direito de ir e vir da sociedade e o abastecimento de gêneros. Ok, até aí tudo correto. Mas, a providencia não é a mesma quando se trata de reprimir os chamados movimentos sociais, que impedem o direito de parcelas enormes da sociedade quando fazem suas passeatas em vias públicas e destroem indiscriminadamente patrimônio particular.

Esses grupos também descumprem descaradamente a Constituição quando deixam de avisar às autoridades os locais e horas de seus protestos e, pior, vão para suas manifestações portando armas.

Hoje (13/03) haverá dois protestos na Avenida Paulista e um no Rio de Janeiro. Dois grupos diametralmente opostos em seus objetivos estarão bem próximos um do outro em São Paulo. A CUT deve protestar primeiro, em seguida será o grupo ligado a Comunidade Revoltados Online, que pede o IMPEACMENT de Dilma Roussef.

Dirigentes da CUT adiantaram que pode sim haver conflitos. Obviamente jogam a culpa nas costas do grupo “revoltados”, que protesta contra Dilma Roussef.

No domingo, 15/03, há manifestações marcadas em vários locais do país. em especial no Rio e São Paulo está previsto que, ainda que seja num domingo, ocorram gigantescas concentrações.



Curiosamente membros do governo e a própria presidente Dilma comentaram e divulgaram os protestos que devem acontecer no dia 15, como se desejassem engordá-los. 

Se os ditos movimentos sociais resolverem ir para as ruas no dia 15, em atitude de enfrentamento. O que não é impossível, dada a ampla convocação feita recentemente nos discursos de suas lideranças, o país corre o risco de ser lançado no caos completo e generalizado.

Lideranças indiretas como LULA e RUI FALCÃO tem insistido em discursos perigosos, sempre apimentados pela mídia esquerdista. Primeiro Lula e Washington QUAQUÁ falaram em exércitos e “dar porrada”, agora Rui Falcão diz que militância não deve “abaixar a cabeça” e diz que grupos que se manifestarão usam “ódio e medo” como ferramentas.

A militância útil já absorveu a ideia de que a abertura de um processo de impeachment, previsto na Constituição, no caso de DILMA, seria um golpe e replica isso insistentemente nas redes e nas ruas.



Alguns, mais sensatos, como Jair Bolsonaro, tentam fazer com que seja proibido pelo menos o uso de armas brancas, como facas, foices e porretes, geralmente carregados por militantes do MST.

Todos esses agitadores sabem que as forças de segurança respeitam os trâmites democráticos, mas também sabem que não se tolerará nenhum risco a integridade de nossa sociedade e instituições.

A última coisa que precisamos no Brasil é de uma guerra civil. Seriam anos de retardo em nossa já difícil caminhada. Bastou a sociedade sensata se levantar da cadeira para que os esquemas da esquerda começassem a ser desmontados e, nesse ritmo, é apenas questão de estratégia e tempo para que o país seja higienizado. 

Autoridades, que monitoram todas as ações por meio dos serviços de inteligência, devem estar atentos e vigiar bem de perto a concentração de grupos previamente preparados para gerar o caos nas manifestações.

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog