A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

quinta-feira, abril 27, 2006

Embrapa completa 33 anos

Dia 26 de abril, data de comemoração do 33° aniversário da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ficará marcado como uma página importante na história da Empresa. No Pavilhão de exposição, onde está sendo realizada a V Ciência para a Vida, em Brasília-DF, serão anunciadas decisões que criarão novas formas de captação de recursos e desenvolvimento do país.
O primeiro anúncio importante será feito pelo diretor-presidente Silvio Crestana: o orçamento da Embrapa baterá recorde histórico em 2006, ultrapassando a marca de R$ 1 bilhão de reais - 10,1% maior que o do ano passado. E que a agroenergia ganhará um impulso estratégico, com o anúncio da criação de uma nova Unidade: a Embrapa Agroenergia, cuja coordenação ficará em Brasília.
"A coordenação-geral ficará na Sede, mas as ações serão implementadas a partir de duas bases. Uma será a rede de agroenergia, formada com profissionais das atuais Unidades Descentralizadas, incluindo os 20 novos pesquisadores que serão contratados nos próximos meses para atuar especificamente nesta área. E a outra serão as unidades de implementação, uma em cada região do país, o que vai envolver também uma negociação com estados e municípios", explica o diretor-presidente. "Será, portanto, um modelo bem diferente de Unidade", conclui Crestana.
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues anunciará também a criação do Consórcio Nacional de Agroenergia, que será coordenado pelo seu ministério para incentivar e organizar - dentro de sua área de competência - a pesquisa e a produção de álcool combustível e biodiesel.
Outro anúncio a ser feito por Rodrigues será o do Programa de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, que entra numa nova fase ao contar com suporte financeiro de R$ 4,5 milhões, a serem utilizados ao longo dos próximos três anos em ações de transferência de tecnologia e estudos complementares. Os recursos são provenientes de fundos setoriais do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

Mais perto da África
O Presidente Lula fará o anúncio da criação de um escritório da Embrapa no continente africano. A iniciativa vem ao encontro da atual política externa do governo de estreitar laços de cooperação com a África.
A entrega do Prêmio Frederico de Meneses Veiga será mais um acontecimento durante o evento dos 33 anos da Embrapa. Os pesquisadores Cézar de Mello Mesquita da Embrapa Soja (Londrina-PR) e José Aires Ventura do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) são os ganhadores da edição da premiação em 2006. Os dois pesquisadores agraciados se revelaram como destaque pela realização de obras científica e tecnológica que contribuem para o desenvolvimento da agropecuária nacional e estão relacionadas à Inovação Tecnológica, tema do prêmio nesta edição.

Novos negócios, novas parcerias
Um compromisso público será firmado, durante o evento, entre a Embrapa, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco do Brasil e a Itaipú Binacional para alavancar investimentos e gerar negócios em inovação tecnológica em Agroenergia, em parceria com o setor privado.
Está prevista ainda a assinatura de um Termo de Cooperação entre a Embrapa e a Associação Brasileira de Agribusiness da Região de Ribeirão Preto (Abag) para ações do Programa Embrapa & Escola, no estado de São Paulo e a assinatura de um contrato de cooperação técnica e financeira com a Fundação Zerbini, que coordena a área de pesquisas e desenvolvimento junto ao Instituto do Coração (INCOR).

Dalízia Aguiar - DRT/MS 28/03/14
ACE - Embrapa Agropecuária Oeste - Dourados/MS

Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog