A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, agosto 13, 2018

Exportações de café solúvel se aproximam de 2 milhões de sacas até julho


Exportações de café solúvel se aproximam de 2 milhões de sacas até julho

Os embarques do segmento totalizaram 1,96 milhão de sacas, permanecendo estáveis na comparação com o mesmo intervalo em 2017

As exportações brasileiras de café solúvel atingiram o equivalente a 1.957.938 sacas de 60 kg, permanecendo praticamente estáveis na comparação com as 1.961.093 sacas embarcadas no mesmo intervalo em 2017. Os dados foram compilados pela Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics) com base em relatório do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Nos primeiros sete meses de 2018, o solúvel respondeu por 11,6% do total de 16.924.195 sacas de café exportadas e registrou o maior preço médio, de US$ 167,33 por saca (clique no gráfico para ampliar).



Com base nos dados compilados pela Abics, destaca-se o crescimento percentual registrado nas exportações de café solúvel do Brasil para o México, que avançou 2.322% na comparação com 2017 e somou 8.379 sacas. "A quantidade do produto ainda é baixa porque o México não é um cliente comum, mas estamos monitorando o mercado em função desse crescimento extraordinário", destaca Aguinaldo Lima, diretor de Relações Institucionais da Associação.

O levantamento também sinalizou que outros mercados não tão expressivos na aquisição do produto brasileiro apresentaram aumentos percentuais significativos. "República Tcheca, Uganda e Tunísia ampliaram a importação de café solúvel do Brasil em 347%, 276% e 157%, respectivamente. Além disso, com evolução acima de 100% há dois mercados mais tradicionais, como Mianmar e Peru", comenta o diretor da Abics.

Na outra ponta, destacam-se alguns recuos apurados na compra do café solúvel do Brasil de janeiro a julho deste ano frente ao mesmo intervalo de 2017. O Vietnã diminuiu em 76% suas aquisições, que desceram para 6.529 sacas; o Paraguai importou 9.873 sacas, com queda de 52%; e a Alemanha reduziu suas compras em 31%, para 42.426 sacas.

Confira o relatório completo no site da Abics: http://www.abics.com.br/desempenho-das-exportacoes-de-cafe-jul2018/.

Mais informações
Miner Mendes
Secretária Executiva da Abics
(11) 3251-2883 / secretaria@abics.com.br
Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel - Abics
Av. Paulista, 1.313, 9º andar - Conjunto 904, São Paulo (SP) - CEP 01311-923
Fone: (11) 3251-2883 / e-mail: secretaria@abics.com.br


Nenhum comentário:

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog