A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT

A MILÍCIA BOLIVARIANA DO PT
AgroBrasil - @gricultura Brasileira Online
Ofereci meus ombros. Como escada ele subiu. Abri o caminho para ele passar. Na hora da porrada a cara era a minha. Fui seu irmão seu amigo e companheiro... Um dia encontrou comigo. Me deu um beijo. Virou as costas e partiu. Lembrei de Jesus e as 30 moedas"
Poema do mensaleiro João Paulo Cunha que revela a mágoa em relação ao ex-presidente LULArápio.
"Anos atrás recebi do então governador de Brasília Cristovam Buarque o ‘premio manuel bonfim’, atribuído ao meu livro "Chatô, o rei do Brasil". Já pedi à Marília para localizar a placa de prata. Vou devolver. de golpista não quero nada. Nem prêmio".

Escritor Petralha Fernando Morais

“Que pena que nossos gênios estejam tão obtusos. E tão viciados no aparelhamento. O PT corrompeu mais do que a política, corrompeu a inteligência e o caráter. E aos poucos vão mostrando que a volta da Dilma por mais dois anos, com essa gente, vai embrutecer o País e seguir se apropriando do Estado. Pior que não tem juiz Moro para este tipo de roubo: da inteligência e do caráter. Ele não falou em devolver os dez mil que recebeu do prêmio. Na época eram dez mil dólares. Nem o que ele fazia no governo do Quercia".

Senador Cristovam Buarque

+ LIDAS NA SEMANA

segunda-feira, março 24, 2014

SOCIEDADE MILITAR: Venezuela caminha para uma catástrofe


"Provavelmente haverá divergências entre os militares venezuelanos"

O general John Kelly, Chefe do Comando Sul dos Estados Unidos, afirmou que a Venezuela corre o risco de "entrar numa espiral de violência" e cair numa "catástrofe democrática".
Depois de deixar bem claro que não acredita que na Venezuela há militares da ativa que já trabalharam junto com militares norte – americanos o general deu sua opinião sobre a questão venezuelana.
 
"A situação na Venezuela está desmoronando diante dos nossos olhos e, salvo ocorra um milagre, que faça com que a oposição ou o governo abrandem as suas posições, tudo indica que vai caminhar para uma catástrofe econômica e democrática", afirmou o general, Chefe do Comando Sul dos Estados Unidos - que engloba toda a América do Sul, América Central e Caribe - sobre a deterioração da crise na Venezuela.
 
A instabilidade na Venezuela tem levado Kelly a comparecer inúmeras vezes no Comité dos Assuntos Armados do Senado norte-americano, onde o general manifestou ontem a sua preocupação com a "degradação" do regime democrático na Venezuela e a confiança em que sejam os próprios venezuelanos a "resolver" a situação antes que esta se "descontrole e se precipite numa espiral de violência".
 
O general afirmou que não efetuou nenhum contacto com as forças armadas venezuelanas adiantando que, por enquanto, os seus comandantes parecem leais ao presidente Nicolas Maduro. No entanto, sugeriu que "provavelmente haverá divergências entre os militares sobre o rumo a ser seguido durante a crise". Kelly chamou a atenção para o facto de, até agora, Maduro ter apelado à polícia e não ao exército para lidar com os protestos dos cidadãos o que, segundo o general, "diz muito sobre a visão que o governo venezuelano tem sobre o papel dos militares".
 
O general disse também que se a Venezuela realmente entrar em uma situação de descontrole poderá carregar consigo países como Cuba e Haiti, que recebem seu petróleo praticamente de graça.
 
A situação na Venezuela preocupa o Capitólio e a prova disso é que na quarta-feira, o secretário de Estado John Kerry, foi questionado sobre a política da Administração em relação à crise nesse país. O chefe da diplomacia norte-americana reconheceu que os EUA poderão avançar com sanções mas, por agora, prefere que os restantes países da região promovam o diálogo entre os opositores.
 
O Senado está pronto para aplicar rapidamente medidas punitivas ao governo de Nicolas Maduro, vontade que deixou bem clara numa resolução solicitando a Barack Obama para autorizar a proibição de vistos e o congelamento de contas bancárias a venezuelanos que tenham participado, direta ou indiretamente, em violações dos direitos humanos na Venezuela.
 

+ LIDAS NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Arquivo do blog